Por que alguns tem ressaca e outros não?

Se você é uma das pessoas infelizes que recebem uma ressaca furiosa depois de apenas uma bebida ou dois, seus antepassados ​​podem ser os culpados.

ThinkstockPhotos-rtrt-e1443726304757

Uma série de estudos recentes focaram em observar no quanto nossa genética pode influenciar nosso relacionamento com álcool, e eles descobriram que cerca de 55% de como nos sentimos na manhã seguinte depois de uma festa tem a ver com a nossa genética. Uma parte menor dos fatores diz respeito como, o quanto (e o que) nós bebemos.

O primeiro lote de dados vieram de 1972. Um total de 13.511 gêmeos do sexo masculino, todos os veteranos da Segunda Guerra Mundial, foram questionados sobre as suas experiências de ressaca. Mais tarde, pares de gêmeos masculinos e femininos foram interrogados sobre como se sentiram depois de uma noite de bebedeira. Mesmo com a mudança de sexo demográfica, os resultados foram semelhantes. Os resultados também sugerem que há uma ligação genética para a resistência da ressaca, bem como a susceptibilidade. Um total de 43% dos participantes relataram que podiam beber sem medo de ressaca de manhã.




Gene da ressaca

Um estudo de 2010 da Universidade da Carolina do Norte descobriu algo ainda mais intrigante, um gene que pode ajudar algumas pessoas a ficarem fora do lado negro da pós-bebedeira. Foi um estudo isolado o que chamaram de gene “embriagado”, também descobriram que entre 10 e 20% dos participantes tinham uma versão do gene que os tornava mais sensível ao álcool. O gene, CYP2EI, é codificado para instruir o corpo para quebrar um pouco de álcool no cérebro assim como no fígado. Algumas pessoas com uma versão particular do gene eram mais propensos a ter mais álcool discriminado no cérebro. Eles sentiram os efeitos do álcool mais cedo e mais intensamente do que outros que não possuíam o gene.

enggenetica

O estudo, que foi realizado em estudantes com pelo menos um dos pais considerado dependente de álcool, sugere que há um componente genético assim como um problema ambiental que conduz ao alcoolismo rodando em famílias.

E você, sofre de ressaca ou é imune a ela? Comenta aí!

  1. Lynn Rock

    6 de outubro de 2015 em 10:14

    Eu sou imune… posso tomar qualquer coisa que nunca fico, nem sei como é, nunca tive.

  2. chapolim do mal

    6 de outubro de 2015 em 09:46

    Eu não bebo mas conheço uma pessoa que é uma verdadeira esponja e nunca fica de ressaca, eu acho incrível.

2 Comentários
mais Posts
Topo