Quão grande são os nossos problemas?!

02

Sexta-feira chegou enfim, dia de balada para muitos e descanso para outros, mas o fato é que as vezes estamos tão atarefados e comprometidos com nossos próprios objetivos que esquecemos de olhar para o lado, de enxergar que os outros também tem problemas e que muitas vezes os nossos próprios são tão insignificantes se comparados a realidade que muitas pessoas enfrentam diariamente.

Em um mundo onde tudo acontece rápido demais e que culmina em comportamentos individualistas e competitivos, infelizmente acabamos perdendo parte da nossa humanidade, não mais nos importamos com o outro e a compaixão dá lugar ao egocentrismo, pautados por grande influência midiática que dita que o importante é o “ter” e não mais o “ser”.

É realmente muito triste quando nos damos conta que muitas pessoas não tem como suprir as suas necessidades mais básicas, como o direito a água potável, a uma educação e ensino de qualidade, entre tantas outras deficiências que já conhecemos.




Assista:

“Crianças e adultos haitianos lendo queixas cotidianas e pequenos aborrecimentos de cidadãos de países desenvolvidos postados no Twitter.”

Então na hora de reclamarmos por probleminhas tão medíocres vamos parar para refletir!

Não deixe de compartilhar este post com seus amigos no Twitter e Facebook! Se quiser me adicionar no Face:

http://www.facebook.com/adrianosaadehminilua

  1. KuroNeko

    5 de janeiro de 2014 em 21:36

    Realmente, se nós pararmos pra pensar, os nossos problemas são muito menores do que quem passa fome no Haiti, quem tem aids na africa do sul, quem vive em uma zona de guerra, enfim…
    Só que aí vem aquele pensamento: “Eu não tenho nada haver com isso” Esse pensamento é egoísta? claro que é, só que ele não tá errado, afinal de contas, se uma pessoa passa fome no Haiti, que culpa tem a pessoa que tem uma casa grande demais e tem que usar dois roteadores? nenhuma.
    Essa transferência de culpa me incomoda, esses países miseráveis estão do jeito que estão por causa de seus respectivos políticos, que são umas verdadeiras merdas. Fazer pessoas de classe media de países mais desenvolvidos se sentirem culpadas pelas mazelas sofridas por pessoas de países miseráveis na minha visão é uma pequena sacanagem.

  2. Di Soares

    23 de outubro de 2012 em 14:02

    A culpa não é nossa, se isso acontece os culpados são os “COLONIZADORES”  de primeiro mundo e não nós.
    Aff, da uma raiva quando vocês tentam nos culpar por atrocidades feitas por POLÍTICOS, isso só me deixa mais puto, ao invés de me deixar comovido.
    Sinceramente, a sociedade em que vivemos é depressiva e auto-destruidora, portanto,na minha opnião, eles são mais felizes do que agente no pouco tempo de vida que tem (não no sentido de que eles não merecem ajuda).

    • Di Soares

      23 de outubro de 2012 em 14:06

      …(mas sim de que, em comportamento, são mais ÉTICOS e humanos do que agente).

  3. osr

    19 de outubro de 2012 em 18:18

    quao grandes sao os comentario

  4. FINADO IMPRESTAVEL USUARIO

    19 de outubro de 2012 em 18:07

    ”Aqui O Cheiro É De Egosto,Morte Sepultamento Composicao Perfeita De Odio E Sofrimento,Pros Boy Não Tem Perfume De Rosas Alo E Vela,Tem Muleque De Fuzil Inseticida Da Favela”

  5. Washington Oliveira

    19 de outubro de 2012 em 17:52

    KIKO q maldade…

    • Belo

      20 de outubro de 2012 em 10:21

      FILHUU DA PULTAAA COM COMIDA NÃO SE BRINCAA

      • Washington Oliveira

        20 de outubro de 2012 em 12:09

        Não estou brincado com comida, Isso são imagens… Babaca tcs tcs

  6. Washington Oliveira

    19 de outubro de 2012 em 17:21

    “Quando trombar a dor vai enxergar o verdadeiro RAP, ai FDP vai sentir que marcha fúnebre prossegue…”

  7. La No Posto Ipiranga

    19 de outubro de 2012 em 17:14

    “Odeio quando não tem pizza pro jantar”

    “Sarcasmo”
  8. Maloqueiro popai

    19 de outubro de 2012 em 15:11

    Ou seja os problemas demonstrados nesse vídeo são o de quem e COCOTA.

  9. O Patriota

    19 de outubro de 2012 em 14:55

    Depois de várias vidas perdidas e de bilhões de investimentos, olhe o que recebemos em troca de nossos “amigos” do primeiro mundo:

    • Belo

      20 de outubro de 2012 em 10:20

      Bastante triste ;/

    • Superpato

      19 de outubro de 2012 em 16:16

      Lamentável…

    • O Patriota

      19 de outubro de 2012 em 14:57

      *Terceiro

      • Serj Tankian

        19 de outubro de 2012 em 19:00

        Pobre é assim mesmo, man, se vc quer colocar ordem, já falam que vc tá de violência, claro, os caras querem sair roubando caminhão de arroz…

  10. Carolina Monteiro

    19 de outubro de 2012 em 14:46

    Enquanto todos ficam aqui falando com seus grandes textos. Políticos corruptos estão roubando dinheiro que deveria ser usado para a saúde e educação. Brasil : o país que não é preciso de ajuda pra se ferrar ele mesmo se ferra sozinho (Não me levem a mal por esse comentário)

  11. Iron Man

    19 de outubro de 2012 em 14:15

    Eu odeio quando as pessoas tem uma porrada de filho sem a minima ideia de como vai cuidar deles.

    • Menino Solitário

      19 de outubro de 2012 em 14:19

      Também não entendo.

  12. O Patriota

    19 de outubro de 2012 em 14:08

    Primeiro pensem no problema, como: “Por quê um país ou pessoa física é pobre”?

    Segundo: “O que se pode fazer para melhorar isso”?
    Terceiro: “O que EU posso fazer para melhorar isso”?
    Quarto: “Faça”
    Siga o mesmo para todos os problemas do mundo e teremos um planeta onde todos serão felizes.
    • FINADO IMPRESTAVEL USUARIO

      19 de outubro de 2012 em 18:09

      É Dificil Ser Feliz No Inferno

      • O Patriota

        19 de outubro de 2012 em 18:14

        Já que você gosta tanto de reclamar, não seria melhor se você pegasse a porra de um livro e lesse ao invés de ficar chorando na internet? Vai tomar no seu cú! Seus pais foram preguiçosos e vagabundos durante a juventude a agora só estão pegando o pão que o diabo amassou! Se sentiu ofendido? Ótimo!

        • FINADO IMPRESTAVEL USUARIO

          19 de outubro de 2012 em 19:03

          Meus Pais Presisaram Trabalhar Desde Crianca Para Poder Comer,So Quero Que Tu Morra Unica Coisa Que Eu Quero É Voce Sentir Um Na Cabeça,CUZAO FILHO DE UMA VADIA,RICO DESGRACADO LAZARENTO!!!!

          • Metalborn (saudades do ano passado)

            19 de outubro de 2012 em 21:11

            Os africanos naquele video iriam adorar ter a vida que você tem, mas você não ta nem ai pra eles, sabe como isso se chama, hipocrísia ¬¬

          • O Patriota

            20 de outubro de 2012 em 01:00

            O Haiti fica na América Central brother….

          • Metalborn (saudades do ano passado)

            20 de outubro de 2012 em 01:17

            Onde fala que é o Haiti? .-.

            Eu pensava que era na África mesmo…..
          • O Patriota

            20 de outubro de 2012 em 01:21

            Lê em baixo do video ali .-.

            “Crianças e adultos haitianos lendo queixas cotidianas e pequenos aborrecimentos de cidadãos de países desenvolvidos postados no Twitter.”
          • Terceiro Fake

            20 de outubro de 2012 em 01:28

            fica no espaço sideral para de ficar enganando o cara

          • Capitão América

            20 de outubro de 2012 em 01:29

            Nada a ver fica em HASJISAHIASIHAS

          • Terceiro Fake

            20 de outubro de 2012 em 01:32

            mentira,HASJISAHIASIHAS é a capital do acre

          • Metalborn (saudades do ano passado)

            20 de outubro de 2012 em 01:24

            Oh….

            Nisso que da ler com pressa só pra dizer que leu ._.
          • Terceiro Fake

            20 de outubro de 2012 em 01:18

            no espaço sideral

          • O Patriota

            19 de outubro de 2012 em 20:30

            Os meus também ¬¬

  13. Sift Heads

    19 de outubro de 2012 em 14:02

    É A VERDADE esse post é A VERDADE, e o bom que todos aqui falaram sobre ele

  14. Sir Von Bielefeld

    19 de outubro de 2012 em 13:43

    Não sei porque as pessoas dizem, em eventos e ocasiões como esta, que por causa de tal fato nós perdemos parte de nossa humanidade. Não é verdade.
    O ser humano sempre foi egoísta e egocentrico, mas não por mal (mesmo que aja com maldade). A regra básica da sobrevivência é procurar ficar na melhor situação possivel, longe de perigos, ter sempre comida quando bate a fome. Infelizmente as pessoas, desde os tempos antigos, aprenderam a sobreviver assim, pisando no outro, enganando o outro. Alguns podem descordar, mas na minha opinião as religiões (principalmente do cristianismo) são um bom exemplo disso.
    Existem sentimentos de compaixão que fazem parte de nossa humanidade, sim, porém antes de tudo prevalece nosso instinto de sobrevivência.
    Resumindo, o ser humano não é e jamais foi um ser perfeito, caridos e bondoso, que pensa no bem estar alheio antes de se preocupar consigo mesmo.

  15. Menino Solitário

    19 de outubro de 2012 em 13:31

    Pouco me importa se essas crianças estão passando fome ou não.

    Não é problema meu, não foi eu que causei isso, e ficar me preocupando não vai resolver a situação de ninguém. O vídeo quer trazer a mensagem que devemos parar de reclamar, mas do que vai adiantar?

    Se eu não passo fome, é claro que eu não vou reclamar. Esse é o “instinto” do Ser Humano… Agora, seu eu passase fome, eu iria reclamar, claro. Mas na verdade, quando “reclamamos”, é quando sentimos falta de algo, se é que me entendem.

    Então pra mim não tem essa, eu tenho minha vida, reclamo da minha realidade e das minhas necessidades. As pessoas do vídeo tem a vida deles, as necessidades deles, e reclamam do que é cabível para eles. Porquê um homem que passa fome nunca iria reclamar que perdeu um celular, e um homem que tem um celular nunca vai reclamar de fome.

  16. Vegeta

    19 de outubro de 2012 em 13:26

    Eles, com tão pouco, são mais felizes que nós, com Ipads, celulares, PCs, Internet…

    Mas essa situação de pobreza nunca acabará: No capitalismo, enquanto um ganha, outro perderá. Então, não adianta ajudá-los, sempre surgirão mais pessoas na mesma situação que eles. 

    A culpa dessa pobreza toda é da Colonização Europeia, se não fosse por isso, o mundo teria grandes nações africanas, ricas e quase livres de total desigualdade. Ou seja, se querem pedir ajuda a alguém, peçam para a França, a Inglaterra, Portugal, Alemanha e todos os países envolvidos na Conferência de Berlim, em 1884-1885. Não envolvam o mundo em seus problemas, e sim peçam aos seus colonizadores. 

  17. Little Uchiha™

    19 de outubro de 2012 em 13:14

    Eu sei que ñ devia fazer isso mas na hora dos roteadores eu dei risada, um dos melhores posts do minilua não por ser engraçado mas por passar a mensagem.

  18. faccao central

    19 de outubro de 2012 em 13:03

    “Não dá pra ser criança comendo lixo,
    Enrolado num cobertor sujo e fedido.”

    • Washington Oliveira

      19 de outubro de 2012 em 17:05

      ‘Eu não pedi pra nascer’

      • FINADO IMPRESTAVEL USUARIO

        19 de outubro de 2012 em 18:04

        12 De Outubro……

        • Washington Oliveira

          19 de outubro de 2012 em 20:14

          Eu sei, mas Eu não pedi pra nascer tbm é loka…

    • jeff zika Mc

      19 de outubro de 2012 em 13:09

      Claro que da,mas ninguém ajuda ninguém 

  19. Cleiton Prestes

    19 de outubro de 2012 em 12:39

    meu comentário poderá parecer meio infantil , mas o tema em questão , me lembra muito um episódio do Chaves , no qual o professor Girafalles , dona Florinda e kiko , discutem o descaso e a desigualdade social , enquanto se empanturram de biscoitos na frente do faminto Chaves .

    • Vegeta

      19 de outubro de 2012 em 13:07

      Por um breve momento eu me lembrei também.

  20. Sift Heads

    19 de outubro de 2012 em 11:34

    É A VERDADE

    • Dog Marley

      19 de outubro de 2012 em 13:54

      nada mais que A VERDADE

  21. Pedrão e as batata

    19 de outubro de 2012 em 11:25

    Apesar de tudo isso eles são bastantes felizes e é por isso que eles conseguem aturar tudo isso…

    • kurama youko

      19 de outubro de 2012 em 12:04

      Essa é só uma imagem aleatória, muitos deles morrem de fome  para você isso que é ser bastante feliz? 

      • Pedrão e as batata

        19 de outubro de 2012 em 12:10

        se você não entendeu o comentário , a maioria das pessoas na Africa são bem alegres e é isso que faz com que eles possam suportar tudo isso…

  22. kurama youko

    19 de outubro de 2012 em 11:20

    Ja le algumas matérias similares em outro sites onde a maioria dos comentários diziam que isso era culpa das pessoas ricas, que não tem humildade, ficam com todo dinheiro enquanto a maioria passa por tantas necessidades, ou seja, não se pode ser bem sucedido na vida que automaticamente você se torna um ladrão, corrupto e que todo seu dinheiro conseguido com esforço teria que ser doado para os menos favorecidos.

  23. Megmeth Ryüjinson

    19 de outubro de 2012 em 11:13

    O TEXTO ABAIXO É BASTANTE GRANDE, MAS EXPLICA PARTE DOS MOTIVOS QUE LEVAM A TANTA DESIGUALDADE NO MUNDO. BOA LEITURA.

    A PROPRIEDADE PRIVADA SEGUNDO PROUDHON

    “A propriedade é impossível, pois é homicida” P.-J. Proudhon

    Por meio da crítica de Proudhon à propriedade privada dos meios de produção, chegamos à conclusão que, independente do período de capitalismo a que nos refiramos, há um fato comum: a exploração.

    Essa exploração do homem pelo homem provém do capitalismo, cujo principal pilar é a propriedade privada dos meios de produção. No entanto, o que são os meios de produção?

    Os meios de produção constituem-se pelos meios de trabalho e pelos objetos de trabalho. Os meios de trabalho são os instrumentos de produção como as máquinas, os equipamentos, as ferramentas, a tecnologia; as instalações como os edifícios, armazéns, escritórios; as fontes de energia utilizadas na produção que podem ser elétricas, hidráulicas, nucleares, eólicas; e os meios de transporte. Os objetos de trabalho são os elementos sobre os quais ocorre o trabalho humano como as matérias-primas minerais, vegetais e animais, a terra, dentre outras.

    O processo de exploração pela propriedade privada acontece da seguinte forma: o proprietário detém os meios de produção e, por diversos formas, dentre elas a contratação de trabalhadores que recebem salários, apropria-se de parte do seu trabalho, pois não lhes paga os frutos completos daquilo que produzem. Este excedente do trabalho alheio apropriado pelo proprietário é conhecido como mais-valia.

    Proudhon enfatizava que a um indivíduo, o máximo que lhe pode ser pago pelo trabalho, é aquilo que ele mesmo pode produzir. Enfatizava, em O Que é a Propriedade de 1840, que “se o direito de ganho pudesse sujeitar-se às leis da razão e da justiça, ficaria reduzido a uma indenização ou reconhecimento cujo máximo não ultrapassaria jamais, para um único trabalhador, certa fração do que ele é capaz de produzir (1) ”. Ou seja, a um indivíduo, o máximo que lhe poderia ser pago, seria o total daquilo que ele produziu.

    Isso constituiria a base de seu raciocínio sobre a exploração por meio da propriedade privada. Ao empregar um número de trabalhadores, por exemplo, a tendência do patrão será sempre a de pagar a eles o menor salário possível e receber a maior quantia possível de dinheiro por seus trabalhos. Ou seja, ter o mínimo custo e o maior lucro.

    Na época de Proudhon, tanto ele quanto outros socialistas que faziam uma crítica do sistema capitalista, ao discutir a teoria do valor, colocavam como um “mínimo necessário” a ser pago pelo trabalhador o valor de seu custo de vida (alimentação, saúde, vestimentas, etc.). No sistema de hoje, as coisas já não são mais assim. O mínimo a ser pago, é o mínimo aceito pelo “mercado” e como há muitos trabalhadores em situações gravíssimas de desemprego, subemprego, etc., muito provavelmente, sempre haverá alguém disposto a receber menos pelo trabalho realizado. E se valor pago pelo proprietário não puder pagar as despesas do custo de vida do trabalhador? Ele que se vire para conseguir outras fontes de renda ou reduzir ainda mais seu padrão de vida.

    Ao apropriar-se de uma parte do trabalho realizado por seus trabalhadores, o patrão – ou o detentor da propriedade privada – aparece, para Proudhon, como um usurpador, um ladrão. Isso porque o que é justo, em sua concepção, é que cada um receba os frutos completos de seu trabalho e, a partir do momento que, por ser o detentor da propriedade, o patrão lhes paga o mínimo possível, com o objetivo de acumular o máximo possível, apropriando-se de parte do valor de seu trabalho, o proprietário constitui-se um ladrão. É por isso que Proudhon afirmará, neste mesmo livro, que a propriedade é um roubo. E por que isso?

    Porque a propriedade privada dos meios de produção constituirá ao proprietário uma forma injusta de enriquecer. A propriedade oferecerá ao proprietário o enriquecimento injusto pelo arrendamento, pelo ganho de aluguel, pelo recebimento de juros, e também pelo recebimento da mais valia de seus trabalhadores assalariados.

    E a ganância do proprietário não tem limites, na maioria dos casos. Proudhon continua afirmando que “o proprietário não se contenta com o ganho tal como o bom senso e a natureza das coisas lhe asseguram: quer ser pago dez, cem, mil, um milhão de vezes (2)”. E para atingir este objetivo, o proprietário não medirá esforços. Isso levará Proudhon a concluir sua quarta proposição do porque a propriedade é impossível, dizendo: “[…] a propriedade, após despojar o trabalhador pela usura, assassina-o lentamente pelo esgotamento; ora, sem a espoliação e o assassinato a propriedade não é nada; com a espoliação e o assassinato ela logo perece, desamparada: logo, é impossível (3)”.

    A crítica da propriedade privada pode ser aplicada, além de no sistema de trabalho assalariado, também nos sistemas de escravismo e servidão. Isto porque muda a forma de exploração, mas a essência do sistema não. É, da mesma maneira, um sistema em que alguns poucos detêm a propriedade e, por este motivo, apropriam-se do trabalho de outros muitos (em maior ou menor proporção, dependendo do caso), sendo responsáveis pela exploração. É certo, ainda, que esta crítica também pode perfeitamente aplicar-se ao sistema “socialista” de Estado. Nos sistemas “socialistas” do século XX – como foi o caso da ex-URSS -, o papel do Estado pode ser claramente classificado como o de “patrão”, visto que “emprega” seus trabalhadores, afastando-os das tomadas de decisão e sustentando a hierarquia em seu seio; não há término da exploração e da alienação. Nestes casos, a mais-valia dos trabalhadores do Estado continuou a ser roubada, da mesma forma. E este roubo nunca voltou ao povo, sequer como um benefício oferecido pelo Estado.

    É certo que as relações do século XXI estão modificadas. No entanto, as críticas de Proudhon continuam válidas e, se em alguma medida precisam de atualização, há aspectos que estão em plena contemporaneidade.

    * Artigo produzido como contribuição ao Grupo de Estudos do Anarquismo que, em seu programa Anarquismo: Federalismo e Organização, havia discutido o capítulo “A Propriedade é Impossível pois é Homicida” do livro O que é a Propriedade, de P.-J. Proudhon em julho de 2007.

  24. Anônimo

    19 de outubro de 2012 em 11:09

    Tenho raiva desse papo de humanidade está perdida!

    O mundo não tem problemas atuais, o mundo sempre teve esse tipo de problema. E infelizmente problemas existem e sempre irão existir, isso é um fato da humanidade, e não estou sendo pessimista simplesmente realista! Esse habito que as pessoas tem de falar mal de tudo na atualidade, como se no passado fosse mil maravilhas, isso é coisa de idiota!

    A humanidade está apenas engatinhando na sua evolução, e males que nos afligem irão desaparecer com o tempo, e bota tempo nisso.
  25. John Constantine

    19 de outubro de 2012 em 11:09

    Nós reclamamos da nossa vida, do nosso país… é porque duvido que algum de nós aqui passou fome um dia, quis uma roupa no frio e não teve, temos de dar graças a Deus em tudo. Pra variar as pessoas só pensam em Deus quando a coisa aperta, e só dão valor às minimas coisas quando esse mínimo é tirado

    • Sift Heads

      19 de outubro de 2012 em 11:35

      Polegar da arvore

  26. Megmeth Ryüjinson

    19 de outubro de 2012 em 11:03

    Capitalismo e futilidade são irmãos gêmeos…

  27. Patolino

    19 de outubro de 2012 em 11:02

    • Patolino

      19 de outubro de 2012 em 11:03

      • Superpato

        19 de outubro de 2012 em 12:37

        KKK???

        • Metalborn (saudades do ano passado)

          19 de outubro de 2012 em 13:51

          KKK não é aquele grupo racista ou algo do tipo? .-.

      • Lúcifer

        19 de outubro de 2012 em 11:28

        1) que porra é essa?

        2) é impressão minha ou vc fala “tipo…” no inicio de quase todos os seus coments?
        3) qual o nome do urso?
        4) por que os leviatãs não vão ao bar as sextas feiras sendo que 4 ameixas caíram no parque?
  28. Patolino

    19 de outubro de 2012 em 10:54

    be,, o que eu iria flar metade dos comentarios acima flaou por mim .

  29. Pedro

    19 de outubro de 2012 em 10:49

    O meu problema é maior que o deles, mas não por eu passar fome, ou por não ter onde morar. Mas pelo simples fato de ser um homem consciente, ter ciência da existência de tal modo de vida, e não lutar cada dia mais para ter um futuro promissor que me capacite não a dormir com a cabeça tranquila porque tenho uma grande casa, ou 3 celulares, mas por ter deixado minha “zona de conforto”, e realmente feito algo para que este tipo de realidade possa um dia se extinguir. Não sou mais importante que nenhuma das pessoas desse documentaria, mas por dispor de mais recursos tanto financeiro quanto intelectual, sou eu sim o responsável por tentar mudar esse tipo de realidade… Não se preocupem em chamar quem não se importa com a situação dessas pessoas (haitianos no caso), pois esses ignorantes (no real sentido da palavras, sem a menor intensão de ofender) são lutadores que tentam lutar com todas as suas forças para mudar sua própria realidade, já que não tiveram ainda a possibilidade de reconhecer sua própria fragilidade nas pessoas de menos oportunidade.
    Espero ter sido bem claro no começo do texto, O MEU PROBLEMA É MAIOR QUE O DAS PESSOAS DO VIDEO.

    Grato, Pedro Henrique Mendonça.

  30. Leandro Sandes

    19 de outubro de 2012 em 10:45

    ” Grandes são os verdadeiros  problemas” e ” E pequenas são as atitudes e soluções para resolver os mesmos”

  31. Aleister Crowley

    19 de outubro de 2012 em 10:29

    Hipocrisia, hipocrisia e mais hipocrisia.

    O que mais vi aqui foram pessoas reclamando de quem reclama quando não tem gasolina, o carregador não vai até a cama e blá, blá, blá.

    Hora, vocês nunca reclamaram disso? E o? que é que vocês tão fazendo para essas pessoas do vídeo se sentirem melhor?

    Lembrem-se, se eu tiver as coisas e você não, eu não tenho o dever de ficar triste por causa de vocês. Se eu não posso fazer nada, simplesmente não faço. (2)

    Sempre que me criticam pelo meu ateísmo a primeira pergunta que me vem a cabeça é: “Onde esta deus para essas pessoas? +1

    • Foxzinho

      19 de outubro de 2012 em 10:35

      Ele está na hora de pedir dinheiro, carro, casa, homens/mulheres, dinheiro, dinheiro…
      Nessa hora esse povo pensa em DEUS, mas vive na hipocrisia.

      Também sou ateu e pouco me importo com quem não tem nada, pois esses deveria procurar conseguir sozinhos do que viverem pedindo…

  32. Akane Tendo

    19 de outubro de 2012 em 10:26

    O continente Africano era pra ser o continente + rico ,mas pela falta de informação e abuso de outro países eles acabam ficando passando fome enquanto egoístas e medíocres ficam enriquecento por cima deles…

    Eles têm suas tribos diferentes ,as com tanto conflito entre eles não percebem q gente de fora está se aproveitando disso…
    Eu assim como varias pessoas nos preocupamos ,mas com tantas coisas mesmo q inúteis acabamos nos esquecendo q têm outros passando fome e com doenças sem cura….
    Realmente quem deveria a fazer algo á respeito são as Nações q só sabem fazer coisas insignificantes para o próprio ego…
    Agora me digam se os políticos não acabam com a própria corrupção, vocês acham q vão para pra pensar em um continente q passa fome??
  33. Nameless

    19 de outubro de 2012 em 10:25

    Realmente se queixar por coisas extremamente fúteis como as citadas no vídeo é besteira. Pior ainda, escrever isso em certas redes sociais, só pra ter o que postar. Esse é um dos motivos de eu não ser adepto delas.

    Apesar disso, os nossos problemas sempre serão maiores que os dos outros porque são os NOSSOS problemas, cada um deve conviver com os seus. De nada adianta você ficar com pena de algumas pessoas e não fazer nada pra ajudar. 
    Quantos que viram esse vídeo vão realmente fazer algo por essas pessoas?
    Egoísta? Triste? Essa é a realidade.
  34. Psycho The Cat

    19 de outubro de 2012 em 10:23

    Nem precisei ver o vídeo todo, a porcaria da ONU que tinha que cuidar disso e agora eu tenho que sentir culpado porque do outro lado do mundo as pessoas passam fome, aqui acontece também, mas o craque camufla a situação. Sinto muito por essas pessoas, mas falam tanto em globalização e ninguém esta impedindo que ela aconteça de vez. E antes de criticar o meu comentário espero que este post dure mais que alguns segundos na cabeça dos usuários. Sempre que me criticam pelo meu ateísmo a primeira pergunta que me vem a cabeça é: “Onde esta deus para essas pessoas?

    Enquanto o papa esta coberto de ouro essas pessoas não tem suas necessidades básicas supridas e eu sei como elas se alimentam, carne estragada e barro. Todos somos escravos do capitalismo e nem os 10.000 usuários do Minilua podem ajudar. A unica solução é um protesto global e mesmo assim só serão atendidas se os governos enxergarem lucro nisso.    
    • Super

      19 de outubro de 2012 em 13:41

      ateístas nunca vão entender religiosos, o respeito já é o suficiente.. 

      • Psycho The Cat

        19 de outubro de 2012 em 13:47

        Quando entrar em uma ambulância do SAMU peça para eles te levarem para a igreja mais próxima, esqueça os hospitais. 

        • Super

          19 de outubro de 2012 em 18:51

          há muita ignorância e falta de respeito em seu comentário.. 

          • Psycho The Cat

            19 de outubro de 2012 em 18:55

    • FINADO IMPRESTAVEL USUARIO

      19 de outubro de 2012 em 10:39

      Mudando De Assunto Voce É Ateu?Bom,Acredito Em Deus E Achei Algumas Vezes Que Éra Até Bom Deus/Diabo Nao Existirem(Se Voce Acredita Em Diabo)

      • Psycho The Cat

        19 de outubro de 2012 em 10:46

        Não acredito em nada que seja magico, diabo para mim é piada. 

        • kurama youko

          19 de outubro de 2012 em 11:02

          Também sou ateu, as pessoas ao meu redor me chamam de satanista e anticristo e não percebem se eu não acredito em deus logicamente não acreditaria em um diabo

          • Psycho The Cat

            19 de outubro de 2012 em 11:05

            Minha mãe já me chamou de anti-cristo. (TRUE STORY) 

        • Lúcifer

          19 de outubro de 2012 em 10:50

          como é que é?  

          EU TE DESAFIO!!! 
          AMANHA AS 6 HORAS 6 MINUTOS E 6 SEGUNDOS, no Acre.  
          ESTEJA LÁ,GATO ALPHA 
          • Psycho The Cat

            19 de outubro de 2012 em 10:53

            rsrsrsrsrsr Acre não existe… 

          • Lúcifer

            19 de outubro de 2012 em 11:24

            ele é a porta do purgatório

          • Psycho The Cat

            19 de outubro de 2012 em 12:33

            Vou procurar no Atlas. 

  35. Rafael Theodoro

    19 de outubro de 2012 em 10:07

    Triste

  36. Foxzinho

    19 de outubro de 2012 em 10:06

    Sei que meu comentario é egoista, mas se nós resolvemos NOSSOS problemas, eles devem resolver os deles…

    • FINADO IMPRESTAVEL USUARIO

      19 de outubro de 2012 em 10:10

      IDIOTA,Como Vamos Resolver Se Não Temos,Dinheiro,Comida,Emprego,Nem Educação?Lei Do Retrono So Digo Isso

      • Foxzinho

        19 de outubro de 2012 em 10:13

        Você disse que vive na favela não é?
        Não é por isso que você seja desmerecido, eu vejo muitos exemplos de pessoas que sairam da “merda” e venceram na vida (do modo deles), é uma escolha sua, lutar e conseguir as coisas, ou ficar sem educação, emprego e ir vender drogas…

        • tiago Muniz

          19 de outubro de 2012 em 10:22

          você tem que entender que tudo e questão de oportunidade, essas pessoas não sabem nem se iram comer amanha, como você acha que simplesmente elas irão “vencer na vida”, você e o tipo de pessoa que merecia esse tipo de coisa, e não existe essa de “cada um com seus problemas”, se nos dessemos mais importância para os problemas deles, e os resolvermos, talvez ou com certeza, o mundo seria melhor, e você não comentaria isso 

          • FINADO IMPRESTAVEL USUARIO

            19 de outubro de 2012 em 10:36

            Não Sabemos Nem Se Nos Continuamos Vivos Amanha,Aqui É O Verdadeiro Inferno,Brasil O Pais De Bunda,Cerveja,Homicidio,E Injusticado.

          • Foxzinho

            19 de outubro de 2012 em 10:32

            Vejam um trecho da wikipédia sobre Machado de Assis e sua assenção na sociedade:
            Nascido no MORRO DO LIVRAMENTO, Rio de Janeiro, de uma família pobre, mal estudou em escolas públicas e nunca frequentou universidade.
            Os biógrafos notam que, interessado pela boemia e pela corte, lutou
            para subir socialmente abastecendo-se de superioridade intelectual. Para isso, assumiu diversos cargos públicos, passando pelo Ministerio da Agricultura, do comercio e das obras Públicas,
            e conseguindo precoce notoriedade em jornais onde publicava suas
            primeiras poesias e crônicas. Em sua maturidade, reunido a colegas
            próximos, fundou a ABL.

        • FINADO IMPRESTAVEL USUARIO

          19 de outubro de 2012 em 10:17

          Mas Com Essa Bost# De Eduacao,E Morando Aqui E Muito Dificil De Arrumar Emprego,Porque A Educacao É Precaria,E Eles Tem Nojo,Preconceito Da Gente,Mas Muitos Tentam Arrumar Qualquer Trampo Ai Pra Nao Entrar Nessa Vida Porque So Tem 2 Saidas,Cadeia Ou Caixao

          • FINADO IMPRESTAVEL USUARIO

            19 de outubro de 2012 em 10:18

            E Como Vamos Ter Educacao Se Nao Temos Professores?

          • Foxzinho

            19 de outubro de 2012 em 10:30

            Educação não é só escola, é ler, é conhecer seus direitos e para ter isso, você precisa ter atitude…
            Vou citar um exemplo de um cara muito genial, sendo ele Machado de Assis. Esse cara, perdeu a mãe quando pequeno, ele era pobre, largou a escola, mas um fato fez a ele não viver sua vida naquela situação para sempre, ele lia, lia muito, assim, arrumou um emprego em um jornal, depois começeu a escrever livros e acabou virando um ícone da literatura nacional, mesmo sem grande ajuda, ele buscou oque queria, mesmo pobre e conseguiu.

          • FINADO IMPRESTAVEL USUARIO

            19 de outubro de 2012 em 10:40

            Quem Sabe Voce Perde Tudo,Ou Vai Morrer,Lei Do Retorno….

  37. FINADO IMPRESTAVEL USUARIO

    19 de outubro de 2012 em 09:59

    Ah!Esqueceu De Colocar Ai,Sexta É Dia De Morte Pra Muitos,Não Adianta So Falar ”Eles” Tem Que Vir Aqui,Moro Em Uma Favela Tem Uma Pa Que Passa Fome,Tem Que Roubar Ou Vender Pra Nao Morrer,Toda Hora Falta Agua Aqui,Aqui A Gente Nao Tem Um Ensino Nem Uma Saude Boa,Se Voce Ta Doente Pode Comprar Logo O Caixão,Porque Dessa Tu Não Passa Tiozao

    Tem Crianca Fumando Pedra,Morrendo,Com Fuzil Na Mão,E ”Eles” Ainda Pensam Que É Ficticio
  38. Lenalee

    19 de outubro de 2012 em 09:52

    É muito triste ver o tamanho da desigualdade social desse mundo. A gente reclama que nao sobra dinheiro pra nada,nem pra sair com os amigos (apesar de eu nao saber o significado de “sair com os amigos”), sem pensar que tem gente que nem tem o que comer na casa, nao tem agua potavel, rede de esgoto, nem um salario digno. Devemos parar de reclamar do que a gente nao tem, e agradecer pelo que temos.

  39. Scorpion Azul

    19 de outubro de 2012 em 09:52

    Reclamar não resolve seus problemas, agir mais, falar menos … algo que eu nunca cumpri.

    • Scorpion Azul

      19 de outubro de 2012 em 10:01

      Please get back to me. I can not breathe, you’re my air, my light … do not throw me into the darkness again ( ._.)

      • Akane Tendo

        19 de outubro de 2012 em 10:05

        Traduza… U.u

        • Scorpion Azul

          19 de outubro de 2012 em 10:10

          Significa que alguem que eu amo foi embora, foi minha culpa, eu sempre estava reclamando com ela, eu prometi ser diferente e não tive força o suficiente pra mudar, agora eu sei da importancia dela pra mim. Por eu ser um imbecil, e principalmente por nao fazer nada pra mudar isso, to pedindo uma ultima chance pra ela, mas vai ser dificil, já tive todas que eu podia imaginar.

          • Akane Tendo

            19 de outubro de 2012 em 10:17

            Mas á mudança têm q partir do seu interior não de fazer por outra pessoa você q têm q reconhecer com sinceridade e ver o q está perdendo com isso…

            Então pegue um dia saía pra refletir e não ficar enfiado aí na frente do PC seja sincero consigo mesmo e veja o q está fazendo de errado e sê você tiver força de vontade vc vai mudar…
            Depois chegue na sua garota e diga com sinceridade o q está acontecendo contigo e peça pra ela te ajudar a te mudar, pois vc ama ela e não quer perde-lá…
            Isso é uma dica..^.^ Te fará bem isso.. ^.^Boa Sorte….
  40. Lenalee

    19 de outubro de 2012 em 09:45

    Odeio quando ligo na pizzaria em dia de chuva forte e o motoboy demora muito pra entregar!!! Aff ¬¬

    • Lenalee

      19 de outubro de 2012 em 09:45

      Brinks tah…..nao sou tao malvada assim.

  41. Joo (jcrmnml)

    19 de outubro de 2012 em 09:39

    Cara, isso é algo que infelizmente não terá fim. 

    Ser humano é bicho ruim, quer somente o seu bem e dane-se os demais. O Capitalismo e o Egoísmo exacerbado faz com que as coisas piorem gradativamente…
  42. Aline Souza

    19 de outubro de 2012 em 09:36

    Desconsidere a legenda… tira qlqer audio… só pelas imagens vc já saberá quais sãos os verdadeiros problemas! 

    Mundo moderno com seus problemas fúteis… 
  43. tiago Muniz

    19 de outubro de 2012 em 09:36

    MINILUA POR FAVOR FASSA UM LADO NEGRO DOS VOCALOIDS, MUSICAS DO TIPO CALALINI, ALICE SACRIFICIO HUMANO, OU RUGRATS THEORY, A DO CALALINI MEU DEU MAIS MEDO PELO FATO DE EU JA TER ASSISTIDO A ENTREVISTA DA JANI, A MENINA CITADA NA MUSICA, E MUITO TENSA OS VOCALOIDS  

    • Grimmjow Jaegerjaquez

      19 de outubro de 2012 em 09:37

      cara lá no topo do site,, tem um botão  ” MANDE SUA DICA “.

      • tiago Muniz

        19 de outubro de 2012 em 09:39

        vlw pela dica

        • Grimmjow Jaegerjaquez

          19 de outubro de 2012 em 09:43

          por nada,, aqui nos comentários vc nao vai conseguir nada,, tbm acho interessante sua dica !

  44. jejé

    19 de outubro de 2012 em 09:35

    a mudança começa dentro de nós mesmos

  45. Caio Bittencourt

    19 de outubro de 2012 em 09:33

    Pra mudar realmente essa realidade de paises de 3° mundo, as pessoas teriam q pensar mais no social do que no capital, Coisa q não vai acontecer tão cedo… :/

  46. Wagner

    19 de outubro de 2012 em 09:33

    Pior que não ter como suprir as necessidades devido à falta de requerimentos básicos, é não continuar investindo em necessidades quando se tem mais do que o necessário…

  47. From Hell

    19 de outubro de 2012 em 09:29

    Então na hora de reclamarmos por probleminhas tão medíocres vamos parar para refletir!”

    Eu parando de reclamar não vai encher a barriga deles,então vou continuar reclamando.
    AHSUASHUAHSUA”
    • Douglas anonimo

      19 de outubro de 2012 em 12:46

      Eu penso da mesma forma [2].

      Quer dizer que porque alguém tem um problema maior que o meu, eu não tenho o direito de reclamar dos meus problemas por acaso né kk.
    • kurama youko

      19 de outubro de 2012 em 11:05

      Eu penso da mesma forma

  48. Joo (jcrmnml)

    19 de outubro de 2012 em 09:26

    ” Nossas crianças, nosso futuro dormindo no chão

    As nossas vidas, nosso destino sem educação.
    Líderes desgovernados os quais não conseguimos parar,
    Um sistema desenfreado, que quer nos atropelar … (8) “
  49. Marcox(Minitsuki Zero)

    19 de outubro de 2012 em 09:26

    gnomos eu vi la em marte…

    gnomos em todas as partes

    • Super

      19 de outubro de 2012 em 13:33

      fail.. 

  50. Joo (jcrmnml)

    19 de outubro de 2012 em 09:25

    Triste..

117 Comentários
mais Posts
Topo