Quando o Cristianismo pecou… #1

Antes de mais nada, esta série visa expôr as contradições que muitas igrejas praticam, contrariando o seu próprio livro sagrado. Se você vê estes erros em sua igreja ou mesmo os pratica, por favor, reflita sobre o assunto e lute contra isso, tornando o mundo ao seu redor cada vez mais humano, menos injusto e seguindo os verdadeiros ensinamentos de sua igreja.

As igrejas cristãs usam os ensinamentos da Bíblia Sagrada para representar Deus, um ser perfeito, que está em todo lugar, tem poder para fazer qualquer coisa e é ciente de tudo, desde o início dos tempos. Porém as representantes dele não costumam ser tão perfeitas assim, cometendo desde pequenos preconceitos até alguns dos mais absurdos erros da história, que custaram a vida de milhões de pessoas. Preconceito, anti-humanismo, machismo… uma lista enorme de erros e enganos:




Discriminação religiosa

Historicamente, a Igreja Católica sempre odiou ter concorrência, por isso lutou contra outras religiões, inventou guerras e usou todo o tipo de artimanha para que as pessoas virassem católicos. Muitos pensam que isso é coisa do passado, lá da Idade Média, mas, em pleno século XX, ainda temos exemplo disso.

Entre 1900 e 1940, a Umbanda começou a ganhar força em nosso país, algo que chamou a atenção da Igreja, que resolveu criar um comitê especial para tratar do “problema”. Em 1952, foi instituído o Secretariado Especial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

Dentro dessa instituição maior, haviam outras menores com reponsabilidades mais focadas. O Secretariado Nacional de Defesa da Fé era responsável por defender a fé católica, o que podia se entender como “atacar as outras religiões”.

Uma das passagens mais reveladoras desse ódio e preconceito, da Igreja para com a Umbanda, foi feita pelo arcebispo de Porto Alegre, D. Vicente Scherer em uma entrevista dada a uma rádio, que depois foi transcrita na revista da arquidiocese local (SCHERER, D. Vicente. Hospital de Umbanda. Unitas. Porto Alegre, 46 (3):191-4, 1957, p. 193.):

A Umbanda é a revivescência das crendices absurdas que os infelizes escravos trouxeram das selvas de sua martirizada pátria africana. Favorecer a Umbanda é involuir, é aumentar a ignorância, é agravar doenças.

preconceito

O uso da expressão “crendices absurdas” neste contexto é bem curioso e discutível… mas enfim, atacar as religiões africanas não era o bastante para os chefes católicos, eles queriam mostrar sua raiva e preconceito contra as próprias pessoas que possuíam, segundo eles, a “religião errada”. Além disso, aparentemente, os chefes católicos também queriam usar as leis do país para, simplesmente, proibir as pessoas de fazerem seus cultos, algo muito semelhante a uma ditadura:

“Perguntamos, anos atrás, a um grupo de médicos psiquiatras e especialistas em doenças nervosas se é aconselhável, sob o ponto de vista psíquico e médico, “desenvolver a mediunidade” ou “provocar fenômenos espíritas”. E todos, com absoluta unanimidade, responderam negativamente, declarando que semelhantes práticas são “nocivas”, “prejudiciais”, “perigosíssimas”, etc. (…) São clamores das autoridades competentes a gritar que as práticas espíritas e umbandistas contrariam a ordem pública, e que, por isso, são contra a Constituição que veda expressamente o exercício da “religião” que “contraria a ordem pública”

O texto acima, feito por Boaventura Kloppenburg, bispo católico brasileiro, que nasceu na Alemanha, pode ser encontrado em KLOPPENBURG, Boaventura. Umbanda no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1961, p. 195-7.

marcha1

Apesar das referências acima datarem de algumas décadas atrás, este preconceito segue enraizado até hoje, não só no catolicismo mas em diversas religiões, cristãs e não cristãs. Confira abaixo um caso que exemplifica esta discriminação (fato real):

perseguicao-e-preconceito-religioso

Liderados por Isolina dos Santos, 60, cerca de dez evangélicos invadiram no domingo às 22h o apartamento de um pintor de 41 anos e lhe deram uma surra por ter reclamado do barulho do culto, no apartamento de baixo. A vítima teve deslocamento de clavícula.

[..] Eles ficaram enfurecidos quando souberam que o pintor tinha se queixado das orações com a síndica e arrombaram a porta do vizinho, começando por quebrar os móveis com a alegação que o pintor estava endemoniado. 

A violência foi presenciada pela mulher do pintor — uma secretária de 39 anos — e pelas filhas do casal, uma de 4 anos, outra de 13 e a terceira de 19.

A secretária disse que tinha um bom relacionamento com Osolina, para quem às vezes doava cesta básica e roupas. A amizade se rompeu há cerca de 7 anos, quando a evangélica soube que a vizinha era espírita.

A mulher do pintor contou que, nos fins de semana, as pregações começavam com gritos logo pela manhã e se estendiam pela madrugada. Falou que se queixou várias vezes com a administração do condomínio, que nada fez. [..]

“Já chamei ela (Isolina) para conversar aqui na minha casa, mas ela disse que não aceita falar com gente da minha cor e religião”, disse. 

Fonte: Espírita apanha de evangélicos por reclamar de barulho de culto

03_MHG_rio_umbanda

Confira uma coletânea de diversos casos de preconceito religioso clicando aqui, mas primeiro deixe sua opinião nos comentários.

  1. Rene Montgomery

    6 de dezembro de 2015 em 13:50

    ” O cristianismo nao pecou, qando JESUS ensinava no templo ele dirigiu o modo como a igreja deveria conduzir os costumes duma epoca vindoura pois ele sabia qe o pecado aumentaria com os tempos e muitos torceriam o nariz pras coisas sagradas da igreja, seja ela qal for, ate a vinda e manifestacao do pai todo poderoso, e hoje o filho esta agindo conforme a vontade do pai “. ( autor desconhecido )

  2. michelisserlin

    25 de janeiro de 2014 em 15:41

    Religião de cú é rola!

  3. michelisserlin

    25 de janeiro de 2014 em 15:38

    Eu sou católico apostólico romano e acredito em milagres,estórias de meu boi morreu,João sem braço etc…

  4. michelisserlin

    25 de janeiro de 2014 em 15:35

    Religião é atraso de vida!
    Nb. Todas elas sem exceção!!!

  5. michelisserlin

    25 de janeiro de 2014 em 15:31

    Não é de hoje,que a religião se tornou um meio de vida e bem rendoso ( como em alguns casos que temos conhecimento na mídia ). Num país com mais de 100milhões de semi-analfabetos,não é difícil entender essa busca por coisas irreais. Realidade: estudar ( se formar em alguma coisa ) e trabalhar.

  6. Rafael Moura

    20 de janeiro de 2014 em 21:17

    A intolerância é um mau quem tem de ser extinto, podemos viver juntos, como um só respeitando uns aos outros, independente de qual seja a sua cor, religião, etc.
    O que falta na verdade para esse tais fanáticos religiosos é RESPEITO !
    Assim como muitos o respeitam eles também deveriam retribuir com isso.
    Sou Católico e nada tenho contra eles (a não ser a barulheira deles nos cultos ), Respeito é o que falta para uma formação social estável

  7. Gabriel Debatin

    17 de janeiro de 2014 em 21:15

    Bem, devo dizer que o título do artigo simplesmente não corresponde com o conteúdo. O que foi aqui apresentado são pecados de cristãos, e não do cristianismo. Não podemos julgar uma doutrina ou uma religião inteira pelas más atitudes de alguns de seus membros. Isso é ridículo, porque sabemos que existem pessoas boas e más em todos os lugares.

  8. gato do apocalipse

    17 de janeiro de 2014 em 17:24

    respondendo a todos que estão enfiando os pês pelas mãos
    Vi muito gente falando “quem tem Deus no coração, não mata, não estupra,…”
    apenas para informar, Países com a menor taxa de crentes(em geral)tem a maiores taxas de desenvolvimento social e saúde, além de uma taxa de criminalidade baixa
    é só comparar a américa latina com o leste asiático(exclui a Rússia, que é um caso a parte)

    • Giovany Dias

      17 de janeiro de 2014 em 21:50

      Um dos países mais desenvolvido são os EUA e, tem uma grande religiosidade. Por outro lado, o Vietnã é um dos países que menos se encontra religiosos no mundo e, é um dos mais pobres.

      Não estou contrariando teu comentário, concordo plenamente com ele. Só estou expondo estatísticas reais, facilmente comprovadas…

      Vlw e boa sorte!!

      • gato do apocalipse

        17 de janeiro de 2014 em 22:55

        o EUA e um dos 50 países com mais ateus no mundo.

  9. Giuliano Rodrigues

    17 de janeiro de 2014 em 16:49

    Todo fanatismo é execrável! O fanático se acha o único correto e superior aos seus semelhantes, não mede seus atos e acaba indo contra tudo aquilo que sua própria fé, em essência, prega.

  10. Death

    17 de janeiro de 2014 em 16:25

    Nem todo Evangélico é assim,nem todos tem intolerancia religiosa.O texto está querendo mostrar com que TODOS os evangélicos são assim,isso é errado,DIEGO podia aproveitar o momento e escrever sobre os muçulmanos,espíritas que alguns também são preconceituosos,mas ele só escreve contra os cristãos,não acredita mas persegue,isso sim é preconceito

  11. Guaxinim

    17 de janeiro de 2014 em 16:02

    Vocês querem conhecer cristãos e ateus fanáticos ? Vão pro Yahoo Respostas, lá vocês conheceram os dois lados ridículos do fanatismo da crença e da não crença em Deus!
    [img]https://encrypted-tbn3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSxLyj99DS1GdkIo3E7iJs3J8q-ekTb2_hvLzi0gvlH1-ircjwF[/img]

    Agora fiquem com Jesus!

    • Mike John

      19 de janeiro de 2014 em 00:05

      Ultimamente estou vendo mais ateus fanáticos do que religiosos… fanatismo é uma merda mesmo…

  12. Rui Giordano

    17 de janeiro de 2014 em 14:39

    Isso é um reflexo da ignorância das pessoas e não da religião. Essas mesmas pessoas se tivesse fé diferente ou se fossem até mesmo atéias teriam as mesmas atitudes.

    • Shun dlç

      17 de janeiro de 2014 em 14:50

      Isso mesmo cara, botam a culpa na religião por uma atitude individual de um membro…

  13. paulo89988

    17 de janeiro de 2014 em 14:06

    Pleno século XX? Voltaram no tempo ai

    • Lucas da Silva

      17 de janeiro de 2014 em 15:08

      Não, está certo. O episódio a que se referem data de 1952.

      • Diego Martins

        17 de janeiro de 2014 em 15:10

        Exato. Acho que as pessoas não lêem com atenção.

  14. Bruno Basso

    17 de janeiro de 2014 em 13:37

    Eu tenho NOJO do cristianismo…

    • Lucas da Silva

      17 de janeiro de 2014 em 15:07

      Do Cristianismo ou dos cristãos?

      • Bruno Basso

        18 de janeiro de 2014 em 09:09

        Do cristianismo.

        • Bruno Basso

          18 de janeiro de 2014 em 09:11

          Bom, na verdade, pra explicar melhor: Tenho nojo do que os “cristãos” fizeram ao cristianismo. Sacou?

  15. White Leon

    17 de janeiro de 2014 em 13:24

    Não consigo compreender porque tudo isso?
    E tão complicado se respeitarem por favor. Vocês perdem completamente a discussão quando perdem o respeito. Vou dar minha opinião sincera sobre a igreja católica…
    Eu a acho patética! Qualquer ser que defenda, preconceito para mim e patético, ahn antes de algum católico vir me criticar, ja leu sua querida biblia? Se sim, leu completamente ou só as partes belas?
    Pois se ler completamente, o numero de coisas absurdas que você vai ler, garanto que não será pequeno.
    A igreja católica, precisa de muitas mudanças ainda, afinal por favor, eles defendem que você não deve usar camisinha, e parece que a igreja não sabe do perigo da AIDS.
    Reconheço que o catolicismo fez muitas coisas boas, deu conforto a muitos lares com seu Deus, deu esperança a muitos que não a possuíam, as vezes e o pensamento que vai para o “inferno”, que algumas pessoas não fazem besteiras. Ela e o conforto de muitos, mas ela ainda possui um passado horrivel, de merda, que me asco, sem falar as coisinhas escritas na biblia, que me fazem ter raiva dela enfim.
    No fim, se você leu ate aqui, bom sinta se a vontade, para me confrontar, e me mostrar o seu lado da historia, vamos conversar. =)

    • Iti Riffel

      17 de janeiro de 2014 em 19:51

      olha ja acho estranho alguem que pede encarecidamente por respeito começar chamando uma coisa de patetica.. seria como dizer eu acho patetico quem chama os outros de patetico (?) n sou catolico, mas sei que a biblia preza pela relacionamento unico e sem divorcio, assim se o mundo nao fosse essa depravação em algum tempo essa doença teria sido dizimada… e tambem me pareçe que como tu diz que tem pessoas que le só as partes belas tu é daquelas que só le as partes supostamente ruins? até porque se leva em conta todo contexto, pra te pelo menos uma noçáo basica doque signnfica aquilo que ta escrito.. sei que pra um mente cetica mtas coisas é dificil de se entender, matanças e etc como sempre é dito. porem normalmente essa raiva das morte na biblia vem de pessoas que pra defender um familiar ou um amigo tambem mataria.. mas se esqueçe que Deus pela biblia é chamado de pai, e sempre que alguem morria era pra defender seus filhos 😉

    • Giovany Dias

      17 de janeiro de 2014 em 15:28

      Respeito tua opinião, sinceridade é uma virtude e vc a usa muito bem em seu texto. Só tenho uma coisa a dizer em, relação ao uso da camisinha, se o individuo que se diz católico, seguir realmente o que a igreja instrui, ele não precisa-rá usar camisinha e, nem se preocupar com DSTs!!!

      Vlw e boa sorte…

      • Little Uchiha™

        17 de janeiro de 2014 em 22:22

        Ele não esperava esse combo, pode começar a contagem sr. juiz.

    • Lucas da Silva

      17 de janeiro de 2014 em 15:20

      Nem falo da Bíblia, não a conheço bem. Mas esse passado de mer## é um pouco discutível…

    • larissa

      17 de janeiro de 2014 em 14:17

      Eu que te pergunto se leu Bíblia e realmente a entendeu??? gostaria que voce enviasse a parte absurda da biblia e oque entedeu da passagem … se possivel é claro!

      • White Leon

        17 de janeiro de 2014 em 14:45

        Em vez de eu citar que tal você mesma ver
        http://www.dantas.com/biblia/trechosabsurdos.htm
        Alguns dos termos são discutíveis, mas o fato e um só.
        A biblia ainda e piada de mal gosto.

        • larissa

          17 de janeiro de 2014 em 21:34

          foi em um site leu e acreditou.. por que voce nao abre um site que fala das coisas boas tambem.. e outra quem disse que as passagens ruins que a biblia é para seguir, essas historias tem sentidos, se um dia foi na igreja nao deve ter prestado atenção na explicação ou siginificado das passagens

  16. Suzy Dias

    17 de janeiro de 2014 em 12:57

    A igreja católica cometeu muitos atos ruins em nome da “fé”. Contudo, ainda existem muitas denominações religiosas que fazem o mesmo e até pior, eu sou evangélica e tirando, alguns mal intencionados, a maioria das pessoas que buscam o cristianismo só querem se tornar pessoas melhores, viver em paz e fazer suas orações.

  17. Luz (Aloka!)

    17 de janeiro de 2014 em 10:55

    Xô, preconceito contra as outras crenças!! Aloka sendo defensora das religiões alheias!! Que saudade Minilua!! Estou de volta!!

    • Shun dlç

      17 de janeiro de 2014 em 14:46

      E aí lokinha, é nóis… saudades das suas maluquices xD

  18. larissa

    17 de janeiro de 2014 em 10:37

    Sabe, eu nao tenho nada contra ateus .. inclusive tenho um amigo (nao tao proximo, pq mudei de cidade) … ele nao acredita em Deus, ele tinha uma situação financeira muito boa, ai roubaram tudo dele, ai ele entrou em depresao parou de acreditar em tudo.. mas ele batalhou e hoje em dia tem o dobro de antes.. e conversando com ele , ele falou ” graças a Deus ne” eu fui obrigada a rir ne, por que no fundo sei que ele acredita sim, so que ele foi daquele tipo que sofreu bastante e ve as coisas tristes do mundo e se questiona da existencia… mas sabe ele eh uma pessoa muito legal, inclusive quando vejo a foto do Diego lembro dele , pois sao bastante parecidos fisicamente… eh assim eh ele nao questiona e tenta colocar coisas na minha mesmo e eu a mesma coisa… a gente so vive sabe, respeitando os outros ..

  19. Pedro Augusto

    17 de janeiro de 2014 em 10:19

    GRABS POPCORN + OCULOS 3D

  20. larissa

    17 de janeiro de 2014 em 10:13

    O que mais me irrita nestes posts e comentarios , e que eles generalizam .. se for assim vamos fazer pesquisas com alguns ateus assassinos , psicopatas, deprimidos… etc… pode ter certeza que vai ser a maioria..

    • Lucas da Silva

      17 de janeiro de 2014 em 12:24

      Não seria maioria. A maioria seria religiosa mesmo, pelo simples fato de que há muito mais pessoas religiosas que ateias. Mas é o que você disse, religiosos não muito profundos, ou profundos até demais.

    • Diego Martins

      17 de janeiro de 2014 em 10:16

      Ninguém generalizou nada no texto.

      Segundo, se tu for em um presídio e pergunta aos presos se eles são religiosos, a grandíssima maioria vai dizer que sim… Ou seja, devem existir mais criminosos religiosos do que ateus.

      • Hosheas Jr

        18 de janeiro de 2014 em 19:07

        Não diria que tais criminosos seriam religiosos, apenas são lobos em pele de cordeiro. Quando a coisa aperta todos querem ser “santos”, isso não significa que são realmente religiosos, obviamente possa ter sim alguns que possam ser, não generalizo. E, claro, o texto não generaliza, apenas apresenta fatos, o que se precisa é saber interpretar.

      • larissa

        17 de janeiro de 2014 em 10:29

        como disse: aqueles que dormem no banco da igreja ne! engraçado que todo presidiário tambem se diz inocente ne…

        • Diego Martins

          17 de janeiro de 2014 em 15:09

          Se grandes religiosos fossem pessoas tão boas, não veríamos a Igreja acobertando tanta pedofilia feita por padres. Religião, pouca ou muita, não priva se uma pessoa é boa ou não.

          • Lucas da Silva

            17 de janeiro de 2014 em 15:22

            Exato! O que conta é realmente respeitar a fé. Há grandes religiosos bons e maus, exatamente por isso, por religião não determinar caráter.

          • larissa

            17 de janeiro de 2014 em 15:20

            a igreja acoberta?? ao contrario , sentimos vergonha dessas pessoas e temos certeza que esses padres pedófilos nao creem em Deus, mas isso é uma menoria a maioria dos padres sao pessoas abençoadas.. ja te disse que se for pra julgar por poucos vamos citar os Ateus assassinos , estrupadores etcc… que uma exemplo basico disso?? olha o que um dos seus seguidores respondeu sobre um dos meus comentarios, obs: ele é ateu:
            ” chegando lá eu matei Jesus, estuprei Allah com uma imagem do buda e fiz amor com Deus”

            e ai entao? todos ateus sao assassinos e estrupadores ou tem esses pensamentos monstruosos??? acho que nao ne! entao nao generalize

          • Diego Martins

            17 de janeiro de 2014 em 15:23

            Pois é… Qual o último padre que foi preso por isso?

          • Lucas da Silva

            17 de janeiro de 2014 em 15:34

            Que poder político a Igreja tem para encarcerar padres? Se as autoridades públicas sabem disso e não punem os padres, qual é a culpa da Igreja?

  21. Bruno Rafael

    17 de janeiro de 2014 em 09:50

    “Muitos pensam que isso é coisa do passado, lá da Idade Média, mas, em pleno século XX, ainda temos exemplo disso.” Já estamos no século XXI.

    • Diego Martins

      17 de janeiro de 2014 em 10:16

      Mas a parte do texto que fala isso, remonta do ano 1952, ou seja, Século XX.

  22. ultramen Tiga

    17 de janeiro de 2014 em 09:43

    poxa tanto comentário bom, que fiquei até com vergonha de postar o meu hehe.
    vou pesquisar um pouco antes de comentar aqui 🙂

  23. gato do apocalipse

    17 de janeiro de 2014 em 09:12

    Eu poderia citar diversos casos de preconceito religioso, mas tem que se avaliar o momento histórico

    Hoje a gente acha isso um absurdo, pois temos acesso a informação, somos mais inteligentes qualquer coisa dita em qualquer parte do mundo, rapidamente se espalha, e logo é julgado, hoje há inúmeras discussões sobre direitos humanos e sobre liberdade.
    Antigamente(de 20 anos para traz) o preconceito fazia parte da sociedade, e a religião sempre é um reflexo de seu povo, se seu povo dizia “caça as bruxas” a religião acompanhava. A religião fez muitas coisas ruins também devido a sua necessidade de expansão ou conter as outras religiões. Ou ela crescia ou ela morria.

    Hoje qualquer tipo de preconceito é intolerável. entao temos que julgar as ações cometidas hoje
    (é claro que também não digo para esquecer do que foi ocorrido)

    • Lucas Rodrigues

      17 de janeiro de 2014 em 09:24

      Não dá pra apagar o passado, simplesmente esquece-lo, a igreja católica ficou tão obcecada em poder mostrar ser a religião verdadeira a ponto de cometer atos terríveis contra pessoas que tem crenças diferentes e ainda tem gente que defende essa instituição com unhas e dentes, como se ela fosse um poço de virtude e pureza. Foi como eu falei no meu comment acima, não existe religião correta, por isso que eu não sigo nenhuma ideologia religiosa e tampouco me interessa seguir dogmas.

      • Lucas da Silva

        17 de janeiro de 2014 em 11:48

        Concordo, a ICAR cometeu muitos erros, e não poderia ser diferente, que instituição é plenamente virtuosa? Mas existem vários fatores inclusos. Dos principais, que vejo poucos se atentarem, é a diferença de épocas. Quase todo mundo julga os atos da Igreja Católica medieval com os valores morais que possuímos no séc.XXI. Como pessoas do séc. XV, por exemplo, teriam os mesmos valores morais que temos seis séculos depois, após vivenciarmos tanto mais que eles? Claro que esses e outros fatores não isentam nem nunca isentarão a Igreja dos erros cometidos, mas é bom se pensar nisso antes de só sair queimando instituições do passado.

        • gato do apocalipse

          17 de janeiro de 2014 em 14:12

          exatamente isso, a moral mudou, evoluiu. Que foi errado, foi, mas isso teve um importância histórico enorme, a força adquirida pela Igreja católica foi fundamental para nosso mundo. Se não fosse ela seria outra, e muito provavelmente, o islã (que são mais intoleráveis)…

      • gato do apocalipse

        17 de janeiro de 2014 em 09:41

        Se você perguntar para um historiado avaliar os atos da religião católica. ele vai dizer que a maioria deles, apesar de absurda, foi importante para moldar o mundo. geralmente falam das cruzadas, mas elas foram importante para conter o islamismo que crescia na Europa, se a igreja não tivesse feito isso, os islã logo teria suas “cruzadas” e matariam os cristões da europa, podendo ter um enorme impacto hoje na nossa sociedade. Meu professor de historia(que é Ateu) fala que se não fosse as cruzadas provavelmente seriamos obrigados a ser islâmicos

        • Lucas Rodrigues

          17 de janeiro de 2014 em 10:09

          A questão das cruzadas é bem interessante, não havia pensando por esse lado. É difícil definir a religião católica, não sei dizer se ela é boa ou se ela é má, há dois lados da mesma moeda.

  24. Lucas da Silva

    17 de janeiro de 2014 em 08:30

    Pleno séc.XX

  25. Lucas da Silva

    17 de janeiro de 2014 em 08:20

    Sou cristão, mas respeito é fundamental. A minha religião prega o respeito, a tolerância, então é meu dever moral ser respeitoso e tolerante. E crenças não fazem ninguém melhor, e sim o caráter, por isso ninguém pode ser discriminado por religião, e conseguintemente, abomino as atitudes citadas. Mas o autor usou de uma desonestidade e/ou um erro de raciocínio infelizmente comum. Se pega 1 milhão de religiosos, 999.999 são tolerantes, de bem, respeitosos, etc. e tal, e um é o fanático por excelência, eles rotulam o religioso em base do único que vai contra a ideia geral. Mais revoltante do que ver quem deveria respeitar o que diz seguir fazer o citado acima é ver toda uma sociedade com a imagem maculada em virtude de poucos indivíduos.

  26. vegetto

    17 de janeiro de 2014 em 03:40

    xio religiao e o cancer do seculo

  27. Natsu Dragneel

    17 de janeiro de 2014 em 01:58

    Aposto que haverá mais “novatos relâmpago” ainda.

    • Lucas Lozano

      17 de janeiro de 2014 em 10:28

      Já vi nesse post 15 users que nunca comentaram…

    • Lucas Rodrigues

      17 de janeiro de 2014 em 07:34

      Pra você ver como esses posts atraem novos users de tão polêmicos que são.

    • Litzen Vampiro

      17 de janeiro de 2014 em 02:00

      Novatos que só vão comentar em posts sobre religião…

  28. Natsu Dragneel

    17 de janeiro de 2014 em 01:56

    Jesus humilha o satanás, oyaaah, oyeah…

  29. Thiago Luiz

    17 de janeiro de 2014 em 01:15

    A igreja catolicar não erra,quem era são as pessoas que estão lhe controlado.a igreja catolica ja passou por muintas maus erradas,mas também ja passaou por bos maos,ela ja errou,mais também ja fez o certo,o probrema é que é melhor ver algo ruim acontecer do que algo bom,exemplo: se você vai a um teatro você vai preferir ver alguem erra o texto, alguem entra na hora errada, do que ver todo mundo fazer tudo certo, ? isso que aconteçe com a religiao catolica,ela fez coisas boa
    s e ruins,mas é melhor mostrar so as ruins do que as boas.isso não quer dizer que eu acho certo um catolico menosprezar ountro de outra religiao, e nem vise verssa.sou catolico mais respeito as outra religios(se bem que ja fugi de muinto testemunho de jeova)

    • Lucas da Silva

      17 de janeiro de 2014 em 08:09

      Você não é preconceituoso por fugir de Testemunha de Jeová. Você foge por eles serem inconvenientes. Pode ficar tranquilo, não é preconceito.

    • Super Choque

      17 de janeiro de 2014 em 01:23

      Primeiro , aprenda a escrever corretamente , depois dê a sua opinião.

      • Thiago Luiz

        17 de janeiro de 2014 em 01:29

        Me desculpe se não lhe agradei mas como disse assima estou escreveno por um smartfone e meus dedos são maiores que as teclas do teclado virtuau de por isso os erro.

    • Thiago Luiz

      17 de janeiro de 2014 em 01:18

      Tem muito erro é pq eu escrevi pelo meu smartfone

  30. Aatrox the Darkin Blade

    17 de janeiro de 2014 em 01:10

    Só passei aqui pra deixar essa imagem :

    [img]https://fbcdn-sphotos-a-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn2/q71/1496611_774709335876805_2040234016_n.jpg[/img]

    • Reginaldo Rê

      17 de janeiro de 2014 em 08:07

      Eu sou da C C B mas essa do carvalho com espinhos e pregos kkkkkk!Seu Cristo abençoe!

      • Shun dlç

        17 de janeiro de 2014 em 14:40

        Aí, cara… eu admiro muito quem é da sua igreja, pois é a única igreja que segue a Bíblia corretamente, não cobra dízimo e não se importa com dinheiro.

  31. Lucas Teixeira

    17 de janeiro de 2014 em 00:53

    E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.
    João 3:19

    Sempre irão expor um fato isolado como se fosse o padrão de qualquer coisa, seja religião, seja cor de pele, seja time de futebol. Usam analogia de forma errada, se 10000 Evangélicos estiverem fazendo uma boa obra, serão admirados pelos que compartilham da mesma visão, e serão completamente ignorados pelos demais. Agora, se 1 cara que vai de vez em quando na Igreja matar a namorada, a religião inteira será rotulada. Penso que ver o sofrimento dos outros traz alguma satisfação para a mediocridade da maioria, que vive a sua vida da maneira que lhe convêm, e quando algo não lhe da certo, torce para que o próximo fique na mesma situação!

    • Diego Martins

      17 de janeiro de 2014 em 09:30

      Nós não estamos falando de casos isolados aqui, estamos falando de líderes religiosos! Eles representam as suas respectivas religiões, então não é a mesma coisa que dizer que o Joãozinho é uma pessoa ruim, por isso os católicos todos são ruins.

      • Lucas Teixeira

        17 de janeiro de 2014 em 12:18

        Devemos julgar todo os alemães com base nas ações de Hitler? Teremos pessoas ruins em todos os segmentos, e mesmo que elas sejam uma minoria, todo o segmento sera generalizado graças a elas!

        • Diego Martins

          17 de janeiro de 2014 em 15:08

          Não, mas onde que falamos que os religiosos são ruins e preconceituosos? Mas claro, vamos que a Igreja é sim, preconceituosa.

          • Lucas da Silva

            17 de janeiro de 2014 em 15:47

            Não, muitos membros da Igreja são preconceituosos, e muitos outros não. Se há essa dicotomia dentro da instituição, creio ser mais adequado dar fé aos mais coerentes. Então, a questão é se o cristianismo prega preconceito, e ele prega?

          • Lucas Teixeira

            17 de janeiro de 2014 em 17:21

            Cristianismo são aqueles que acreditam que Jesus Cristo é o Senhor, que é o filho de Deus e levou os nossos pecados na cruz. Dentro do Cristianismo temos os Católicos e os Evangélicos. Vou me ater aos Evangélicos que é a Igreja aonde me encontro! Nós temos a bíblia( A palavra de Deus), a Deus diz:
            Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam;
            Lucas 6:27
            Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão
            Lucas 6:37

            Creio eu, que não existe preconceito, muito menos perseguição daqueles que realmente levam a palavra de Deus no coração

            Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.
            Salmos 119:11

            Claro, n vou negar que existam extremistas e fanáticos em Cristo, mas n podemos nos deixar levar a tomar conclusões sobre muitos pelas ações de poucos.

          • Edenilson Lisboa

            17 de janeiro de 2014 em 15:59

            Primeiro parágrafo da matéria:

            “Antes de mais nada, esta série visa expôr as contradições que muitas igrejas praticam, contrariando o seu próprio livro sagrado. Se você vê estes erros em sua igreja ou mesmo os pratica, por favor, reflita sobre o assunto e lute contra isso, tornando o mundo ao seu redor cada vez mais humano, menos injusto e seguindo os verdadeiros ensinamentos de sua igreja.”

            Não é uma questão de julgar toda o cristianismo por essa grande parcela que é preconceituosa e sim expôr a existência desta parcela. Sabemos que isso existe dentro da Igreja, partindo de grande parte dos fiéis e muitas vezes dos próprios pastores ou padres. Como dizer que automaticamente eles deixam de ser cristãos por terem agido de forma preconceituosa se os mesmos continuam sendo padres e pastores e guiando multidões com uma Bíblia embaixo do braço, cada um interpretando-a como lhe convém.

          • Lucas da Silva

            17 de janeiro de 2014 em 16:07

            Eu me atentei ao comentário do Diego, apenas, que afirmou contundentemente que a Igreja era preconceituosa. Não neguei a cristandade dos padres incoerentes, apenas neguei que a instituição ICAR possa ser considerada preconceituosa por causa de quem não é coerente. Apenas contradisse a afirmação do Diego, não excluí os incoerentes da participação na religião.

          • Lucas Teixeira

            17 de janeiro de 2014 em 15:22

            N entendi a sua ultima frase, e onde que falamos sobre ser ruim e preconceito? Soh ler a matéria toda, que por sinal eh bem tendenciosa

      • Lucas da Silva

        17 de janeiro de 2014 em 11:16

        Mas existem vários líderes dentro de uma mesma religião, continua sendo generalização errônea.

  32. Emmanov Kozövisck

    17 de janeiro de 2014 em 00:20

    O assunto religião está saturado. Por favor, eu gostaria de curiosidades científicas!

    • Lucas da Silva

      17 de janeiro de 2014 em 08:27

      Nesse site tem os dois, fique à vontade.

  33. Dirk Strider

    17 de janeiro de 2014 em 00:19

    Li o titulo e ja imaginei o autor. Religião é um assunto que é essencial discutirmos, mas não conseguimos discutir sem virarmos babuinos babacas babuseando em bando.

  34. Dark J

    17 de janeiro de 2014 em 00:17

    Eu ia falar, mas o Shun já disse o que eu queria dizer. Então, deixa pra lá.

  35. Allen Walker

    17 de janeiro de 2014 em 00:10

    Não me interesso por essa discussões sobre religião que rola nos comentario é muito texto cheio de blá blá blá.
    Pra mim é simples Deus não existe e pronto não vou passar meia hora digitando um texto pra falar o porque disse pra alguém que eu nem conheço e tenho certeza que meu texto não vai mudar a opinião de qualquer pessoa que leia o mesmo. BOA NOITE 🙂

    • Ismaeljr Siqueira

      17 de janeiro de 2014 em 00:27

      vei, se você acha que Deus não existe está ao mesmo tempo afirmando sua existência porque você não pode negar a existência de algo que não existe, e sim do que existe.

      • gato do apocalipse

        17 de janeiro de 2014 em 09:35

        fazendo uma analogia do que você disse para galera entender.
        1-religioso
        2-Ateu

        UM ateu encontra com um religioso e logo fala
        2-minha mãe deu a bola da copa do mundo
        1-AHe , então prova.
        2-olha aqui. -mostra o ateu a bola ao religioso de maneira risonha.
        1-Nao ligo, eu também ganhei uma, mas assinada pelo Neymar
        2-Oque, nossa. eu deixa eu ve, eu não acredito
        1-TA duvidando de mim, eu não vou mostrar, e você não pode provar que eu não tenho.

      • Lucas Rodrigues

        17 de janeiro de 2014 em 07:38

        Deu lag no cérebro agora 😛

      • Ismaeljr Siqueira

        17 de janeiro de 2014 em 03:09

        se não sabem filosofia não é problema meu, vão estudar

        • Thiago Luiz

          17 de janeiro de 2014 em 03:34

          Pelo que eu entendi você quis dizer que ele não pode negar a exixistencia do que não existe.o que não faz o minimo sentido ja que ele não acredida ele pode sim negar sua existencia.do mesmo jeito que eu acredito em sua existencia então eu posso dizer que Deus existe.isto vai de acordo com opinião você não pode mudar a cabeça do cara so com um cometario.

      • Giovany Dias

        17 de janeiro de 2014 em 01:50

        kkkkk, ri litros agora 😉

      • Thiago Luiz

        17 de janeiro de 2014 em 01:36

        Ah?
        Alguem traduza porfavor!

      • Super Choque

        17 de janeiro de 2014 em 01:20

        Não faz sentido nenhum o que você disse.

        • Ismaeljr Siqueira

          17 de janeiro de 2014 em 03:11

          não faz sentido pq vc não estuda, senão entenderia

          • Thiago Luiz

            17 de janeiro de 2014 em 03:47

            Talvez se fizesse sentido…

  36. Capitão Jack Sparrow

    17 de janeiro de 2014 em 00:05

    Finalmente Colocaram a Fonte, glória a D…!…Deixa pra lá…

  37. Nameless

    16 de janeiro de 2014 em 23:42

    Há diferenças entre crer em alguma religião, seja ela qual for, e ser um fanático, como no caso citado do ataque ao pintor. Cada um acredita no que quiser, mas fanatismo sempre é uma merda.

    • Lucas Lozano

      17 de janeiro de 2014 em 10:26

      Concordo

    • Diego Martins

      17 de janeiro de 2014 em 09:28

      Na verdade acreditar em quase todas as religiões é uma forma de fanatismo, pois na maioria delas tu tem que acreditar em acontecimentos milagrosos, sem provas nenhumas de que eles tenham acontecido e tu tem que acreditar que deus é perfeito, outra coisa que é sinal de fanatismo.

      • Lucas da Silva

        17 de janeiro de 2014 em 11:13

        Você realmente sabe o que significa fanatismo?

        • Diego Martins

          17 de janeiro de 2014 em 11:17

          Fanatismo (do francês “fanatisme”) é o estado psicológico de fervor excessivo, irracional e persistente por qualquer coisa ou tema, historicamente associado a motivações de natureza religiosa ou política. É extremamente frequente em paranóides, cuja apaixonada adesão a uma causa pode avizinhar-se do delírio.

          Acreditar em qualquer coisa absurda que não possui comprovação é uma forma de fanatismo, pois a pessoa está deixando a lógica e a racionalidade de lado por “nada.

          • Lucas da Silva

            17 de janeiro de 2014 em 11:30

            Mas o acreditar em coisas absurdas sem comprovação não é necessariamente acompanhado do fervor excessivo, irracional e persistente. É super comum gente que acredita em milagres mas não vê problema em dissenso, contrariando o fervor excessivo e persistente necessários para configurar fanatismo. E acreditar em coisas absurdas sem comprovação é deixar de lado o empirismo, não a lógica e racionalidade. Acontece de se deixar de lado tudo? Muitas vezes, mas não é regra.

          • Diego Martins

            17 de janeiro de 2014 em 11:53

            Se acreditar em coisas absurdas sem comprovação não é fanatismo, então eu não sei mais nada.

          • Um qualquer

            22 de janeiro de 2014 em 11:09

            Nesse caso, você não sabe nada mesmo :D.

          • Lucas da Silva

            17 de janeiro de 2014 em 12:09

            São coisas bem diferentes. Com uma enorme possibilidade de caminharem de mãos dadas, mas que, via de regra, existem separadamente.

    • Um qualquer

      17 de janeiro de 2014 em 00:11

      Sim, em qualquer ambito.

  38. Luís Felipe

    16 de janeiro de 2014 em 23:33

    De a cordo com o q aprendi de cálculo diferencial, o limite da função f(x)=discussãoreligiosa qndo x tende à jovens q acham q dominam a verdade, é igual à
    [img]http://naoinercial.files.wordpress.com/2011/04/infinito.jpg[/img]

    • Hosheas Jr

      16 de janeiro de 2014 em 23:44

      Realmente meu caro, uma discussão infinita!!!

    • Felipe Mendes

      16 de janeiro de 2014 em 23:38

      Uma mascará do Batman? Você postou a imagem certa?

  39. Felino

    16 de janeiro de 2014 em 23:31

    DAI ELE PEGA 100.000 EVANGÉLICOS, 99.999 SÃO BONS, E O OUTRO QUE RESTOU É MAL,
    AÌ ELE PEGA E FALA
    -AIMM, COMO EU SO REVOLTS DA VIDA EU VO FICAR CRITICANDO OS EVANGÉLICOS DA VIDA.
    DAI EU PEGO 100.000 ATEUS, 99.999 SÃO DE MÁ INTENÇÃO, ESTRUPADORES, ASSASINOS E BATEDORES DE PUNHETA. E UM É BOM. DAÍ EU FALO
    -FODA-se MANO, QUE SE FODA EU QUERO NEM SABER VO CUIDA DA MINHA VIDA
    DPOIS AGENTE Q E PRECONCEITUOSO?
    N TO AFIRMANDO NADA
    SO MANDEI UMA INDIRETA
    PRA UNS 2 OU 3 AI…

    • gato do apocalipse

      17 de janeiro de 2014 em 13:57

      você acha mesmo isso, procure uma matéria recente onde traficantes evangélicos estavam expulsando praticantes do candomblé da comunidade no Rio.(nem sei como isso não virou no minilua)

      • Iti Riffel

        17 de janeiro de 2014 em 19:32

        traficate evangelico?IUHDPOSAJISDA ou é um ou outro me desculpe..

      • Lucas da Silva

        17 de janeiro de 2014 em 14:58

        Traficante? Não poderia dar um exemplo de pessoas que se enquadra no perfil coerente do religioso? Traficante já é forçado…

        • gato do apocalipse

          17 de janeiro de 2014 em 16:06

          não entendi, traficante não pode ser evangélico, que preconceito hein

          • larissa

            17 de janeiro de 2014 em 21:05

            Nao , nao pode pois ” evangelico” segue evangelho.. e o evangelho nao permite.. o que pode acontecer é a pessoa se arrepender mas exerce as duas coisas ao mesmo tempo nao tem!

          • Lucas da Silva

            17 de janeiro de 2014 em 16:11

            Não disse que não pode. Disse que se quisesse condenar cristãos por intolerância, que usasse da intolerância de quem realmente segue a religião coerentemente. Eu não acredito que seja comum traficantes seguirem fielmente cristianismo, por mais que acreditem perfeitamente…

      • larissa

        17 de janeiro de 2014 em 14:28

        e mais uma vez as pessoas generalizando por causa de um pequeno grupo.. voce nao tem noção de quanto é importante a crença de Deus na vida das pessoas..

        • gato do apocalipse

          17 de janeiro de 2014 em 14:39

          respondendo a seus 2 comentários.
          Na hora de contar o numero de pessoas que pertencem a sua religião, vocês contam os que dormem no banco, o que vão embora mais cedo, as que só veem pela TV, as que so aparecem nas datas importantes, e tem aqueles que ate ficam até o final, mas que saem correndo da igreja…Mas na hora que elas fazem cagadas, vocês excluem elas. (se tira essas pessoas teríamos um pais com 90% de ateus.
          E você que nem leu o link, não é um caso isolado, esta acontecendo em todo Rio de janeiro, 2°maior cidade evangélica do pais

          • larissa

            17 de janeiro de 2014 em 15:33

            Nao, nao excluímos , tentamos recupera las do mundo das drogas, vícios etc, como aqui na minha cidade que tem grupos que vao ate presidios e centros de recuperação levar conforto a essas pessoas…. e elas podem se recuperar, podem se arrepender de tudo o que fizeram de mal, pois Deus perdoa! infelizmente nao somos perfeitos e cometemos erros, mas matar acho bem dificil quem cre em Deus fazer isso

          • Diego Martins

            17 de janeiro de 2014 em 15:12

            Para uma pessoa ser religiosa basta ela se declarar assim. Agora se ela pratica a fé ou não é outra coisa.

          • larissa

            20 de janeiro de 2014 em 16:39

            é a mesma coisa que uma pessoa que escuta uma musica de nx zero e veste uma camisa preta e vai e fala ” sou rockeira” pra mim ela não é rockeira.. mas pelo o que você ta dizendo basta dizer ser rockeira …EXEMPLO TA

          • larissa

            17 de janeiro de 2014 em 15:35

            bom no meu entender, pessoas religiosas praticam a fé, o amor, caridade etc..

          • Lucas da Silva

            17 de janeiro de 2014 em 15:38

            Larissa, infelizmente, isso não é regra.

          • Lucas da Silva

            17 de janeiro de 2014 em 15:32

            Ou seja: eu posso não acreditar em nada, e me declarar religioso, eu sou religioso por isso? E depois, religiões serem criticadas por causa de quem não pratica seus ensinamentos é muito injusto. Para condenar uma religião, usa os efeitos nefastos de quem segue fielmente os ensinamentos, aí é justo criticar.

          • Edenilson Lisboa

            17 de janeiro de 2014 em 15:45

            Aí entra um ponto interessante, o Brasil é um país de maioria cristã, não por que todos praticam o cristianismo, mas sim por que se declaram cristãos, se o Censo pudesse contar somente os que realmente seguem os ensinamentos (e não os que dizem seguir ou acham que seguem) teríamos um número incrivelmente menor de cristãos no Brasil. É muito fácil dizer que segue todos os ensinamentos, mas é bem difícil encontrar alguém que realmente segue todos.

          • larissa

            17 de janeiro de 2014 em 16:16

            sim o numero reduziria, mas nem tanto .. a questão é que estavam colocando que alguns cristãos sao assassinos e para mim quem mata estupra ou coisa assim nao cre em Deus!!!! Infelizmente é muito improvável que todas os que creem em Deus sigam TODOS os ensinamentos ,ainda mais hoje em dia que a tv e outros manipulam as pessoas ..

          • gato do apocalipse

            17 de janeiro de 2014 em 16:10

            Para quem não respondeu as questões do IBGE, eles so perguntaram se qual sua religião, não perguntaram se você a pratica.
            é assim em qq outro estudo.

          • Lucas da Silva

            17 de janeiro de 2014 em 15:49

            Concordo plenamente, Edenilson Lisboa. O que defendo é: se for para criticar uma religião, use como argumento quem realmente a segue, e não quem só declara.

      • larissa

        17 de janeiro de 2014 em 14:26

        como ja disse: sao os tipos de pessoas que dizem ter religião , mas na verdade dormem no banco da igreja, ou nem vao.. quem realmente acredita em Deus nao faz esses tipos de coisa..

      • Lucas Rodrigues

        17 de janeiro de 2014 em 14:10

        Traficantes evangélicos!? .__.
        É, o mundo está mudando…

    • larissa

      17 de janeiro de 2014 em 10:16

      concordooooooo…. exatamente isso, eles pegam um ou dois que erraram e generalizam, mas falar dos ateus assassinos, deprimidos, estupradores etc , ninguém quer ne ..

    • Giovany Dias

      16 de janeiro de 2014 em 23:40

      Acho bem mais fácil achar estupradores, assassinos e batedores de punh*** entre religiosos do que ateus (minha humilde opinião só isso). Duvido vc encontrar um ateu em um presidio!!

      • Iti Riffel

        17 de janeiro de 2014 em 19:31

        IUHSASHSADUIDSAH uhum uhum, viu isso na tua bola de cristal acredito

      • larissa

        17 de janeiro de 2014 em 10:19

        quem realmente vive a palavra de Deus nao comete esses tipos de coisas, claro que temos defeitos , pois somos seres humanos , mas tirar uma vida ou coisa assim?? jamais.. voce com certeza esta julgando com base naqueles que mal vao na igreja, se vao ficam dormindo.. ai dizem que tem religião.. assim eh fácil julgar ..

      • Felino

        17 de janeiro de 2014 em 00:03

        NOSSA VELHO, ISSO E COMO ACHAR UM PALHEIRO NUMA AGULHA, ATEU NUM PRESIO? ISSO ERA PRA SER DIFICIL?

        • Thiago Luiz

          17 de janeiro de 2014 em 10:40

          Olha a voadora, arr IAAA!!

  40. Felipe Mendes

    16 de janeiro de 2014 em 23:22

    Vou prepara umas pipoca, tomar Coca-cola e comer alguns docinhos da festa de 9 anos da minha priminha, e ver as tretas rolarem…

  41. Felipe Mendes

    16 de janeiro de 2014 em 23:19

    As vezes eu me pergunto, e se tudo isso for mentira? Ou e se tudo isso for verdade?Quase todas as religiões tem furos em suas historias. (é só pesquisar) Eu não sei de nada, só sei que tenho fé em um deus…

  42. Giovany Dias

    16 de janeiro de 2014 em 23:02

    O preconceito religioso é muito triste, aliás, qualquer preconceito é triste, mas vindo de pessoas que pregam o amor ao próximo é realmente lamentável.

    Sou teísta, cristão, católico mas, isso não me da o direito de atacar seja fisicamente ou verbalmente ninguém, respeito todas as religiões e ateus do mundo. Ninguém é melhor que ninguém por causa de suas crenças, mesmo que elas digam isso. Somos todos humanos, e o respeito é o mínimo que se espera.

    A igreja católica tem seus dogmas, e eles jamais mudarão e nem devem mudar. Os líderes e sacerdotes que praticam ou incentivam o preconceito deviam se envergonhar, pedir desculpas publicamente e reconhecer que vão contra os ensinamentos do própria livro sagrado que juraram seguir e ensinar.

    • Super Choque

      17 de janeiro de 2014 em 01:17

      “…jamais mudarão e nem devem mudar…” Aí é que surge o preconceito , as religiões não se “reciclam” , não se abrem para pensamentos novos, sem fica no mesmo de sempre , seguido a risca como se fosse uma lei. Tudo pode ser mudado sim meu amigo , desde de que seja para o melhor.

      • Lucas da Silva

        17 de janeiro de 2014 em 08:04

        Religiões se reciclam sim, cara. A mentalidade cristã, por exemplo, é exatamente igual desde que surgiu até hoje? Claro que não. Mas tem coisa que é essencial, que se mudar deixa de ser cristianismo. Assim como qualquer ideia, qualquer pensamento, que pode mudar, mas tem elementos cuja inexistência significa o fim da ideia.

      • Giovany Dias

        17 de janeiro de 2014 em 01:44

        os dogmas são os ensinamentos bíblicos deixados por Jesus, seguir esses ensinamentos não torna ninguém preconceituoso bem pelo contrario, ensina a amar e respeitar todo ser vivo.

        Estou falando unicamente da igreja católica, pois é a única instituição religiosa que conheço bem, se deixar esses dogmas de lado e mudar o pensamento deixa de ser critã.

        Mas, respeito toda a opinião mesmo não concordando com ela, todos tem direito de se manifestar, e o preconceito só existe no coração de quem o pratica não na igreja.

  43. Emmanov Kozövisck

    16 de janeiro de 2014 em 22:50

    Detectei um erro: “A secretária disse que tinha um bom relacionamento com Osolina, para quem às vezes doava cesta básica e roupas. A amizade se rompeu há cerca de 7 anos, quando a evangélica soube que a vizinha era espírita.”, quando, na verdade, o nome não deveria ser Osolina e sim Isolina.

    • Lucas da Silva

      17 de janeiro de 2014 em 08:00

      Perdoa, cara, o “I” e o “O” estão exatamente ao lado, erro mecânico, nada absurdo.

      • Emmanov Kozövisck

        17 de janeiro de 2014 em 13:36

        Eu não disse que é um erro absurdo, apenas disse que é um erro. Eu não adicionei qualquer adjetivo para caracterizar o erro, não disse que era absurdo – é você que está falando isso retirando palavras de onde elas não existem. Eu só comuniquei o erro para que eles possam concertá-lo, mas não apresentei nenhuma crítica. Calma ai, meu jovem.

  44. Ponto.

    16 de janeiro de 2014 em 22:46

    Evangelicos fedem

    • Suzy Dias

      17 de janeiro de 2014 em 12:59

      Está querendo arrumar briga amigo? Não funcionou.

      • Ponto.

        17 de janeiro de 2014 em 15:29

        Nao, apenas disse que evangelicos fedem, só isso D:

    • Hosheas Jr

      16 de janeiro de 2014 em 23:08

      Já cheirou algum? kkkkkk

      • Ponto.

        17 de janeiro de 2014 em 11:15

        kkkkkkk

  45. Terrorista

    16 de janeiro de 2014 em 22:43

    GNT N SE DEVE JULGAR O CRISTIANISMO PELAS AÇÕES DA IGREJA CATOLICA OU DE QUALQUER OUTRA SEITA CRISTÃ
    E SIM PELO OQ O MESSIAS PREGOU
    Q É O AMOR AO POVO DA SUA NAÇÃO, O CARINHO E O EXTERMINIO DA RAÇA JUDIA

    • Super Choque

      17 de janeiro de 2014 em 00:57

      Jesus era judeu , como pode ele pregar o antissemitismo ? O.O

      • Terrorista

        17 de janeiro de 2014 em 01:11

        SE ELE FOSSE JUDEU ELE N DIRIA Q ERA O MESSIAS NE BOBOKA
        NASCEU NA TRIBO JUDIA MAS RENEGOU O JUDAISMO

        • Lucas da Silva

          17 de janeiro de 2014 em 07:52

          Ele era judeu SIM, e ele dizer que era o Messias não contrariava o judaísmo. A única coisa que aconteceu foi que a maioria dos judeus não botou fé nele. E ainda que renegasse o judaísmo, nunca pregou extermínio, inventou muito aí.

          • Wheatley

            17 de janeiro de 2014 em 12:29

            Ele costuma usar o olho do cu como fonte histórica sabe, aí dá merda.

        • Yussef Tannuss

          17 de janeiro de 2014 em 07:51

          Exminio da raça Judia? ‘-‘ ele era Judeu sim cara xD.. Tu acha que ele era cristão ? Inventaram isso depois que ele morreu, quando ele falava de deus tava falando do mesmo deus que os judeus acreditam, porém que ele era de um jeito diferente.. ai entra o blablabla do amor e da paz e essa besteira ai

  46. Don't Say

    16 de janeiro de 2014 em 22:34

    [img]http://i.imgur.com/luorcWh.png[/img]

  47. Shun dlç

    16 de janeiro de 2014 em 22:33

    Esses evangélicos citados na matéria são um caso isolado. Nem todo evangélico é igual e nem toda igreja evangélica é igual. Em todos os lugares existem pessoas de boa e má índole.
    Quanto à Igreja Católica, todos sabemos que ela não é muito pura e confiável, mas têm muitos católicos de bom coração e dedicados à sua religião, e, apesar de eu não concordar com tal instituição, prefiro ficar na minha pra não gerar polêmica .-.

    • johnny_eagle

      17 de janeiro de 2014 em 13:03

      o problema de nossa geração é que queremos julgar pelos erros passados ao invés de mudar o presente pensando no futuro. eu fui criado aos modos católicos mas de uns 4 ou 5 anos pra cá, fui deixando de lado a igreja e fazendo minhas orações em casa mesmo, e não me senti diferente por causa disso. Só acho que pra uma pessoa ter fé ela não precisa ir para a igreja, mas sim acreditar em si mesma. Mas temos alguns casos que a pessoa se sente bem ao ir nos templos ou seja lá como são chamados os locais dfe oração ou pregação. Não estou sendo preconceituoso estou apenas dando minha opinião

    • Super Choque

      17 de janeiro de 2014 em 00:59

      Na matéria não diz que todo religioso é assim tão radical , apenas mostra que o fanatismo faz as pessoas ficarem cegas e serem capazes até de espancar e matar para mostrar que sua crença é superior as outras.

      • Lucas da Silva

        17 de janeiro de 2014 em 12:40

        Mas as pessoas muitas vezes generalizam, o mal é esse. Pergunta para qualquer pessoa sobre Igreja Católica medieval, Inquisição é a única coisa que vem na cabeça da maioria. Pergunta para qualquer pessoa acerca do Islã, gente tipo Osama Bin Laden é um estereótipo comum na cabeça do povo. E aí vai…

    • Giovany Dias

      16 de janeiro de 2014 em 23:34

      Toda a instituição tem pessoas fanáticas seja ela religiosa, política, desportiva… Todos que seguem uma crença, com certeza vão defender essa crença, mas tem gente que exagera, excede limites, agridem,desrespeita outras pessoas. Cite uma instituição que nunca cometeu injustiças?

      • Shun dlç

        16 de janeiro de 2014 em 23:54

        E muitos só se baseiam nesses fanáticos exagerados e desrespeitosos para julgar uma religião… nunca pegam os bons exemplos, aquelas pessoas caridosas que saem fazendo boas ações… sempre pegam as frutas podres ‘-‘

    • Hosheas Jr

      16 de janeiro de 2014 em 23:32

      Instituições são constituídas por pessoas, pessoas boas ou más, com ou sem caráter. Nas igrejas não seria diferente, há joio e trigo, há cordeiros e lobos disfarçados. Cabe a cada um de nós sabermos separar, mas é fato que basta a atitude de um membro apenas para que todos sejam postos no mesmo balaio.

      • Shun dlç

        16 de janeiro de 2014 em 23:51

        Sim, se um “pastor” de uma igreja matar os pais, daqui a pouco vão estar falando que a culpa é da igreja. Se uma umbandista resolver sair matando todo mundo, vão falar que todos os umbandistas são violentos e botar a culpa na religião deles… é assim

    • Emmanov Kozövisck

      16 de janeiro de 2014 em 22:54

      Shun, todos sabem disso. Mas ninguém perdoa os erros das instituições – na verdade, o ser humano tende a ver o pessimismo do que o otimismo nas pessoas e acontecimentos (isso é comprovado cientificamente). Faça uma leve pesquisa no Minilua: quantas postagens sobre religião elogiam as religiões e/ou pessoas religiosos? É possível contar nos dedos. Agora procure aquelas que falam mal… são incontáveis. Mas eu acho ridículo esta briga entre religiões contra religiões ou religiões contra ateus e/ou deístas e agnósticos. Claro que todos devemos deixar bem claro os lados positivos e negativos para evitar a alienação das massas, entretanto, postar os podres das religiões toda hora me cansam…

      • Shun dlç

        16 de janeiro de 2014 em 23:45

        Eh, só sabem apontar o dedo quando algo tá errado, mas dificilmente mostram o lado bom, fazendo parecer que o tal lado bom não existe. Isso se chama imparcialidade.

        • Lucas da Silva

          17 de janeiro de 2014 em 07:55

          Parcialidade, não?

          • Shun dlç

            17 de janeiro de 2014 em 13:55

            kk eu ia escrever falta de imparcialidade, q dá no mesmo que parcialidade, mas nem reparei q escrevi errado, vlw por avisar 😉

  48. Sabrina

    16 de janeiro de 2014 em 22:26

    The treta has been planted
    [img]http://http://data3.whicdn.com/images/27992286/227a3a0d3abe5943bcda944afe907c57_original.jpg[/img]

  49. Lucas Teixeira

    16 de janeiro de 2014 em 22:22

    Pq coloca no titulo “cristianismo” se soh fala da igreja Católica?

    • Edenilson Lisboa

      16 de janeiro de 2014 em 22:38

      Essa é só a primeira parte da série e no final cita aquele caso envolvendo evangélicos tbm.

    • Lucas Rodrigues

      16 de janeiro de 2014 em 22:28

      Porque os feitos da igreja católica são mais impactantes.

      • Lucas Teixeira

        16 de janeiro de 2014 em 23:14

        Tudo bem, eu ateh concordo, mas os Cristãos n são Católicos… Logo, deveria ser, quando o Catolicismo pecou… e detalhe, o Cristianismo eh a religião mais perseguida mundo afora!

        • Hosheas Jr

          16 de janeiro de 2014 em 23:26

          Então me explique: se os católicos tbém professam sua fé em Cristo, como é que eles não são Cristãos?

          • Lucas Teixeira

            17 de janeiro de 2014 em 01:45

            eu me expressei errado, na verdade cometi o equivoco de confundir Evangélicos com cristãos! Mas mesmo assim, quase toda abominação histórica envolvendo religião partia do Catolicismo, e assim como eu me equivoquei, a maioria do público também associa Cristãos aos Evangélicos, sendo a parte o Catolicismo e não integrando-o. Mas de qualquer forma, eu estou errado em meu comentário inicial!

          • Giovany Dias

            17 de janeiro de 2014 em 14:47

            “a maioria do público também associa Cristãos aos Evangélicos”
            Cara, a maioria da população no Brasil se diz católica, baseado nisso, esse trecho do seu comentário não faz sentido… Cristão é todos que acreditam em Jesus!!

          • Thiago Luiz

            17 de janeiro de 2014 em 01:22

            Acho que ele quis dizer n so catolicos ja que os evangelicos também são
            critãos

  50. Rodrigo Duarte

    16 de janeiro de 2014 em 22:21

    Ainda bem que chegou o papa chico pra botar ordem no galinheiro!… É isso mesmo, não à intolerância religiosa, eu sou hindu e não me importo com as outras religiões!… Peraí, cê é hindu???… Sou!… Mas eu sou budista!… Mais hein, cara esse negócio de bundismo não tá com nada!… Não é bundismo, é budismo e isso de hindu é coisa do capeta!… Que isso minha religião é santa, eu nem como carne!… Come por tabela porque eu como!… Maldito seja, FIM AO BUDISMO!… NADA DISSO, FIM AO HINDUÍSMO!…

  51. Gato Endiabrado

    16 de janeiro de 2014 em 21:57

    De uma coisa eu sei… Isso não vai dar certo!

  52. Mother of Dragons

    16 de janeiro de 2014 em 21:38

    Ahh Religião..
    A religião é a força mais poderosa da História da humanidade. Ela construiu e destruiu civilizações. Ela é como a lamina dupla da espada, demonstrações de afeto e compaixão e de outro lado atos de barbaridades..

    • Lucas Rodrigues

      16 de janeiro de 2014 em 21:45

      Aí que fica a pergunta: Religião – mocinha ou vilã?

      • Hosheas Jr

        16 de janeiro de 2014 em 23:39

        Pois lhe digo, nem uma nem outra. Nós somos réus e juízes de nós mesmos, somos mocinhos e vilões de nós mesmos, a religião é apenas uma desculpa, uma carapuça para cometermos nossos pecados e ficarmos de “consciência limpa”.

      • Mother of Dragons

        16 de janeiro de 2014 em 21:49

        Ela é as duas. Como um sociopata, tem um comportamento público e outro obscuro.

        • Lucas Rodrigues

          16 de janeiro de 2014 em 21:56

          Qual a diferença entre sociopata e anti-social?

          • Walter White

            16 de janeiro de 2014 em 22:06

            Anti-social é uma pessoa que tem dificuldade de se relacionar com outras, não consegue sair em público e não consegue se expressar naturalmente com os demais a sua volta. Já o Sociopata é a pessoa que despreza as normas padrões da sociedade não reconhece a justiça nem a igualdade, não tem a capacidade de se colocar no lugar de outras pessoas e ignora os sentimentos e os direitos delas, é basicamente o mesmo que um psicopata!

          • Shun dlç

            16 de janeiro de 2014 em 23:26

            Parece que todo mundo aqui no ML é anti-social, lol .-.
            Se existisse um grupo chamado ASA (Anti-Sociais Anônimos), a maioria estaria nele… trágico :/

          • Lucy

            17 de janeiro de 2014 em 10:38

            Eu não me considero anti-social. Eu não me rotulo de nada, afinal, rótulos são hipocrisia, eles te julgam como algo, e que você não pode passar disso.

          • Lucas Lozano

            17 de janeiro de 2014 em 10:24

            Eu nn sou anti-social

          • Emmanov Kozövisck

            17 de janeiro de 2014 em 00:19

            Eu não sei ao certo se sou antissocial, pois tenho dificuldade em interagir com as pessoas desconhecidas, entretanto, essa timidez se esvai com o tempo. Duas dicas muito importantes: não crie o termo “melhor amigo”, caracterize todos como amigos (isso me livrou de muitas problemas de relacionamentos com amigos) e difira claramente amigos de colegas.

          • Lucas Lozano

            17 de janeiro de 2014 em 10:33

            Exatamente

          • Emmanov Kozövisck

            17 de janeiro de 2014 em 00:17

            Na nossa época, a moda é se rotular. Não sei se vocês perceberam, mas quando alguém se rotula ela está sujeita a preconceitos e ser julgada como uma igual em determinado grupo. “Eu sou rockeiro”; “Eu sou otaku”; Eu sou antissocial”; “Eu sou balista” – essas rotulações são desnecessárias, pois elas resumem e agrupam pessoas com características completamente diferentes. Claro que você pode se rotular – eu me rotulo. Mas se deve ter muito cuidado ao se rotular, pois muitas das vezes você está mudando a sua própria personalidade para pertencer a ela.

          • Walter White

            16 de janeiro de 2014 em 23:38

            Verdade.

          • Erick Renan

            16 de janeiro de 2014 em 22:53

            Eu sou anti-social. Muita gente se diz anti-social pra dizer (fingir) que é diferente porque pensa que é algo legal. É muito ruim não ter amigos, não conseguir fazer amigos. Ter medo de se aproximar das pessoas, de olhar no olho (uma amiga da minha mãe até achou que eu era autista). Eu já fui mais social, nunca sofri bullying, mas por alguma razão minhas habilidades sociais foram se deteriorando com o tempo. Os amigos que eu tenho no Face são quase todos daquela época ou gente que nem conheço…

          • Walter White

            16 de janeiro de 2014 em 23:01

            “Vocês riem de mim por eu ser diferente e eu rio de vocês por serem todos iguais” – Bob Marley

          • Queen Kuudere

            16 de janeiro de 2014 em 22:41

            Eu costumava ser muito anti-social, pois devido a um bullying que sofri na 5ª série,todos queriam distância de mim, e então eu parei de confiar muito nas pessoas e fui me distanciando de todo mundo. Me achavam estranha. Mas na 7ª série eu finalmente me tornei mais social e tenho amigos agora. Mas não muitos na verdade. Eu não tive contato com quase nenhum amigo essas férias,pois não tenho nenhuma rede social pra falar com ninguém.

          • Don't Say

            16 de janeiro de 2014 em 22:56

            Eu também sofria bullying na escola 🙁 eu ficava triste na hora,mais isso não me afetou a ponto de odiar tudo e a todos… Alem do mais tinha amigos de verdade e que me apoiavam.

          • Kauan Desu

            16 de janeiro de 2014 em 23:12

            amigos de vdd tem q chegar na voadora estilo liu kang rsrsrssr

          • Lucas Rodrigues

            16 de janeiro de 2014 em 22:52

            Eu sinto saudades dos meus antigos colegas de classe do jardim de infância à quarta série, aqueles eram meus verdadeiros amigos. Boa parte deles eu já não vi mais, mas ainda sonho com um reencontro. A época que sofri mais bullying foi na sétima série, assim como você. Também não curto redes sociais.

          • Walter White

            16 de janeiro de 2014 em 22:48

            Sua história se parece com a minha, tirando a parte do bullying. Você tem certeza que pode contar com esses seus amigos nos piores momentos?

          • Queen Kuudere

            16 de janeiro de 2014 em 23:21

            Sim,eles já me ajudaram em diversas situações. Sabe,é bom ter amigos verdadeiros mesmo.
            Na verdade todo mundo da minha sala gosta de mim,e tenho umas amigas de outra sala que também são muito legais. Só queria provar pra algumas pessoas de outras salas que eu não sou mais uma menininha inocente que acreditava em qualquer coisa e ficava brava o tempo todo com qualquer insulto ( era uma consequência do bulling,eu ficava puta da vida quando me xingavam,mas isso era quando eu tinha 10 anos,hoje em dia nem ligo mais.).

          • Mother of Dragons

            16 de janeiro de 2014 em 22:51

            Q horror, eu fazia bullying.

          • Mother of Dragons

            16 de janeiro de 2014 em 22:47

            Poxa 🙁 seja minha amg Queen k

          • Lucas Rodrigues

            16 de janeiro de 2014 em 22:09

            Me identifico mais com o anti-social, tenho poucos amigos e tenho uma certa dificuldade em me encaixar na sociedade.

          • Mother of Dragons

            16 de janeiro de 2014 em 22:12

            Já eu me identifico com o sociopata rs.

          • Lucas Rodrigues

            16 de janeiro de 2014 em 22:18

            Sério? E você já demonstrou sinais claros desse tipo de comportamento?

          • Mother of Dragons

            16 de janeiro de 2014 em 22:29

            diversos, sou uma pessoa má

          • Walter White

            16 de janeiro de 2014 em 22:12

            Sim. Colegas tenho muitos, mas amigos tenho poucos.

          • Mother of Dragons

            16 de janeiro de 2014 em 22:04

            n sei explicar, mas acredito q a principal diferença é comportamental.
            O anti-social escolhe manter-se fora do âmbito social. Já o Sociopata tem características propicias a violência e outros distúrbios maléficos..

  53. Derpino

    16 de janeiro de 2014 em 21:37

    Deixa eu pegar minha pipoquinha que a treta vai começar :v
    Eu sou católico mas esses fanáticos religiosos são um saco, muito contraditório a pessoa pregar o amor e bater no primeiro que vai contra as suas ideias ._.

    • Lucas Rodrigues

      16 de janeiro de 2014 em 21:38

      Isso se chama hipocrisia.

      • Guilherme Assis

        17 de janeiro de 2014 em 12:15

        Só vim assistir a treta.

        • Lucas Rodrigues

          17 de janeiro de 2014 em 14:08

          Fique a vontade.

          • Guilherme Assis

            17 de janeiro de 2014 em 14:09

            Fiz bolo de chocolate com banana e calda de chocolate. Aceita?

          • Lucas Rodrigues

            17 de janeiro de 2014 em 14:12

            Vish, faz tempo que eu não como bolo .__.

          • Shun dlç

            17 de janeiro de 2014 em 14:17

            Ihh Lucas… só vim trazer a vela pra vocês, mas já tô vazando kkk brinks

          • Lucas Rodrigues

            17 de janeiro de 2014 em 14:22

            Que isso Shun, não é o que você tá pensando kkkkk

          • Shun dlç

            17 de janeiro de 2014 em 14:27

            Eu sei, eu sei aushuashuash mas é que esse cara mandando coraçãozinho pra vc foi meio estranho kk

          • Lucas Rodrigues

            17 de janeiro de 2014 em 14:37

            Também achei kkkkk

          • WJ

            17 de janeiro de 2014 em 16:18

            Acho que rolou ciúmes de alguém aqui…. só acho….

          • Guilherme Assis

            20 de janeiro de 2014 em 12:26

            Ao que tudo indica, o bolo causou essa discórdia.

          • Guilherme Assis

            17 de janeiro de 2014 em 14:15

            Fica, vai ter bolo. Fiz com amor e carinho. <3 :3

  54. Lucas Rodrigues

    16 de janeiro de 2014 em 21:31

    Já espero discussões calorosas referentes ao assunto. Mas vou dar minha opinião:
    Bem, primeiramente, o preconceito existe em todos os âmbitos sociais, sempre vai existir. Enquanto houver ignorância, haverá preconceito, e enquanto houver preconceito haverá violência, enquanto houver violência haverá caos e desordem pública. Não é só a religião católica (a qual odeio com todas as minhas forças) que fica com ar de superioridade, a evangélica segue a mesma vertente, a direção do preconceito, atacando outras religiões, em uma espécie de disputa pra ver qual é a mais correta. Eu só digo que não existe religião correta, sim, cada um segue aquilo que lhe convém, mas a pergunta que não quer calar: quem possui a verdade absoluta? Ninguém, nenhum de nós a possui.
    Esses casos de preconceito são revoltantes e só destacam as figuras fanáticas de religiosos que não admitem tal perda de razão. Resumindo: ninguém é santo.

    • Lucas Lozano

      17 de janeiro de 2014 em 10:20

      Tenho a msm opinião 🙂

    • Leonardo Péres

      16 de janeiro de 2014 em 22:27

      Fala que é contra o preconceito religioso na mesma frase que diz que odeia a igreja católica com todas as suas forças, isso sim é hipocrisia.
      Você pode até discordar dos ensinamentos do catolicismo ou da atitude de certos sacerdotes contra outras religiões, mas isso não é motivo para dizer que odeia a igreja católica 😐

      • Lucas Rodrigues

        16 de janeiro de 2014 em 22:32

        Odeio pelo motivo de ela fazer prevalecer sua soberania em cima das mentes das pessoas, se achando a religião mais certa, fora os crimes que ela cometeu no passado. Não fui preconceituoso no meu comentário, fui realista. Ou você acha que a igreja católica uma instituição totalmente virtuosa?

        • Litzen Vampiro

          17 de janeiro de 2014 em 01:54

          Boa parte são assim porque gostam de viver em seu mundo, onde tudo e perfeita para elas, e quando aparece alguém com pensamentos diferentes, são sempre rudes e não aceitam ideias diferentes e novas, ou seja, muito conservadoras…

    • Gato Endiabrado

      16 de janeiro de 2014 em 22:08

      Não é religião é tecnicamente errada, odeio aqueles pastores que dizem que viram o Diabo em uma pessoa de outra religião. Como diz o Deus de ~Um Sábado qualquer~: Olha pessoal, são milhares de crenças. Estamos em tempos de nos unir e não de nos separar. Não é oque você come, veste, usa, bebe, fala e acredita que irá dizer se você está certo e o próximo errado. O importante é o que você faz por esse próximo, respeita-lo, entendê-lo e sempre fazer o bem. Pois gentileza gera gentileza.
      Autor dos quadrinhos: Carlos Ruas 🙂

    • Walter White

      16 de janeiro de 2014 em 22:02

      Nossa mano, falou tudo 🙂

  55. nathália Rodrigues

    16 de janeiro de 2014 em 21:27

    Por essas e outras razões eu prefiro não pertencer a nenhuma religião específica, eu busca a minha paz e possível salvação por minha própria conta.

    • Domyouji Dark

      16 de janeiro de 2014 em 21:52

      voce não vai conseguir a salvação por conta própria!

      • Giovany Dias

        16 de janeiro de 2014 em 23:25

        E pq vc acha q ñ?

  56. Kauan Desu

    16 de janeiro de 2014 em 21:24

    Era essa a treta que você queria ?

  57. Vayne, A Caçadora Noturna

    16 de janeiro de 2014 em 21:23

    Eu era cristã, depois que cai na real e vi que tudo era uma baboseira.

    • Alphonsus Gabriel Capone

      16 de janeiro de 2014 em 22:27

      eu era católico mas depois de ver tanta coisa sobre religião que eu mudei de ideia mas ainda acredito em Deus pelo fato de acontecer coisas na minha vida e não falo de milagres

    • Adiel Esdras

      16 de janeiro de 2014 em 22:05

      vc é mulher??

      • Gato Endiabrado

        16 de janeiro de 2014 em 22:14

        É uma travesti meu jovem humano de cabelo eletricamente arrepiado ‘-‘

        • Vayne, A Caçadora Noturna

          16 de janeiro de 2014 em 22:28

          Gent, vayne é uma mulher

          • Gato Endiabrado

            16 de janeiro de 2014 em 23:41

            Você dá a bunda? SATIRISTA TÁ PERGUTANDO…
            OpaNick de Gente quer uma Suruba
            PS: Graças a Deus o Dunha sumiu! Aleluia!

          • Emmanov Kozövisck

            17 de janeiro de 2014 em 13:33

            O Dunha sumiu? FINALMENTE!!!!

          • Gato Endiabrado

            17 de janeiro de 2014 em 22:43

            Nunca mais vi ele ‘-‘ Graças a Deus, ele foi o pior fake, ‘-‘

          • Near

            16 de janeiro de 2014 em 23:06

            vc come o varus ?

          • Emmanov Kozövisck

            16 de janeiro de 2014 em 22:55

            Sheldon Cooper é assexuado, mas aquele que conhecemos no Minilua provavelmente não é.

          • Kairos

            16 de janeiro de 2014 em 22:41

            mas vc nao eh…

    • Walter White

      16 de janeiro de 2014 em 22:00

      Também.

  58. Domyouji Dark

    16 de janeiro de 2014 em 21:20

    ainda bem que não sou católico.

    • Um qualquer

      17 de janeiro de 2014 em 00:08

      Hueheueheu, vai achando que só a Igreja Católica erra…

      • Super Choque

        17 de janeiro de 2014 em 01:06

        As Igrejas já estão erradas em passar para o fieis seus dogmas como se aquilo fosse uma verdade absoluta , incontestável , que todos devem seguir , se não irão para o inferno. Deveria ser igual torcer para um time , você gosta daquela religião , mas não pode impor a sua vontade sobre a crença dos outros , afinal existem várias visões de mundo.

        • Lucas da Silva

          17 de janeiro de 2014 em 12:19

          Mas passar os dogmas para os fiéis como sendo verdade absoluta, que todos devem seguir, e tal, é impor a vontade sobre a crença dos outros, sendo que a mensagem é passada para os ‘fieis’?

  59. Alphonsus Gabriel Capone

    16 de janeiro de 2014 em 21:20

    uma vez perguntei a uma pessoa na rua onde ficava o Centro bezerra de Menezes pois eu ia em uma casa que fica na mesma rua o cara tentou me converter e ficou me dando sermão e uma outra vez quando perguntei onde fica a igreja são francisco de Assis tem religiosos que são doentes viu

    • Vayne, A Caçadora Noturna

      16 de janeiro de 2014 em 21:23

      acredite ou não mas uma vez eu fugi de uma testemunha de jeová

      • Hosheas Jr

        16 de janeiro de 2014 em 23:11

        Aqui os conhecemos como “queima panela”, porque se vc der atenção e tiver alguma coisa no fogão, já era filho, queimou tudo!!!

        • Mike John

          18 de janeiro de 2014 em 23:45

          Já cheguei atrasado no trabalho por causa de um cara da universal.

      • Lucas Rodrigues

        16 de janeiro de 2014 em 21:33

        Eu já ignorei vários deles.

        • Shun dlç

          16 de janeiro de 2014 em 22:49

          Eu gosto de conversar com eles às vezes… quando vc os pressiona e eles perdem os argumentos, eles ficam irritadinhos e vão embora kkk
          Uma vez eu perguntei pra uma: “então se o seu filho estiver morrendo e precisando de doação de sangue, vc deixaria ele morrer só pq é contra as regras da sua igreja que alguém doe ou receba sangue?” Ela não sabia o que responder e ficou com uma cara meio revolts ‘-‘

          • Lucas Lozano

            17 de janeiro de 2014 em 10:30

            Já fiz isso,só que com outra pergunta que nn me lebro… ele disse que sou endemoniado hahahaha 😛

          • Phoenix Whight

            16 de janeiro de 2014 em 22:59

            Ótima ideia,assim que um deles me para na rua vou começar a rebater tudo o que ele falar.

          • Lucas Rodrigues

            16 de janeiro de 2014 em 22:54

            Gostei da pergunta, de deixar qualquer um deles bem indignados hehehehe 🙂

  60. Aatrox the Darkin Blade

    16 de janeiro de 2014 em 21:12

    Vish…vai ter treta.

261 Comentários
mais Posts
Topo