Seres da mitologia que realmente existiram: Torre de Babel #2

Em mais um capítulo da série “Seres da mitologia que realmente existiram”, veremos um monumento que possui história para horas e horas de discussão. Embora não seja propriamente um ser, a Torre de Babel é muito importante e marcante na história da humanidade.

Torre-de-Babel

Descrita no livro de Gênesis como sendo paradigmática e fruto da diversidade das línguas humanas, a Torre de Babel é um dos monumentos que mais reúne dúvidas em sua construção.

Considerada um marco da história da humanidade, a Torre de Babel é a responsável por essa “confusão” que vivemos atualmente. Digo isso não pelo fato de o mundo estar entregue a violência e ambição, mas sim devido a diferença das línguas faladas pelos mais diversos povos.




História

A estimativa é de que a Torre de Babel começou a ser construída por volta do ano 2.240 a.C., ou seja, cerca de 130 anos após o Dilúvio. Portanto, a torre é mais antiga que a Grande Pirâmide do Egito (2170 a.C.), que Abraão (nasceu em 1976 a.C.) e também da fundação do reino de Babilônia (por volta de 1.894 a.C.).

Nos direcionando pelo ano aproximado da criação de Adão, fato esse que aconteceu em 4.000 a.C., a Torre de Babel é o monumento mais antigo e também de maior importância de toda a história.

Sua importância é tão grande que a mesma foi citada na Bíblia Sagrada e implica na difusão das línguas.




Ligação de Noé com a Torre de Babel

Construída pelos descendentes de Noé, a Torre de Babel surgiu em um tempo onde havia poucas pessoas em toda a terra. Essa população reduzida vivia reunida em um só local e consequentemente falava a mesma língua. Estudos afirmam que a língua era a mesma falada por Noé e Adão.

Com o objetivo de construir uma torre que chegasse até o céu, o povo, liderado por Nemrod (bisneto de Noé), iniciou a construção da Torre de Babel. Segundo estudos históricos e geográficos, o monumento foi erguido ao sul da Mesopotâmia, ou seja, onde atualmente está localizado o Iraque.

A construção seguia bem, mas o orgulho e a ambição dos homens fez com que Deus acabasse por causar uma “confusão” entre eles. Com isso, o povo, que antes falava apenas uma língua, agora encontrava-se totalmente perdido, visto que ninguém conseguia entender ninguém.

Diante dessa dificuldade, os homens seguiram seus respectivos rumos, o que acabou interrompendo a construção da Torre de Babel.

Fora da Bíblia, a prova mais concreta de que a Torre de Babel realmente existiu foi escrita por Nabucodonosor II, rei da Babilônia, em 570 a.C.. Em uma placa babilônica, o líder escreveu as seguintes palavras:

“Um antigo rei construiu o Templo das Sete Luzes da Terra, mas ele não completou a sua cabeça. Desde um tempo remoto, as pessoas tinham-no abandonado, sem poderem expressar as suas palavras. Desde aquele tempo, terremotos e relâmpagos tinham dispersado o seu barro secado pelo sol; os tijolos da cobertura tinham-se rachado, e a terra do interior tinha sido dispersada em montes”.

Esse achado é responsável por retratar como estava a Torre de Babel naquela época da história. Além disso, Nabucodonosor também revela que foi ele o responsável por recolher os últimos elementos aproveitáveis da Torre, a fim de construir uma nova.

06_big

Com esses elementos da Torre de Babel original, Nabucodonosor II, construiu uma nova Torre, esse monumento ficou conhecido como Etemenanki ou Marduk e foi construído na cidade de Babilônia. Na construção foram usados os escravos judeus.

Essa nova Torre de Babel contava com 91 metros de altura e sete andares. Heródoto, historiador grego, produziu uma descrição do monumento em 440 a.C.. Em seu artigo, o estudioso descreve as seguintes características: “No meio do recinto estava uma torre de alvenaria sólida, de 201 m de comprimento e de largura, sobre a qual estava erguida uma segunda torre, e nessa uma terceira, e assim até oito”.

Com o tempo, a segunda Torre de Babel também acabou ruindo, no entanto, o rei Alexandre Magno, conquistador vindo da Macedônia, ordenou que os restos do monumento fossem recolhidos, para que uma nova Torre fosse construída.




Alexandre "O Grande", tenta reconstruir a Torre de Babel

Infelizmente, o sonho de Alexandre não foi consolidado, uma vez que o rei morreu antes do inicio da construção. Com isso, os últimos elementos da Torre de Babel original foram perdidos.

Para finalizar o nosso artigo, segue uma frase que simboliza bem o que podemos dizer atualmente sobre a Torre de Babel: “Desta maneira, da Torre de Babel originária não sobraram nem os restos dos restos”.

  1. Bruna Liro

    23 de agosto de 2015 em 14:22

    Um resumo da história: muitas pessoas tentaram fazer a bagaça da torre de Babel e ninguém conseguiu por algum motivo, fim \o/

  2. Valtrer

    12 de novembro de 2014 em 22:08

    De acordo com Josefo a Torre de Babel significaria uma ameaça de vingança que o Rei Nimrod fez a Deus se ele inundasse a Terra de novo.
    ”Pouco a pouco, transformou o estado de coisas numa tirania, sustentando que a única maneira de afastar os homens do temor a Deus era fazê-los continuamente dependentes do seu próprio poder. Ele ameaçou vingar-se de Deus, se Este quisesse novamente inundar a terra; porque construiria uma torre mais alta do que poderia ser atingida pela água e vingaria a destruição dos seus antepassados. O povo estava ansioso de seguir este conselho, achando ser escravidão submeter-se a Deus; de modo que empreenderam construir a torre […] e ela subiu com rapidez além de todas as expectativas.”
    Além disso ele tem uma certa relação com o Rei semilendário Gilgamesh….

    • Valtrer

      12 de novembro de 2014 em 22:11

      Semelhança **

  3. VanDrak SubZero

    6 de novembro de 2014 em 15:29

    Já tinha lido bastante coisa sobre a torre de babel.
    Só não sabia da 2ª que foi construída e da quase 3ª. XD
    Seria interessante se encontrassem os pedaços da torre que foram resgatados por Alexandre. :p

  4. Markus Javarini

    1 de novembro de 2014 em 10:02

    A torre de Babel é um ser mitológico?

  5. Spelito

    1 de novembro de 2014 em 04:30

    KKK, finalmente depois de bastante tempo o Minilua me fez ir numa aventura cibernética no reino dos digiescolhidos(LOL) para entender mais sobre um assunto. Levantar a curiosidade é muito mais importante do que levantar o ódio e aversão à crenças nos comentários. Parabéns ao post!

  6. Peter Christian

    31 de outubro de 2014 em 19:40

    eu gostaria de saber a bibliografia do texto acima, pois a Wikipédia relata não haver textos babilônicos sobre o assunto, porém a dita enciclopédia não é de todo confiável.

  7. Thanatos

    31 de outubro de 2014 em 13:58

    Lembrei de the 3rd birthday.

  8. P Pierrot

    31 de outubro de 2014 em 10:55

    Uma postagem muito interessante e me surpreendeu aliás ver isso no minilua, sem querer incitar treta, que em sua maioria trata de desmistificar mitologias.

    • Blue

      31 de outubro de 2014 em 19:58

      Isso geralmente acontece nos posts do Diego.

  9. Ricardo

    30 de outubro de 2014 em 23:56

    Não sei por que mas acabei me lembrando disso
    [img]http://upload.wikimedia.org/wikipedia/pt/archive/6/6f/20111205125332!Novela_Torre_de_Babel.JPG[/img]

    • DCemblemático

      31 de outubro de 2014 em 05:10

      É eu me lembrei dessa puta história da DC Comics
      [img]http://www.areacomic.com/JLA-Torre_de_Babel_1-00.jpg[/img]
      He-he-he

      • Gray Fox

        31 de outubro de 2014 em 15:54

        Me lembrei dele

        [img]http://www.google.com.br/imgres?imgurl=https%3A%2F%2Fyt3.ggpht.com%2F-GiTuxTDrcZo%2FAAAAAAAAAAI%2FAAAAAAAAAAA%2FRtiI51pCGxg%2Fs900-c-k-no%2Fphoto.jpg&imgrefurl=http%3A%2F%2Fwww.youtube.com%2Fuser%2FTheJailsonMendes100&h=900&w=900&tbnid=LsrrKBojXnOAsM%3A&zoom=1&docid=nxbN9nLdPEkddM&ei=lcxTVIX0LIGngwTlwYHYBg&tbm=isch&ved=0CDUQMygDMAM&iact=rc&uact=3&dur=248&page=1&start=0&ndsp=36[/img]

  10. Tábata Vidiri

    30 de outubro de 2014 em 21:22

    Retratando mitologia como algo real. Que artigo mais bosta!

    • Cold

      31 de outubro de 2014 em 10:23

      Você leu o artigo? Caso tenha lido, deve ter percebido que a torre esteve presente tanto na mitologia como na realidade, e o texto trata de explicar sobre as duas versões. Ótimo artigo.

      • Luiz Borges Santana

        31 de outubro de 2014 em 15:16

        Uma torre estava presente, mas não se pode afirmar que seja a torre de babel. Eu mesmo duvido muito, pois erguer uma torre colossal usando apenas barro e piche sem os conhecimentos de engenharia (ou até com eles mesmos) que conhecemos hoje em dia seria impossivél.

        • Fred Baskerville

          6 de novembro de 2014 em 20:43

          “em os conhecimentos de engenharia que conhecemos hoje em dia seria impossivél.”
          Mds, se mostrarem as Pirâmides do Egito para essa criança e a época em que ela foi construída, ela ficará boba. Se falarem dos Jardins da Babilônia então, aí ela questiona a existência do mundo.

        • Spelito

          1 de novembro de 2014 em 04:25

          Como se grande conhecimento antigo não tivesse se perdido no tempo, né amigo?
          Não é uma afirmação, e sim suposição. Afinal, nem tudo no mundo se tem 100% de certeza, 😉

    • Gabriel Frigini

      30 de outubro de 2014 em 21:39

      Obrigado

      • Terrorista

        30 de outubro de 2014 em 22:22

        dnd

  11. Vinicius de Oliveira

    30 de outubro de 2014 em 21:20

    o minilua e um blog ou site?

    • Ricardo

      31 de outubro de 2014 em 11:30

      É uma escola, afinal aprendo mais aqui do que na escola onde vou estudar

    • Ruth Borges

      31 de outubro de 2014 em 09:46

      É uma praia.

    • Wagner

      31 de outubro de 2014 em 09:02

      Local de compartilhamento de almas.

    • Death

      31 de outubro de 2014 em 08:43

      É um estágio pro INFERNO

    • Adriano Saadeh

      31 de outubro de 2014 em 08:20

    • Marvelunatico

      31 de outubro de 2014 em 06:53

      Um hospício virtual.

    • Tales Viana

      31 de outubro de 2014 em 04:13

      Uma rede de televisão

  12. João Paulo Lopes

    30 de outubro de 2014 em 21:08

    quando vi essa imagem me lembrei do album nheengatu do titãs

  13. James Logan

    30 de outubro de 2014 em 20:53

    E desde quando a torre é um ser ?

    • Gabriel Frigini

      30 de outubro de 2014 em 21:40

      Eu expliquei no início do artigo Logan que não se trata de um ser, mas de um monumento que faz parte de todo o contexto de história antiga e mitologia.

  14. Kratosm4niaco ÷=÷

    30 de outubro de 2014 em 20:53

    Esperava um gigante meio gigante meio torre

    • Gabriel Frigini

      30 de outubro de 2014 em 21:40

      rsrsrs!

  15. Jeff Dantas

    30 de outubro de 2014 em 20:49

    PS: E que ainda gosto… 🙂

  16. Jeff Dantas

    30 de outubro de 2014 em 20:48

    Tai, um dos temas que eu mais gostava de pesquisar: http://static.minilua.org/wp-content/uploads/2014/10/Torre-de-Babel.jpg

    • Gabriel Frigini

      30 de outubro de 2014 em 21:43

      A história é boa mesmo Jeff!

  17. chapolim do mal

    30 de outubro de 2014 em 19:00

    A parte da história eu gosto por ser um grande fã das civilizações antigas mas a explicação sobre como as línguas se originaram é meio vaga, tipo, Deus foi lá e trocou o modo que eles falavam, até o próprio papa disse que Deus não é um mago.

    • Ricardo Wichan

      21 de janeiro de 2016 em 03:22

      Se você escreve um livro, você tem capacidade de mudar sua historia.
      Se você faz uma pintura, você pode alterar seus detalhes.
      Se você cria a humanidade, oque é mudar a lingua da qual falam? e quem é o Papa para falar de Deus? sendo que na Biblia não se coloca a ideia de que deve-se existir um representante de Deus escolhido pelos homens?

    • Gabriel Frigini

      30 de outubro de 2014 em 20:38

      Não se sabe ao certo como tudo aconteceu, por isso eu passei a ideia mais simples possível.

  18. Luciano Lobato

    30 de outubro de 2014 em 18:25

    Foi o tatatatatatata²ravo do Osama Bin Laden quem derrubou a torre de babel

    [img]http://veja.abril.com.br/assets/images/2011/11/56993/Osama-bin-Laden-lider-da-Al-Qaeda-morto-em-maio-size-620.jpg[/img]

    Dai que vem a vontade de derrubar torres tudo herança de sangue

    • Adriano Saadeh

      31 de outubro de 2014 em 08:19

      É de família!
      kkkkkkkkkkkkkkkk

  19. Cacuety Comment

    30 de outubro de 2014 em 18:05

    Para quem jogou The shadow of colossus e ficou curioso com a história, sabe que o jogo tem bastante a ver com a torre de babel ^^

    • Gabriel Frigini

      30 de outubro de 2014 em 20:39

      Meu irmão jogava bastante esse game! Belo jogo!

      • Death

        31 de outubro de 2014 em 08:43

        Sem contar que tem uma trilha sonora impecável!

    • Blue

      30 de outubro de 2014 em 19:38

      Tem uma área secreta no jogo que é uma referência ao Jardim do Éden, Dormin é Nimrod ao contrário, o jogo tem algumas referências bíblicas.

      • Wagner

        30 de outubro de 2014 em 21:59

        Via os vídeos do pessoal subindo no Jardim tudo com barra de stamina baixa e indo pela diagonal e eu nunca conseguia. Daí zanguei e cacei tanto lagarto de rabo branco que depois só precisei ir pela vertical e horizontal .-.

    • Wagner

      30 de outubro de 2014 em 19:29

      Melhor jogo de PS2.

      • Terrorista

        30 de outubro de 2014 em 20:40

        Não exagera.

        • Wagner

          30 de outubro de 2014 em 21:56

          Não tô exagerando.

          • Terrorista

            30 de outubro de 2014 em 22:21

            bah mas tem varios
            god of war, resident evil 4, gta san andreas e etc
            mas ja q tu ta falando

          • Ruth Borges

            31 de outubro de 2014 em 09:45

            Gof of war e gta san andreas, eram os melhores.

          • Wagner

            31 de outubro de 2014 em 09:00

            Bom, daí eu nunca gostei de RE e GTA, então já é difícil eu achar melhor mesmo.
            Para mim, os dois GOW eram os melhores até meu primo me indicar Shadow of the Colossus e eu gostar bastante.

    • Mutley

      30 de outubro de 2014 em 19:14

      Esse jogo me dava dor de cabeça .

    • cara anonimo

      30 de outubro de 2014 em 18:38

      É mesmo, pena que eu nunca tive um Ps2, por isso que não joguei :\

    • Catz Béh

      30 de outubro de 2014 em 18:29

      Nossa, eu acho esse jogo simplesmente incrível. Apesar de não ter nenhum coordenação para jogá-lo.

55 Comentários
mais Posts
Topo