Minilua

Quando a morte está de folga

O ser humano pode parecer, a primeira vez, bem resistente, mas, na verdade, seu corpo é frágil. As vezes, um simples tombo ou uma batida em um lugar ruim é o bastante para matar alguém. Por isso, quando algum grande acidente ocorre, muitos morrem, mas em casos de muita sorte, todos saem vivos de situações inacreditáveis:

Belavia Flight 1834

O ano era 2008 e o frio tomava contava da Armênia. Naquele dia, um avião com destino a Belarus se preparou para decolar. Ao total, 21 pessoas estavam a bordo, sendo 18 passageiros e três tripulantes. No horário marcado, o avião deixou a doca e se moveu para a pista. Com os motores a toda potência, ele iniciou a decolagem, mas algo estranho começou a acontecer. Sem motivo aparente, a aeronave começou a tombar para a esquerda em alta velocidade. A asa bateu no chão e o controle foi perdido.

O avião rolou para a direita, rompendo o tanque de combustível. Em pouco tempo, a aeronave estava destruída e de cabeça para baixo, pegando fogo a beira da pista. O cenário terrível previa uma grande tragédia, mas todos as 21 pessoas que estavam dentro do avião conseguiram escapar daquele inferno. Apenas 4 foram hospitalizados e ninguém morreu. Algo quase inacreditável pelo estado do avião após o acidente:

A explosão de Louisville

Era uma sexta-feira 13, na pequena Louisville. Duas mulheres passavam de carro por baixo de um viaduto. Mal sabiam elas que aquele gesto corriqueiro fosse desencadear o maior desastre que já se abateu sobre a cidade, pois em um segundo tudo explodiria.

Isso parece não fazer sentido, mas existe uma boa explicação. Na noite anterior, a empresa Ralston Purina teve um vazamento de produtos químicos altamente inflamáveis, contudo o que saiu da empresa foi uma substância em estado líquido. Mas durante a noite, aquele líquido evaporou aos poucos no esgoto e, pela manhã, a cidade estava coberta com uma fina névoa altamente explosiva, só esperando uma faísca.

Mais de dois quilômetros de ruas foram destruídas totalmente. O estrago de 30 milhões de dólares, que deveria ter exterminado metade da cidade, não feriu nenhuma pessoa! Por sorte, os canos de esgoto locais ficavam localizados no meio da rua, evitando que casas fossem atingidas. E como era madrugada, todos estavam dormindo em suas camas.

As mulheres que estavam no carro que disparou a explosão também escaparam ilesas. Assim, um dos maiores acidentes da história acabou marcando zero mortes.

O acidente do Night Owl

Na noite do dia 12 de dezembro de 1990, o trem de passageiros, Night Owl, seguia seu caminho para Boston, com um grande atraso. Para evitar que os passageiros acordassem sem ter chego ao destino, o maquinista resolveu dar um impulso a mais no trem.

Enquanto isso, em uma linha que passava ao lado da que estava levando Night Owl, o trem #906 Massachusetts Bay Transit Authority seguia seu rumo. Então, em um daqueles golpes do destino, o Night Owl descarrilhou, indo em direção ao outro que passava pelo local.

Os dois trens bateram dentro do túnel. O acidente foi tão forte, que os dois gigantes voaram e bateram no teto, arruinando a rua que passava sobre o túnel do trem. Para piorar aquele inferno, o combustível das locomotivas vazou, derramando milhares de litros de diesel. Em pouco tempo, o túnel se transformou em um forno gigantesco.

Mesmo nessa cena apocalítica, todos os mil e cem passageiro sobreviveram! E mais de 200 se quer tiveram um arranhão. Dez pessoas ficaram em estado grave, mas para um acidente desse, não ter nenhuma morte é como um recorde mundial de sorte coletiva.

Mais tarde, depois da investigação, Willis Copeland, o motorista do trem que descarrilhou, acabou sendo declarado como culpado. Ele já havia estado em outro acidente, no qual foi o culpado de descarrilhar um trem, seis anos antes, por excesso de velocidade.