O que mais irrita no transporte público #2

onibus-lotado

Lotação excessiva: Bom, em um post sobre o transporte público brasileiro, não poderíamos, jamais, nos esquecer desse aspecto. Chega a ser degradante entrar em um ônibus, trem ou metrô na faixa das 06h00 ou 18h00. Concordam?

suor

Falta de higiene: Como isso é desagradável. Se já não fosse suficiente enfrentar filas, apertos e congestionamentos, ainda somos obrigados a aturar pessoas sem a mínima higiene.

2010_04_11_50828153315G

Falta de respeito: Não são os raros os exemplos de pessoas sem educação. No transporte público, por exemplo, isso tem se tornado cada vez mais evidente. Quantas grávidas, velhinhas ou deficientes não são obrigadas a conviver com isso, não é mesmo?

Falta de educação: Ok, sabemos que não é fácil conviver com tantas adversidades. Por outro lado, chega a ser irritante se deparar com um ser humano que passa o caminho todo reclamando. Pior que isso, só aquelas pessoas que não sabem respeitar os demais, abrindo as janelas do ônibus em dias de chuva, ou ainda, lacrando tudo em dias de forte calor.

Vendedores: Sim, eles não perdem uma, seja na “lotação”, trem ou metrô. Comercializa-se de tudo um pouco, chocolate, chicletes, balas de goma etc.

10_MVG_rio_174um

Assaltos: Cá entre nós, os assaltos já se tornaram corriqueiros dentro dos ônibus. O que mudou, e para pior, são as exigências dos assaltantes. Antes eles até se “contentavam” com R$1,00, R$2,00, R$3,00, já hoje, se deixar, te levam o celular, os tênis, a camisa etc.

Tarifa alta: Nos grandes centros urbanos, o preço da tarifa de ônibus tem crescido assustadoramente. Em São Paulo, por exemplo, ela já se encontra na faixa dos R$ 3,00.

  1. Harry Alone Potter

    12 de abril de 2013 em 04:27

    O que mais me irrita no transporte público é eu ter que usá-lo.

  2. Luiza Bravo

    9 de maio de 2012 em 11:22

    Andar de ônibus seria cômico, se não fosse trágico.

  3. Evandro Moura

    14 de novembro de 2011 em 22:03

    O que mais odeio no transporte público???
    Quando volto do trampo cansado e estressado, aí vem um ‘projeto de gente’ e senta do seu lado com o celular tocando funk sem fone de ouvido… PQP!!!

    • Luiza Bravo

      9 de maio de 2012 em 11:23

      kkkkkk
      #Fato
       

  4. Fernanda Scherzinger.

    9 de outubro de 2011 em 17:39

    Falta de Higiene e uma das piores coisas *–* , pelo menos não da pra usar um desodorante as vezes ? 

  5. goldxgreen

    11 de setembro de 2011 em 22:24

    Aew n sei se alguem comentou oq vo comenta agora pois n li os coments + enfim
    uma coisa q realmente me irrita eh filha da mae q poe musica no meio do onibus sem fone de ouvido,
    e sempre eh o memo estilo… ou vc ouve pagode ou sertanejo de dor de cotovelo ou o pior eh akeles funk d putaria… engraçado q td onibus/perua tem um aviso q n pod usar aparelho sonoro -.-‘

    • Harry Alone Potter

      12 de abril de 2013 em 04:29

      Não precisa dizer ”funk de putaria” já que todos já são putarias. A pessoa fala funk e a gente já lembra isso. Tençu.

  6. Sarah Iris

    9 de setembro de 2011 em 12:39

    verdade! aff, pagar pra ir de um lado pro outro mais rápido? minha mãe tem que tirar habilitação logo senão ela vai ficar falida só pagando a porcaria do ônibus ‘-‘

  7. Ernandes,Conde de Melo

    30 de agosto de 2011 em 21:28

    fedorento e tarado uma combinação fatal…

  8. Carlos

    16 de agosto de 2011 em 00:13

    A primeira foto é aqui no Recife. kkkkkkkkkkkkk
    só pode

    • Fernanda Ávila

      25 de agosto de 2011 em 17:16

      kkkkkkk

  9. Victor Corrêa

    12 de agosto de 2011 em 16:38

    Falta de educação e falta de respeito neste caso são as mesmas coisas,pois falta de educação é empregado no msm sentido que falta de educação.´´Falta de respeito: Não são os raros os exemplos de pessoas sem educação“.Le separador _______________________________________A matéria é bem legal mesmo,só faltou falando sobre os funkeiros com o som alto e sem fone…´_´

  10. Jonathan Santos Pereira

    30 de junho de 2011 em 14:18

    não concordo q seja falta de educação quem abre a janela em dia de chuva dependendo do caso pq tipo tem gente ignorante q pode ta uma sauna dentro do onibus e naum abre a janela pq parece q se tomar um pouco de chuva vai derreter tem gente muito fresca e gente muito mal educada mas naum se pode falar q toda pessoa q abre uma janela em dia de chuva dentro do onibus e mal educada so naum quer morrer de calor nakele ambiete abafado

  11. Moisés Carvalho

    24 de junho de 2011 em 11:51

    Faltou tambem o tarado que vive encoxando as pessoas quando passa ou quando está muito cheio. Este “tipo” levou o governo do RJ a ter vagões no trem e metrô apenas para mulheres nos horarios mais cheios.

  12. Sandra Ferreira

    17 de abril de 2011 em 17:43

    Moro em Curitiba onde diz-se ter um dos melhores transporte publico do país, não é de todo ruim mas tem muito o que melhorar.Respeito aos lugares reservados, já fui jovem e usei muita mochila mas é um absurdo tem cara que além de ser alto parece uma tartaruga de Galápagos com a casa nas costas, pior que mulher… ah e tem o famoso economista, o ecológico que não toma banho (para quem é desprovido de certa altura como eu, é de cotovelo na cabeça etc)…bem ônibus lotado esse ninguém escapa… e tem o da elevada alto estima que ouve musica achando que todo mundo gosta das mesmas coisas que ele….é temos muito o que aprender!

    • Fernanda Ávila

      25 de agosto de 2011 em 17:15

      moroo em curitiba tbm… de fato o sistema de transpore pulico daki é bem diferenciado do de outras capitais e cidade… meooo mas o que eu me irrito qndo vou pegar um onibus num ta escrito…. hoorra se fosse só o fedor dos ”ecologicos” tem tbm o mal educado q senta no lugar dos velinhos e finge q dorme… e tbm os velinhus mal educados que acham q só pq tem direitoo devem destratar os outros mandando sair… enfim vc ver de tudo… nossa ngm respeita as filas tem sempre um espertinhuu q ta no final e fura … acho q deveriam ter chiqueirinhos pras pessoas ficarem na fila…ainda assim acho q ia ter um zé povinhu querendo furar… olha é brincadeiraa hein… meooo Deus custa cada um ter consciencia… vai mto da educação… nfelizmente mtos desconhecem essa palavra…

  13. Fernando Soares

    18 de janeiro de 2011 em 15:22

    Jeff,

    essa primeira foto aí é de uma linha chamada “Barro/Prazeres” daqui de Recife. Pego esse ônibus todo dia e é realmente um inferno. Tem de tudo que apareceu aí nos comentários e mais ainda a demora de mais de hora para depois virem cinco ou seis ônibus de uma vez (e você vendo o ônibus vazio enquanto você vai apertado no que passou cheio). Acho que algum dia vai haver um incidente com direito a quebra-quebra ou incêndio por aqui.

  14. Marci Jones

    17 de janeiro de 2011 em 12:31

    “Pior que
    isso, só aquelas pessoas que não sabem respeitar os demais, abrindo as
    janelas do ônibus em dias de chuva”

    Não acho que isso seja falta de educação…
    Fechar a janela em dias de chuva sim, é falta de educação… ainda mais num transporte público.
    Tanta gente desconhecida, tantas doenças transmitidas pelo ar que se pode pegar em lugares sem circulação de ar… E o povo fecha a janela pra não estragar a chapinha que fica mais de uma semana naqueles cabelos sebosos ou pra não levar uns pinguinhos de chuva na cara??? Da licença, né??

    Eu tenho uma tática: Quando tá chovendo e os vidros estão todos fechados, eu falo que estou com tuberculose, começo a tossir e digo que devem abrir os vidros pq isso pega pelo ar… e funciona!!!

  15. Elaine Morais

    16 de janeiro de 2011 em 19:33

    Mais triste ainda, é saber q estamos pagando R$ 3,00 pra nada, pois o aperto continuará, a demora também e os assaltos é melhor nem falar nada, é uma p….mesmo…

  16. Dayane Damasceno

    16 de janeiro de 2011 em 12:37

    Aqui onde eu moro, nem é tãããããããão ruim assim, porque Natal-RN, não é tão populada como São Paulo, obviamente. Pra mim ainda é melhor porque eu não ando nem de onibus, trem ou coisa do tipo. Quando vou pra escola vou de besta, e quando vou a algum de lulgar vou no carro dos meus pais. Mas, uma vez fui para casa de meu irmão e peguei um ônibus lotado, cheio de nêgo voltando da praia fedorento. Foi horrível! (não que eu nao goste deles, mas porra, nao quero essa experiencia de novo).

  17. BRUNO LIMA

    16 de janeiro de 2011 em 12:09

    OUTRO ELEMENTO QUE É DE TIRAR O CIDADÃO FORA DE SI É O INCOMODO DAQUELAS PESSOAS COM CELULARES (CHING LING) OUVINDO AQUELES ALARIDOS QUE CHAMAM DE FUNK — CHEGA A SER CULMINANTE, PÔ! 

    AGORA… A TARIFA… DEUS DO CÉU! ONDE ESTÃO COM A CABEÇA?! AUMENTAR A TARIFA PARA 3 REAIS É REVOLTANTE! EU ESTOU, CADA VEZ MAIS, PEGANDO NOJO DE SÃO PAULO! 

    O QUE EU SEMPRE FAÇO EM RELAÇÃO AO PEGAR ÔNIBUS LOTADOS, É IR O MAIS LONGE QUE PUDER DOS PONTOS À FRETE DO MEU DESTINO E CONSEGUIR PEGAR UM LUGARZINHO PARA IR SENTADO — É O JEITO, JÁ QUE EU TRABALHO A MAIS 30 QUILÔMETROS DA MINHA CASA! ): 

  18. Anabelle Crystal

    16 de janeiro de 2011 em 10:56

    Odeio a tarifa alta tive que pagar R$ 20,00 reais para ir de ônibus e olha que o ônibus era muito vagabundo e além disse enferrujado.

  19. Madruga

    16 de janeiro de 2011 em 10:48

    O que mais me deixa desgraçado da vida,é quando se pega um onibus,e tem um maldito funckeiro tocando aquelas merdas no ultimo volume, outra que me deixa fudido é quando vc da sinal e o motorista nao para.

    Funk nao é musica,funck é barulho e quem escuta é palhaço ou uma vagabunda!

    • Lucas Domakoski

      16 de janeiro de 2011 em 17:09

      Concordo plenamente!
      O pior é quando se junta um grupinho de adolescentes querendo aparecer ao máximo…daí colocam de tudo…”Puta Spears”, “Lady Vadia”…tudo no volume máximo…é um negócio lindo de se ouvir, viu? ¬¬
      Me deixa EXTREMAMENTE puto da cara.

      • Lucas Domakoski

        16 de janeiro de 2011 em 17:33

        Um adendo: entre esses grupinhos de adolescentes insuportáveis que se reúnem nos ônibus, sempre tem as vadias do grupo. Aquelas que chegam quase a fazer um “pole dance” nos canos do ônibus, lançando “olhares oblíquos de cigana dissimulada” para tudo que é homem aoa redor…inclusive os comprometidos. ¬¬’

        • Elaine Morais

          16 de janeiro de 2011 em 19:29

          E a gritaria insuportável, é triste e irritante estar próximo a eles…

          • Madruga

            16 de janeiro de 2011 em 20:52

            E vai falar alguma coisa!Os puberdades colocam o saco e vem te peitar!hum dia destes um funkeiro ficou  ouvindo essa merda na porta da minha casa com o som do carro muito alto,fui falar com ele ,ja veio me chingando mandando eu tomar no cu,na hora entrei em casa,ja sou sague quente,sou descendente de Italiano e finladeses,peguei um machado,enchi o carro do cara de machada,fui pra delegacia eu e o cara, o delegado falou que como a machadada foi no carro ele,nao tem nada a ver com isso,depois disso nunca mais nenhum cara folgado ficou no meu portao tocando funk,o pior depois que eu fiquei sabendo que o moleque que ficava falando do movimento era filho de huns medicos que  mora no pacaembu .

          • Santista

            16 de janeiro de 2011 em 21:58

            Huahauahauha, rachei!!
            Admiro a atitude, admito que já quis fazer isso

          • Madruga

            17 de janeiro de 2011 em 14:30

            funkeiro pensa que todo mundo tem medo dele,veio me chingando,falando do movimento,e que ele é o cara,depois de umas machadas na lataria só vi o desgraçado chorando e depois ligando pra mae e pro pai,ele deu sorte que eu nao meti uma machadada na cabeça dele,e eu sinceramente acho que o funk deveria ser proibido, por que só prega associação ao crime,e a prostituição,nada que presta!eu enchi o carro o Vectra dele de machadada,meu unico arrependimento era ter só aquele carro de funkeiro ali.

  20. Rafael Ribeiro

    16 de janeiro de 2011 em 10:03

    eu discordo com relaçao a janela em dia de chuva. eu nao sou obrigado 6h da manha ir o caminho todo, que nao é curto a sentir o halito triste do “coleguinha” do lado, que esta em pé, que ta o pouco + na frente um pouco… em todo o onibus pq é isso que vai acontecer. passo o caminho todo abrindo e fechando a janela mesmo. quem reclama disso sao as mulheres de cabelo duro”ai minha chapinha” hahahhahahhaha.

  21. Cássia Souza

    16 de janeiro de 2011 em 04:34

    Faltou o celular no ultimo volume. O povo não ten fone não !?

    • Elaine Morais

      16 de janeiro de 2011 em 19:28

      Podes crer..vamos aderir a comunidade do Orkut, doe um fone a um funkeiro rsrs…

  22. Sano ®

    16 de janeiro de 2011 em 02:39

    Preço… há uns 15 anos eu pagava 50 ou 60 centavos para ir ao centro da minha cidade… hoje ela custa 2.50

  23. Silveira Almeida

    16 de janeiro de 2011 em 02:03

    Para mim, que sou ateu (graças a Deus), uma das coisas que mais me irrita é suportar aquelas pessoas que ficam “pregando o evangelho” dentro do coletivo. Dias atrás, entrei num ônibus e, para minha surpresa (desagradável), o motorista “cantava para Deus” enquanto dirigia. E cantava como se estivesse num desses templos evangélicos (berrando). Foi uma experiência horrível. O pior é que, infelizmente, esse motorista tem respaldo. O Estado, apesar de ser laico, permite a existência de símbolos religiosos em prédios públicos e a inscrição “DEUS SEJA LOUVADO” nas cédulas de Real (inclusive nas novas). Não estou dizendo que o cidadão não possa exercer a sua fé. Pode sim. Mas que seja com bom senso.

    • Angelo CaLi

      18 de fevereiro de 2012 em 22:30

      PQ vc dá graças a DEUS,se vc nao acredita nele?

    • julio bernard es

      17 de janeiro de 2011 em 13:54

      Putz!, o motorista cantava?!?!?, isso realmente deve ter sido um incômodo!!!! rsrsrs
      Queria ter visto.rsrs

    • Dayane Damasceno

      16 de janeiro de 2011 em 12:44

      Olha, tudo bem que cantar louvando bem alto incomodando os outros é muito chato, tanto para vc que é ateu, como para pessoas crentes também. Mas, por exemplo minha avó ela geralmente leva um terço, e vai rezando no ônibus, caladinha na dela, rezando na mente. Acho que aí não tem problema, porque ela tá pedindo proteção pra viagem de todos ali, entendes?

      • Silveira Almeida

        16 de janeiro de 2011 em 13:47

        Entendo. É como eu disse anteriormente, Dayane: “Não estou dizendo que o cidadão não possa exercer a sua fé. Pode sim. Mas que seja com bom senso.” E, pelo que você disse, ela não perturba ninguém. Sem problema. Além disso, tenho muito respeito pelos idosos.

  24. Sidney Prescott

    15 de janeiro de 2011 em 23:22

    falta de educação também, ashausha, eu pegava ônibus pra ir à escola, aí um dia um retardado atrás de mim começou a cantar do nada, cantava música sertaneja, lady gaga, luan santana e justin bieber, ainda bem q qd ele ia começar a cantar bruno e marrone eu já ia descer ‘-‘ passar 20 minutos (esse é o tempo que leva da minha casa até o colégio) ouvindo um imbecil querendo chamar atenção é uó.

  25. Sidney Prescott

    15 de janeiro de 2011 em 23:19

    aff os piores com certeza são os vendedores e a falta de higiene, pqp, uma vez um cara ficou de braços abertos em cima de mim, aquele sovaco horrivel, peludo e suado, e eu querendo vomitar lá G_G pra completar ainda tava lotado e empurravam ele pra quase cair em cima de mim :X 

    • Ramon Silva Silva

      12 de abril de 2013 em 02:52

      engraçado o teu comentario não pode resistir

  26. Santista

    15 de janeiro de 2011 em 23:12

    Faltou colocar aí atrasos. Eu já fiquei 1h esperando ônibus em Osasco. E os atrasos programados do metrô de São Paulo, especialmente a noite, próximo da hora de fechar, que ele fica até 5 minutos parado numa estação. Quantas vezes eu saio da USP correndo depois da aula pra pegar o ônibus pra Santos e o perco por causa dessa operação tartaruga.

    • Wadson Rafael

      16 de janeiro de 2011 em 13:21

      Realmente, faltaram os atrasos. Eu que moro no interior e minha cidade nao passa de 100 mil hbts, a situação dos ônibus é lamentável, quebram toda hora, dae voce tem que descer e continuar a pé, ou voce está esperando no ponto e ele passa 40 min ou 1h depois.

43 Comentários
mais Posts
Topo