Minilua

Quem diria? Gandhi era racista

Mahatma Gandhi com certeza foi o maior pacifista que o mundo já conheceu, mas hoje não vamos falar do importante papel que teve durante a independência de Índia, mas sim de algo que nem muitos conhecem que é justamente o seu lado racista. As informações a seguir foram retiradas de jornais e livros internacionais e nacionais, sendo um deles o livro “Guia Politicamente Incorreto da História do Mundo”.

Gandhi passou cerca de 20 anos na África do Sul e, durante esse tempo, ele se referia  aos nativos – sendo a maioria de  etnia negra – como não sendo melhores do que os intocáveis da sociedade indiana, ou seja, com a parte da população que era responsável por cuidar daquilo que era desprezado por todo o povo indiano, como o lixo e o esgoto.

Difícil de acreditar, mas em um discurso que Gandhi fez em 1896 ele diz que os negros que viviam em seu “estado natural”, tinham como ocupação caçar e conseguir o maior número de gado para poder comprar sua esposa e, em seguida, passar a ter uma vida cheia de insensibilidade enquanto estavam sempre nus.

Em outro momento, ele também disse estar em uma prisão, alegando que os indianos estavam acima dos nativos que eram sujos e viviam como animais.

Mas o passado negro de Gandhi não para por aí: apesar de ele ser adepto do celibato, entretanto, era comum que ele tivesse algumas ejaculações involuntárias, coisa que o irritava, por isso, ele queria se livrar disso e passou a dormir completamente nu e com diversas mulheres núbias e inclusive com sua sobrinha-neta.

Como se já não bastasse, a única relação normal que Gandhi poderia ter tido foi com o alemão Hermann Kallenbach – nada contra um relacionamento homossexual, longe disso – entretanto, publicamente, Gandhi era muito pouco tolerante para com a homossexualidade, tanto que tentou limpar os templos hindus da arte homoerótica.

Sem dúvida, Gandhi fez uma enorme colaboração para com o povo indiano, entretanto, seu passado revele que ele não é aquela pessoa santa que todos pensávamos ser.

Me adicione no Facebook: Nandy Martins

E faça parte de nosso grupo: http://www.facebook.com/groups/188760724584263/