Minilua

As super tecnologias da natureza #1

Há milhares de anos que a humanidade segue em uma evolução tecnológica constante, tentando criar coisas que nos ajudem e melhorem a vida. Só que a mãe natureza também faz a mesma coisa e, nesses bilhões de anos do planeta Terra, ela já conseguiu desenvolver algumas coisas bem interessantes:

Abelhas solares

Durante muitos anos, a mangava-oriental, uma espécie de abelha, foi um grande mistério para a ciência, pois, ao contrário de muitos outros animais, elas ficavam mais agitadas e trabalhavam mais quando o Sol estava quente e brilhando no céu.

Depois de uma análise biológica profunda, os cientistas descobriram algo para lá de interessante. Essas abelhas são capazes de usar energia solar! As listras marrons da mangava-oriental refletem a luz, que é absorvida pelas listras amarelas, sendo processada por diversas outras estruturas, virando uma fonte de energia elétrica.

Sonar

A vespa da madeira é um bicho estranho, que usa larvas de árvores para se procriar, depositando seus ovos dentro delas. Só que para encontrar tais seres, essas vespas tem que “enxergar” dentro da árvore, o que não é muito simples.

Por sorte, elas desenvolveram um sistema complexo que lhes dá uma bela ajuda. Usando as antenas para bater na casca das árvores, esse bicho consegue captar, com os pés, o retorno das vibrações que enviou para dentro da madeira, captando até mesmo detalhes milimétricos, o que lhe permiti encontrar o hospedeiro do seu ovo, mesmo que a larva esteja parada.

Formigas e internet

A internet funciona sobre algumas regras geridas por algo chamado TCP (Transmission Control Protocol). Onde um sistema fica verificando a chegada de sinais que, se forem rápidos, liberam mais espaço para a navegação e caso a coisa seja lenta, menos espaço é liberado. Isso faz com que o tráfego não congestione.

Exatamente a mesma coisa ocorre com as formigas cortadeiras. Dentro do ninho existem algumas formigas que coordenam o serviço. Quando começam a chegar muitas operárias rapidamente, elas enviam mais para trazerem mais comida, mas se a chegada está mais lenta “a banda” de formigas é diminuída, evitando congestionamentos e desperdício de trabalho.

Siga Diego Martins no Google+: gplus/diegomartins

Ou adicione no Facebook: http://www.facebook.com/diegominilua

Faça parte de nosso grupo: http://www.facebook.com/groups/188760724584263/