Seres da mitologia que realmente existiram: Scylla e Caribdis #6

Dando continuidade a série “Seres da mitologia que realmente existiram”, hoje analiso a existência de duas criaturas, Scylla e Caribdis. Para ser sincero, essa série trata de figuras que possuem provas de que estiveram na terra, mas no caso desses dois monstros marinhos, embora ajam achados e algumas coincidências, eu tenho minhas dúvidas.

Segundos os escritos do historiador Homero, Caribdis era inicialmente uma ninfa, filha de Ponto, que tinha a responsabilidade de proteger os limites territoriais no mar, e de Gaia.

s_c

Dona de um apetite extremamente voraz, a ninfa exigia que os viajantes lhe dessem comida e bebida. Sua caverna era cercada de ossos de animais que ela conseguia atacar e devorar.

Certa vez, Héracles passou perto de Messina, levando os bois de Gerião, Caribdis acabou roubando os animais e os devorou. O herói tentou recuperar seu gado, mas foi prontamente atacado pela ninfa, no entanto a devoradora não espera que Zeus lhe atingiria com um raio.

O impacto foi tão grande que Caribdis foi atirada para as profundezas do mar, muito ferida, a ninfa nadou até uma caverna submarina para recuperar-se. Com o passar dos tempos, ela acabou se transformando em uma terrível criatura.

A lenda conta que Caribdis é um monstro extremamente assustador que possui a forma de um réptil gigante e escamoso. Capaz de nadar velozmente em círculos, a criatura acaba por criar maremotos e redemoinhos que engolem as embarcações para as profundezas do oceano.

Sobre Scylla, ela era uma ninfa de beleza única, no entanto no lugar de suas pernas, haviam tentáculos que nunca param de crescer e que em suas terminações contém uma cabeça de cachorro que rosna e uiva a todo o momento.

Assim que uma embarcação se aproximava, as cabeças de cão alertavam Scylla, a fim de que a criatura fosse averiguar o que estava havendo.

Na tradição mitológica grega, Caribdis é normalmente relacionada a Scylla, outro monstro marinho tenebroso. As duas habitavam os lados opostos do estreito de Messina, que separa a Itália da Sicília, e personificavam os perigos da navegação perto de rochas e redemoinhos. O próprio nome Sicília deriva de Scylla.




História real x mitologia

O que se sabe é que Scylla e Caribdis habitavam os dois lados do estreito de Messina, que separa a Itália da Sicília. Esse local realmente existe e algumas coincidências e curiosidades aguçam a reflexão sobre a real existência dessas duas criaturas.

scylla e caribdis

No estreito de Messina, de um lado existem redemoinhos extremamente perigosos, os mesmos criados por Caribdis para engolir as navegações. Na outra parte do estreito, há uma cadeia de rochedos pontiagudos que muito se parecem com as várias cabeças de Scylla.

Alguns estudiosos acreditam que essas duas criaturas podem sim ter habitado esse local. Em um mundo, onde se descobre uma novidade por dia, seria normal saber que Scylla e Caribdis realmente existiram.

Se você gostou do artigo, clique em curtir!

  1. Lucas Alves

    5 de junho de 2015 em 22:54

    Vamos pensar. Se você,Cibele Veiga,não soubesse que dinossauros existiram e ninguém tivesse dados que comprovassem a existência desses animais e alguém chegasse e dissesse que repteis que dominaram o mundo alguns eram gigantescos,outros voavam,outros eram gigantes comedores de carne com dentes que esmagariam um carro e outros que eram como tartarugas pescoçudas gigantes sem carapaça que não gostavam de tubarões que foram extintos sem deixar muitos rastros você não duvidaria da existencia deles?

  2. Jeremias Kangasmäki

    26 de janeiro de 2015 em 20:41

    Tem uma musica chamada torn between scylla and charybdis

  3. Rob Lucci

    25 de dezembro de 2014 em 00:45

    Cara, eu realmente gosto dessa matéria do Minilua, mas acho que passou do limite dessa vez. A do Hobbit, até vai né, mas uma pessoa realmente acreditar que esses monstros existiram só por coincidências geográficas é exagerado demais. Claro, ele disse no começo do texto que tinha as dúvidas e tudo mais, só que colocar ele nessa matéria de “Seres que REALMENTE existiram” foi um equívoco. Só uma crítica, claro, não desmereço essa série e espero continuem com ela 😀

    • Gabriel Frigini

      25 de dezembro de 2014 em 18:29

      Ela irá continuar =), o negócio é colocar uma interrogação na cabeça das pessoas, rsrs

  4. Daniel Champoski

    24 de dezembro de 2014 em 11:04

    E porque não pode ter existido? poderia ser um “monstro” de uma cabeça, e o medo assustava os marinheiros (“Na outra parte do estreito, há uma cadeia de rochedos pontiagudos que muito se parecem com as várias cabeças de Scylla.”). A Humanidade não conhece tão pouco das criaturas marinhas atuais, piorou das mais antigas.

    • Blue

      24 de dezembro de 2014 em 14:47

      Por isso que eu não gosto muito de nadar, vai saber quando um kraken vai puxar meu pé.

    • Gabriel Frigini

      24 de dezembro de 2014 em 11:10

      Você disse coisas coerentes, Daniel

  5. Blue

    23 de dezembro de 2014 em 21:46

    Se existiram, é melhor fazer uns testes na Grécia, porque pelo menos 80% dos descendentes de gregos antigos são descendentes de semideuses.

    • Wayne Griffin

      23 de dezembro de 2014 em 22:19

      E 90% do semideuses são filhos de Zreus.

      • Wayne Griffin

        23 de dezembro de 2014 em 22:19

        *Zeus

        • Gabriel Frigini

          24 de dezembro de 2014 em 11:10

          rarara

  6. SnesTalgia

    23 de dezembro de 2014 em 19:22

    acho muito bacana essas histórias da mitologia =D

    • Jeff Dantas

      23 de dezembro de 2014 em 21:52

      Hey.. vc tem um site sobre a Nintendo? Parece interessante… 🙂

      • Gabriel Frigini

        24 de dezembro de 2014 em 11:10

        Bommm

      • SnesTalgia

        24 de dezembro de 2014 em 10:42

        Sim sim amigo, um blog e um canal =D depois da uma passada lá se curtir Nintendo e o grandioso Snes =D

    • Gabriel Frigini

      23 de dezembro de 2014 em 20:52

      eu também.

  7. Cibele Veiga

    23 de dezembro de 2014 em 18:44

    Que estudiosos acreditam que esses monstros existiram? quais são as fontes? Muita pretensão confirmar que esses monstros existiram. Os povos antigos inventavam lendas para explicar o que não entendiam. Provavelmente inventaram esses 2 monstros marinhos para explicar o porque que as embarcações sofriam naufrágios nessas regiões, como também tentar explicar como se formam redemoinhos.

    • Leonardo Torres

      25 de dezembro de 2014 em 01:29

      “mas no caso desses dois monstros marinhos, embora ajam achados e algumas coincidências, eu tenho minhas dúvidas.”
      Ler o post inteiro é bom.

      • Hudison Acunha Da Silva

        25 de dezembro de 2014 em 13:40

        “Seres da Mitologia que realmente existiram” é o nome de uma das séries do minilua, e é a que se encaixa o artigo…
        Esses entendedores anônimos e intelectuais modinhas de internet são foda. Nem deve conhecer o site direito e fica falando merda.
        Mimimi “argumentação fraca”. Vai pagar de intelectual em outro lugal. aff

    • Gabriel Frigini

      23 de dezembro de 2014 em 20:51

      são muitas dúvidas.

    • Cold

      23 de dezembro de 2014 em 19:41

      O artigo não confirma a existência dos monstros. O próprio autor no começo do texto diz: “embora ajam achados e algumas coincidências, eu tenho minhas dúvidas.”

      • Gabriel Frigini

        23 de dezembro de 2014 em 20:52

        exatamente Cold

      • Ci

        23 de dezembro de 2014 em 20:46

        O autor se contradiz. No titulo está escrito “SERES DA MITOLOGIA QUE REALMENTE EXISTIRAM” e no final ele afirma que alguns estudiosos acreditam que esses monstros existiram, mas não aponta quem são eles. Foram apenas alguns motivos da minha indignação. O artigo apresenta argumentação fraca para apresentar a possibilidade absurda de que esses monstros existiram.

        • Gabriel Frigini

          23 de dezembro de 2014 em 20:49

          Escrevo em cima do que encontro, fui sincero no início do artigo.

          • Teemo, O Explorador Veloz.

            30 de dezembro de 2014 em 12:02

            o post foi otimo, más so acho que deveria mudar o titulo para pararem de implicar com isso, por exemplo: Seres da Mitologia que podem ter existido

  8. Kuro Ryu

    23 de dezembro de 2014 em 18:27

    Bem… se os dinossauros são reais, por que não esses e outros monstros não poderiam também ?

30 Comentários
mais Posts
Topo