E se a Primeira Guerra Mundial não tivesse acontecido?

002

Uma guerra sempre traz avanços tecnológicos, afinal, para haver guerra, precisa-se de preparo e tecnologia extremamente avançada, bem como diz Renato Russo em A canção do senhor da guerra:

Uma guerra sempre avança
A tecnologia
Mesmo sendo guerra santa
Quente, morna ou fria
Pra que exportar comida?
Se as armas dão mais lucros
Na exportação…

Mas como seria a nossa vida hoje em dia, se a I Guerra Mundial nunca tivesse ocorrido?

Certamente, a II Guerra Mundial também não teria acontecido (nem teríamos micro ondas – decorrência da II Guerra), já que a Primeira Guerra abriu caminho para a ascensão de Hitler, pelo fato de a Alemanha ter ficado na miséria com esse evento. O homem pisaria na lua somente no século XXI: sem investimento, sem tecnologias, sem tecnologia bélica para desenvolver foguetes mais tarde, como o V-2 do Exército alemão, criado por volta de 1946.

Hoje em dia, haveria muito mais pessoas no mundo, e consequentemente, muitos simpatizantes da extrema direita conservadora, resultando em alto número de racistas e menor número de imigrantes na Europa e no restante do mundo. Comeríamos alimentos frescos e sem agrotóxicos, porém, em menor quantidade, pois com a indústria avançando lentamente, o setor alimentício levaria mais tempo ainda para ser industrializado.

Não existiria funk carioca! Artistas continuariam morando na Europa, mantendo sua cultura e os EUA não influenciariam diretamente nosso gosto musical. Apreciaríamos muito mais o estilo erudito do que o pop e seríamos mais acostumados a frequentar concertos.

000

Mulheres sequer ouviriam falar em absorventes íntimos e também seriam donas de casa, pois só conquistaram o mercado de trabalho quando os homens estavam nos fronts de batalha. No auge da Primeira Guerra, era comercializado o Cellucotton, que era composto da polpa de celulose da madeira que absorvia líquidos com mais precisão que o algodão e seu custo era muito mais barato. Em 1917, a empresa Kimberly-Clark começou a comercializar a “bucha” como preenchimento de curativos cirúrgicos e as enfermeiras da Cruz Vermelha tiveram a ideia de utilizar como absorventes íntimos. 001

Os pilotos não se comunicariam e suas calças levariam muito mais tempo para serem fechadas (ou abertas) o tão conhecido zíper foi uma forma fácil de prender as calças dos combatentes, que deslizava e prendia as roupas, sem a perda de tempo de ter que fechar seus uniformes com  fivelas ou colchetes um a um, se atrapalhariam menos ao falar nos rádios sem fio, desenvolvidos especialmente para os pilotos, que antes se comunicavam através de gritos, expressões faciais e gestos.

Apesar do sofrimento ocasionado pelas guerras, a humanidade precisou inventar e se reinventar, desenvolvendo soluções e produtos que futuramente beneficiaram e trouxeram inúmeras possibilidades para as gerações futuras.

  1. Jonathan Teles

    3 de fevereiro de 2015 em 02:27

    autor do texto tem uma visão equivocada da história…

    • Jonathan Teles

      3 de fevereiro de 2015 em 02:27

      além de não entender nada de história,diria ter um entendimento infantil sobre certos assuntos,melhor estudar mais!

  2. Dark Angel

    2 de fevereiro de 2015 em 16:18

    As guerras influenciaram sim as tecnologias, mas o ser humano, do jeito que é, iria guerrear em algum momento e as tecnologias seriam necessárias. Lembrando tambem que algumas invenções não foram feitas pra guerra mas foram usadas/aperfeiçoadas para tal. Talvez demoraria os pra evoluir como hoje, mas talvez tivéssemos evoluído pra outra vertente. São perguntas sem respostas.

  3. Leticia Moura

    2 de fevereiro de 2015 em 03:38

    Sobre a parte de musica, nada a ver. Nem todos ouviriam a musica erudita, vc esta esquecendo da arte popular (diferente da pop). A popular sao os cantos, cantigas, sambas, maracatu, percussão, entre outros.

  4. Edson Nunes de Oliveira

    31 de janeiro de 2015 em 13:05

    Opa, só pelo Funk já teria valido a pena!!!

  5. Luiz Henrique Romanhol Ferreira

    30 de janeiro de 2015 em 13:56

  6. Gabriel Frigini

    29 de janeiro de 2015 em 17:57

    Mandou bem Adriano! show

  7. Gabriele Gomes

    29 de janeiro de 2015 em 14:44

    A guerra pode ser ruim pelo fato da violência, mas não dá pra negar os avanços tecnológicos que elas proporcionam.

  8. Wesley Ricce

    29 de janeiro de 2015 em 10:19

    Fiquei meio desapontado, pois achei que seriam enumeradas diversas coisas dos quais não teríamos aqui hoje, não que as que foram inventadas não tenha seu valor, mas esperarei mais kkkkk

  9. Igor Zach

    29 de janeiro de 2015 em 09:39

    Não existiria papel higiênico pra limpar o ânus, não teria Tv e essa falsidade maravilhosa nós programas qe passam, não teria funk para encher meu saco ✌

  10. Blue

    29 de janeiro de 2015 em 01:41

    É melhor assim, não precisa acontecer uma terceira, do jeito que o mundo está hoje, seria horrível. Sem todas as nossas guerras, nós não seríamos tão avançados, durante toda nossa história nós lutamos, e melhoramos para lutar contra oponentes mais fortes, esses oponentes mais fortes somos nós mesmos, claro que paz seria melhor, mas pense em tudo que fizemos, muitas pessoas morreram e sofreram, tudo isso fez a humanidade ser o que é hoje, mesmo se a primeira guerra nunca tivesse acontecido, ela aconteceria um dia, as pessoas tem ideias diferentes, objetivos diferentes, guerras são inevitáveis entre guerreiros, são horríveis, causam morte e sofrimento, mas são necessárias.

  11. Greg

    28 de janeiro de 2015 em 23:10

    POst maneiro… muitas coisas foram úteis ( mas preferiria que nao tivesse guerra) mas olha se nao tivesse funk seria a melhor coisa do mundo mesmo…
    é uma pena essa guerra ter a contecido

  12. Karamelo

    28 de janeiro de 2015 em 22:02

    “Não existiria funk carioca! Artistas continuariam morando na Europa, mantendo sua cultura e os EUA não influenciariam diretamente nosso gosto musical. Apreciaríamos muito mais o estilo erudito do que o pop e seríamos mais acostumados a frequentar concertos.”

    Isso é relativo, não da pra dizer que o mundo seria um lugar “culto” só porque os Yankees não seriam donos do mundo. São mais de 100 anos de mudanças que ninguem conseguiria prever, e muito menos a influencia dela na sociedade atual. Pode ser que o funk não existisse, mas a chance do mesmo acontecer com o rock é praticamente a mesma.

  13. Gabriel Luiz

    28 de janeiro de 2015 em 21:40

    Se tivesse até uma 5° guerra mundial talvez hoje estariamos em carros voadores *———–*

    • Su Li Hang

      29 de janeiro de 2015 em 01:16

      Einstein falou: “Não sei como será a Terceira Guerra, mas sei como será a Quarta: com paus e pedras”

      • Renata Alves

        29 de janeiro de 2015 em 21:52

        e vc acredita no einstein, einstein foi um grande mentiroso.

    • DCemblemático

      28 de janeiro de 2015 em 21:56

      Ou talvez hoje nós nem estaríamos vivos he-he-he

      • Gabriel Luiz

        30 de janeiro de 2015 em 00:50

        Acho bem difícil,até porque hoje em dia existe o Mr Catra, “A cada 1 minuto,4 filhos dele”.

  14. Caciano Genz

    28 de janeiro de 2015 em 21:31

    legal mas acho que o mundo evoluiria mais as suas tecnologias do que foi dito..
    a 1ª guerra aconteceu por causa da morte de um governante, caso ela não tivesse surgido, seria como uma guerra fria antes da 1ª guerra
    E como se evita uma guerra mundial?
    essa questão é difícil, já que não chegou a ocorrer uma 3ª, porque todos sabiam o resultado de 2 guerras mundiais, então como fazer um ser humano evitar uma catástrofe se ele não conhece os perigos de uma?

  15. Little Uchiha™

    28 de janeiro de 2015 em 21:22

    Anita é o q há, xora haters!!111

  16. chapolim do mal

    28 de janeiro de 2015 em 20:59

    Nós não estaríamos aqui no site e em site nenhum porque não existiria internet, nenhuma rede sem fio, smartphones nem pensar, microondas, computadores, seringas e muitas outras coisas. Eu não sou a favor de guerras mas vamos ser francos, sem elas nós viveríamos até os 50 anos no máximo e muito mal por sinal, seríamos dizimados por doenças então antes de criticar tanto a guerra pense o que ela fez por nós.

    • Dahmer

      28 de janeiro de 2015 em 21:43

      Não é bem assim que funciona, só porquê as guerras não aconteceriam não quer dizer que esses materiais não seriam inventando, uma hora ou outra o ser humano inventaria tais coisas, na verdade, como o mundo seria pacífico, teria mais chance da tecnologia ser mais avançada ainda, e as distribuições de riquezas nos países seria diferente da distribuição atual. Guerra não traz nenhuma vantagem nem benefícios, só morte e destruição desnecessárias.

      • chapolim do mal

        28 de janeiro de 2015 em 22:48

        Infelizmente a história não é feita de ” se” e sim da certeza ou da prova total, só sabemos alguma coisa se ela realmente acontecer senão é apenas balela. Sobre a distribuição de renda só tem um pequeno porém, a Alemanha foi destruída e perdeu a guerra e teve que pagar uma multa enorme e é um dos países mais desenvolvidos e só não é mais porque a URSS a invadiu e a dividiu.

      • Karamelo

        28 de janeiro de 2015 em 21:48

        Sua linha de pensamento é bastante simplória. Como foi dito no texto, por causa da guerra, certos equipamentos foram desenvolvidos para que agilizasse o combate, como o exemplo do zipper.

        • Dahmer

          28 de janeiro de 2015 em 21:56

          Eu me referi ao comentário dele, não ao post.

          • Karamelo

            28 de janeiro de 2015 em 22:42

            ah, desculpe.

    • Caciano Genz

      28 de janeiro de 2015 em 21:35

      maquinas computadoras já existiam antes da 1ª guerra, a guerra só foi um empurrãozinho pra ter um objetivo e tornar algo ambicioso…
      eu ainda quero fazer o robo que joga xadrez analogicamente! conseguem fazer computadores tão facilmente, mas poucos no mundo conseguiram fazer um robo analógico!

  17. Anderson Alves

    28 de janeiro de 2015 em 20:42

    Estava ficando triste até ler “Não existiria funk carioca!”

  18. André Silva

    28 de janeiro de 2015 em 20:34

    Eu já estava pensando que a guerra até que foi uma boa pra sociedade atual, até que li que não existiria funk carioca e mudei de ideia.

    • Little Uchiha™

      28 de janeiro de 2015 em 22:26

      Então vc está dizendo q gosta de requebrar até o chão?

      • chapolim do mal

        28 de janeiro de 2015 em 22:49

        Saudade interpretação de texto.

        • Little Uchiha™

          28 de janeiro de 2015 em 23:00

          pió, eu li como se sem guerra fosse bom pra sociedade atual, vou ali me flagelar, já volto,

    • DCemblemático

      28 de janeiro de 2015 em 20:41

      Funk carioca não ia existir, mas ainda ia existir o Funk ostentação huehuehuehue he-he-he

      • chapolim do mal

        28 de janeiro de 2015 em 21:00

        Não, porque seríamos pobres camponeses vivendo nos interiores.

        • DCemblemático

          28 de janeiro de 2015 em 21:18

          UE ostenta quem tiver mais cabeça de gado he-he-he

  19. Miles Prower

    28 de janeiro de 2015 em 20:26

    Vi essa mesma matéria na revista Mundo Estranho já faz um bom tempo.

  20. ErlyJy

    28 de janeiro de 2015 em 20:17

    Sem o ‘Funk hue BR’ seria ótimo.

    • Luiz Henrique Romanhol Ferreira

      30 de janeiro de 2015 em 13:49

      Correção:Sem qualquer tipo de funk seria ótimo

    • Jeff Dantas

      28 de janeiro de 2015 em 22:22

      E sem o axé, tb…:)

  21. Doge

    28 de janeiro de 2015 em 19:57

    Bom, não tem como ter certeza que não teriamos essas coisas, sempre há a chance de alguém descobrir depois.

  22. DCemblemático

    28 de janeiro de 2015 em 19:42

    “Não existiria funk carioca!” pelo menos uma coisa boa né :v he-he-he

    • Jeff Dantas

      28 de janeiro de 2015 em 22:22

      Hahahaha nem me fale, uma das piores coisas inventadas! ^^

    • FunkyMiniluaCat

      28 de janeiro de 2015 em 20:29

      eles iriam inventar… neguim ta desocupado cantado uma musica erudita quando descobre pá digdin digdin digdin….-ae muleke esse som é bom, agora coloca umas mulheres e uns carros importados…

43 Comentários
Topo