Minilua

Quem te ama mais: o seu gato ou o seu cachorro?

A fama de que o cachorro é o melhor amigo do homem e de que os gatos são ranzinzas já é velha, mas parece que a ciência finalmente conseguiu resolver esse impasse: cachorros amam mais os seus donos do que os gatos. Esta afirmação é baseada em uma pesquisa inédita realizada pelo neuroeconomista Dr. Paul Zak como parte de uma nova série na BBC, “Cats vs Dogs”. A pesquisa teve como base os níveis de oxitocina que cada animal produz após brincar com seus donos e os cachorros produziram níveis bem mais elevados de oxitocina do que os gatos.

A oxitocina é um hormônio produzido no hipotálamo, que é conhecido como o “hormônio do amor”, pois costuma ser liberado quando estamos perto de pessoas que amamos. Quando este hormônio é liberado, o nível de estresse no organismo diminui. A oxitocina também está bastante ligada à sensação de prazer e de bem estar físico e emocional e à sensação de segurança e de fidelidade.

O experimento envolveu 20 pares de humanos com seus animais de estimação: 10 cães e 10 gatos ao lado de seus proprietários. Uma vez que a oxitocina tem sido fortemente implicada na questão da ligação, e os gatos são geralmente mais independente do que os cães, Zak queria descobrir se seus níveis diferiram nestes animais após interações com os seres humanos.

O pesquisador coletou amostras das salivas dos animais antes e depois das sessões de brincadeira para medir os níveis do hormônio no organismo do animal e identificar a taxa de variação da oxitocina.

Em média, nos cães foram encontrados quase cinco vezes mais oxitocina do que nos gatos após brincarem com seus companheiros humanos. Nos cães o aumento foi de 57,2% do hormônio no organismo, enquanto que nos gatos o aumento foi de apenas 12%. Além disso, apenas metade dos gatos realmente demonstraram níveis elevados de oxitocina.

Porém, toda essa oxitocina não significa que os cães nos amam 5 vezes mais do que os gatos.

Em geral, os gatos são mais solitários do que os cães que são animais altamente sociais. A oxitocina nos mostra a facilidade de ligação social que cães possuem. Por outro lado, estudos têm sugerido que os gatos não formam ligações seguras com seus proprietários, enquanto que os cães dependem de seres humanos para a segurança e a oxitocina também esta ligada a relação de segurança.

É claro que existem limitações óbvias no estudo e nas conclusões. Como o pesquisador apontou, a pesquisa foi conduzida em um ambiente de laboratório. Gatos são conhecidos por serem altamente territoriais e gostarem muito do seu lar, por isso, é possível que a troca de ambiente e o desconforto tenha influenciado nos níveis de hormônios do amor que foram produzidos.