Minilua

Seitas mais estranhas da história: O Corpo de Cristo #7

De volta com a série “Seitas mais estranhas da história”, vamos falar de uma organização que mesmo sem atrair a atenção mundial, conseguiu seus 15 minutos de fama por causa de duas ações realizadas por membros da seita.

O Corpo de Cristo em diversas religiões possui relação direta com a hóstia sagrada, por isso é tratada com enorme respeito. Aproveitando disso, um pequeno grupo de pessoas decidiu se reunir para difundir seus ideais. Baseada em “revelação direta”, a seita não se apoiava na bíblia para guiar-se em um caminho.

Por ser um grupo pequeno de pessoas, a seita “O Corpo de Cristo” raramente era notada pela mídia, até que dois acontecimentos mudaram a rotina da organização. No primeiro caso, Samuel Robidoux, um bebê de apenas dez meses de idade, morreu de subnutrição. O motivo? Sua mãe não o alimentava aguardando um sinal de Deus para enfim dar comida ao filho.

No segundo caso, Rebecca Corneau, deixou seu filho, Jeremiah, morrer após o seu nascimento. O motivo? Aguardando um sinal, ela não cuidou do recém-nascido, o que levou ao óbito da criança.

Após esses dois casos, a seita ficou bastante conhecida e ganhou as manchetes, inclusive ocasionando na prisão de Rebecca Corneau. Diante de tanta pressão, um dos membros mais antigos do “Corpo de Cristo” acabou abandonando a seita após dez anos seguindo-a. Para finalizar, ele ainda entregou um diário a polícia que descrevia detalhadamente, tudo o que aconteceu com as crianças falecidas.

Atualmente, a seita está extinta, visto que nenhum registro ou atividade foi encontrado nos últimos anos.

Gostou do artigo? Clique em Curtir!