Os supersoldados espartanos

A cidade-estado de Esparta entrou para a história do mundo por causa de seu poder bélico, capaz de vencer os maiores exércitos do mundo. Mas todo esse poder na guerra não veio sem um enorme sacrifício e um plano de formação de soldados sem igual:




Fábrica de soldados

821-610x360

A mentalidade Espartana era totalmente diferente do que vemos nas sociedades atuais, pois lá a sobrevivência do reino estava acima de qualquer pessoa, sendo que todos deviam fazer sua parte para construir a melhor cidade que pudesse ser feita.

Essa extrema dedicação começava logo no nascimento. Os meninos, assim que saiam do útero de suas mães, eram inspecionados por um comitê, que decidia se aquela criança devia viver ou morrer. Qualquer falha física ou problema aparente no bebê era uma sentença de morte. Os não aptos eram deixados para morrer, os “perfeitos” começavam seu treino. Em uma época onde alimentos, roupas e todo tipo de itens necessários para a sobrevivência eram de obtenção complicada, focar nos mais fortes se tornava uma vantagem enorme.

Para fortalecer suas crianças, os espartanos davam banhos de vinho nos bebês e os deixavam chorar por horas no escuro. Isso servia para que o futuro soldado perdesse o medo do escuro e também da solidão.

Aos sete anos de idade, os meninos obrigatoriamente eram retirados de sua família e começavam o treinamento como soldados, em um regime chamado de Agogê.

2124-610x360

Enquanto isso, a mulher espartana começava outro treinamento, que tinha como objetivo transformá-la na melhor mãe possível. Para os espartanos existiam apenas duas profissões honrosas: Soldados e mães. Tanto que os únicos que ganhavam o direito de escrever seu nome na lápide quando morressem eram as mulheres que faleciam durante o trabalho de parto e os soldados que sucumbiam no campo de batalha.

O treinamento dos meninos envolvia desde táticas de batalha, até escrita e música, criando o que os espartanos chamavam de cidadão exemplar. Pouco depois de iniciarem os treinamentos, os garotos eram soltos no mundo selvagem, onde tinham que sobreviver aos mais variados testes. Caçar a própria comida, sobreviver ao frio eram requisitos básicos de quem tinha 10 anos de idade. Os mais fracos morriam e apenas os bons seguiam em frente.

Dentro da academia de soldados, os garotos sempre recebiam pouca comida e eram incentivados a roubar, porém, se fossem pegos, sofriam diversos castigos. A ideia era que os garotos ficassem sempre em forma e também se acostumassem com a fome, ao mesmo tempo em que desenvolviam suas capacidades de se movimentar sem fazer barulho, planejar roubos e todo o tipo de artimanha para angariar comida. Tudo isso poderia ser usado pelo soldado posteriormente, nas mais variadas situações de revés. Além disso, todos recebiam incentivos para brigas entre si, algo que era admirado pelos superiores.

leonidas-at-thermopylae

Aos 12 anos de idade, um importante teste acontecia com os garotos. Nessa ocasião, eles tinham que deixar todas suas posses para trás, sobrevivendo apenas com sua capa vermelha. Por volta dessa época, eles também ganham uma espécie de tutor, que era um soldado um pouco mais velho. Esse relacionamento muitas vezes envolvia sexo, o que era considerado normal entre os soldados. O sexo por eles era visto apenas como algo que aliviava as necessidades do corpo. O conceito de homossexualidade não existia como hoje em dia.

Outro passo do treinamento envolvia a resistência a dor. Para superar essa etapa, os garotos eram chicoteados por horas. Alguns acabavam morrendo devido ao esforço e eram chamados de fracos pelos seus amigos. Quem demonstrasse medo ou não obedecesse uma ordem imediatamente acabava sendo humilhado por todos os outros.

Aos 30 anos de idade, os homens completavam seu treinamento, recebendo o direito de se casarem com uma mulher de 20. O casamento espartano era visto apenas como o meio de se fazer mais soldados. Toda mulher espartana nascia com um objetivo na vida: Trazer para o mundo mais um soldado.

As outras profissões da cidade eram normalmente seguidas por escravos e mulheres, os homens fortes eram soldados os fracos morriam. Por isso havia sempre apenas uma opção para um garoto espartano na vida.

spartan-wallpaper-4365-4585-hd-wallpapers

O dever com o exército durava até os 60 anos de idade. E como todos bem sabem, um soldado espartano jamais podia se render, mesmo estando em enorme desvantagem. Recuar era uma opção apenas quando trouxesse vantagens estratégicas, caso contrário, sua vida deveria acabar com verdadeira honra no campo de batalha!

  1. Francisco de assis

    10 de agosto de 2015 em 22:00

    show essas informaçoes.

  2. Shihiro Sys

    4 de setembro de 2014 em 14:13

    [img]https://www.facebook.com/photo.php?fbid=549353185169018&set=p.549353185169018&type=1&theater[/img]

  3. Shihiro Sys

    4 de setembro de 2014 em 14:11

    [img]http://www.facebook.com/photo.php?fbid=549353108502359&set=p.549353108502359&type=1&theater[/img]

  4. VanDrak SubZero

    19 de agosto de 2014 em 16:47

    THIS… IS… FATALITYYYYY ops…. SPARTAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!

  5. Tony Iommi

    16 de agosto de 2014 em 11:40

    Seria interessante um post sobre os Guerreiros Vikings ou a Cultura Nórdica.

  6. Rowling

    14 de agosto de 2014 em 01:09

    Mts vezes o minilua traz temas mt bons,mas com pouco conteudo,o que me deixa frustrada na maioria das vezes.Mas essa eu tenho que dizer…Adorei *-*

  7. Laerte Elbrantino

    13 de agosto de 2014 em 22:57

    Pow, manero, mas os Romanos dominaram a Grécia…..~

  8. Aguiar

    13 de agosto de 2014 em 22:46

    Não sei como alguém chegava aos 60 anos nessa sociedade…

    • Fred Baskerville

      8 de novembro de 2014 em 11:55

      Simples, não existiam fracos.

  9. Gabriel Frigini

    13 de agosto de 2014 em 14:11

    Boa matéria!! Espartanos fizeram escola na arte de guerriar

  10. Dr.V

    13 de agosto de 2014 em 13:22

    Gostei da matéria.

  11. Paulo

    13 de agosto de 2014 em 10:15

    Esse relacionamento muitas vezes envolvia sexo, o que era considerado normal entre os soldados. O sexo por eles era visto apenas como algo que aliviava as necessidades do corpo. O conceito de homossexualidade não existia como hoje em dia

    o negocio pra eles era só senti prazer kkkk queria ver alguém chamar um soldado desse de viado e ve o lado kkkk gostando ou não o que eles faziam uma coisa e certa eram bons soldados honrados, q era isso q importava pra eles, mas o melhor exercito e conquistador é Gengis Khan.

    • Aguiar

      13 de agosto de 2014 em 22:48

      Na verdade se chamasse de viado, não faria sentido e eles provavelmente não entenderiam… acho que voce nao entendeu: “O conceito de homossexualidade não existia como hoje em dia “

      • Paulo

        14 de agosto de 2014 em 10:02

        kkk perdoe entendi sim, até como eu disse o q mais importa é a honra e ser um bom soldado, e hoje em dia nem aqueles que se dizem homem não carregam um pingo de honra, q todo ser humano pode ter

  12. Jeff_Silveira

    13 de agosto de 2014 em 09:35

    Sexo perfeito para os gregos era entre 2 homens, as mulheres era apenas para trazer mais soldados, e se só existia as mulheres para procriação os fortes eram soldados o fracos eram mortos, quem cuidava das lavouras e sustentava esparta com mantimentos?

    • Arthur Miranda

      1 de abril de 2015 em 23:14

      Os trabalhadores que sustentavam sparta eram os escravos.
      é dito

    • Paulo

      13 de agosto de 2014 em 10:09

      como foi dito e acho q alguns sabem os escravos

  13. Ophelia Dilaurentis Soares

    13 de agosto de 2014 em 00:11

    Não são tão bons como os imaculados da khaleesi u.u

    • Arthur Miranda

      1 de abril de 2015 em 23:12

      Os imaculados de khaleesi foram inspirados nos spartanos
      😐

    • Adriano Saadeh

      14 de agosto de 2014 em 14:22

      Jamais serão!

  14. icaron

    12 de agosto de 2014 em 23:27

    Faz um post sobre ebola!!

  15. Gabriel Frigini

    12 de agosto de 2014 em 23:02

    Não se faz mais exército como antes, rsrsr!

  16. Greg

    12 de agosto de 2014 em 22:32

    oS espartanos deviam ter deixado um escrito de como eram seus treinos pra gente poder treinar e ficar forte tambem 🙂

    • Marvelunatico

      12 de agosto de 2014 em 22:48

      Aí eles iam deixar como eram as viadagens também, em detalhes. Daí o DC ia seguir passo a passo.

      • DCemblemático

        13 de agosto de 2014 em 05:25

        Você ia da aula na universidade ensinado como ser viado já que o seu sonho é ser um espartano he-he-he

        • Marvelunatico

          13 de agosto de 2014 em 07:15

          E você seria o reitor da UNIVRJ – Universidade dos Viadões do Rio de Janeiro

          huehuehue

          • rafa

            13 de agosto de 2014 em 08:06

            UNIVRJ ahuahuahauhauhauahuahuaa

      • Greg

        12 de agosto de 2014 em 23:01

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  17. Terrorista

    12 de agosto de 2014 em 22:07

    devia volta aqueles post a historia da batalha em 10 mundos

  18. Ryo Yamine

    12 de agosto de 2014 em 21:53

    a primeira foto é de um Ateniense. . .

  19. Luís Felipe

    12 de agosto de 2014 em 21:26

    Post interessante, embora eu já soubesse de tudo isso.
    [img]http://th08.deviantart.net/fs71/150/f/2011/179/b/2/baby_kratos_by_puffpuffgive-d3kdnls.png[/img]

    • bais ou benos

      12 de agosto de 2014 em 22:21

      God of war ensinando mitologia muito melhor que na escola huehuhehu

    • Mutley

      12 de agosto de 2014 em 21:57

      Acho que Kratos nos deu o maior exemplo disso.

    • Terrorista

      12 de agosto de 2014 em 21:56

      volta la viadinho

  20. Fai

    12 de agosto de 2014 em 21:19

    Eles se pegavam quando tinha necessidades sexuais, assim só pela amizade.

    • Emmanov Kozövisck

      12 de agosto de 2014 em 21:22

      G0ys? Hehe.

      • Fai

        12 de agosto de 2014 em 21:53

        suspeito desde o principio!!! rs

  21. Greg

    12 de agosto de 2014 em 21:09

    Sera que os caras ja tinham conhecimento da masturbação… (pq fazer sexo com outro homem num é nada normal… tem que ser gay mesmo rrçrçrçr )

  22. Greg

    12 de agosto de 2014 em 21:08

    Legal… mas eu queria mesmo era fazer parte da Ordem dos Assassinos .. rrçrçrçrç mas viver naquela época devia ser foda hein…

    • Mutley

      12 de agosto de 2014 em 22:09

      A única vez que joguei Assassin’s Creed foi no celular , isso quando o jogo nem era TÃO famoso assim , o ruim é que tinha um tempo pré-determinado pra passar a fase e eu geralmente acabava morrendo por coisas bobas , como ”cair” por causa de 2cm em relação ao chão do cenário .

      • Greg

        12 de agosto de 2014 em 22:30

        rçrçrçr… sou fa pra carama desse jogo… um dos que eu mais gosto

  23. cara anonimo

    12 de agosto de 2014 em 21:04

    Quase me esqueci, Jeff, Diego ou Gabriel vocês podem fazer uma matéria sobre o vírus Ebola ?

  24. The Guy

    12 de agosto de 2014 em 20:50

    Por essas e outras Espartanos são os melhores guerreiros de todos os tempos:)

    • ultramen Tiga

      13 de agosto de 2014 em 00:43

      um bandidinho de esquina consegue matar um espartano fácil fácil…

      • Albert Wesker

        13 de agosto de 2014 em 15:49

        Na porrada não

  25. cara anonimo

    12 de agosto de 2014 em 20:50

    THIS IS SPARTA !!!!!!

    • The Guy

      12 de agosto de 2014 em 20:52

      [img]http://http://img1.wikia.nocookie.net/__cb20081002183348/uncyclopedia/images/c/c9/This_is_sparta.GIF[/img]
      Heuehehe

      • Adriano Saadeh

        14 de agosto de 2014 em 14:20

        Boa aula de geografia

  26. Jeff Dantas

    12 de agosto de 2014 em 20:48

    Não sei vocês, mas eu literalmente “viajo” com pinturas!! http://static.minilua.org/wp-content/uploads/2014/08/leonidas-at-thermopylae-600×408.jpg

    • Marvelunatico

      12 de agosto de 2014 em 22:40

      [img]http://i.imgur.com/rA4VZ.jpg[/img]

    • Litzen Vampiro

      12 de agosto de 2014 em 20:55

      Na maioria dos meus textos da facu tem pinturas, sempre tem umas bem maneiras…

    • cara anonimo

      12 de agosto de 2014 em 20:51

      Sem malicia, por favor pessoal !

      • The Guy

        12 de agosto de 2014 em 20:58

        Tá difícil né,convenhamos muahahaha

        • Adriano Saadeh

          14 de agosto de 2014 em 14:19

          Tá quase semi praticamente impossível!

        • cara anonimo

          12 de agosto de 2014 em 20:59

          Minha mente é “limpa ” :v

          • The Guy

            12 de agosto de 2014 em 21:01

            Limpinha…
            [img]http://http://www.insoonia.com/wp-content/uploads/2009/06/133-400×266.jpg[/img]

  27. DCemblemático

    12 de agosto de 2014 em 20:47

    Agora entendi porque o Marvel queria viver na época espartana,era para não ser ”descriminando” com a opção sexual dele he-he-he

    • ultramen Tiga

      13 de agosto de 2014 em 00:44

      kkk a pederastia corre solta

    • Marvelunatico

      12 de agosto de 2014 em 22:38

      ‘-‘
      Só observando…

  28. cara anonimo

    12 de agosto de 2014 em 20:47

    Olha que naquela época o treinamento começava quando completava 7 anos, imaginem se esse tipo de treinamento fosse utilizado hoje !.

  29. bais ou benos

    12 de agosto de 2014 em 20:45

    Eu morreria já na hora de ficar no escuro :/

  30. DCemblemático

    12 de agosto de 2014 em 20:43

    Eu que não queria viver na época espartana he-he-he

    • Fred Baskerville

      8 de novembro de 2014 em 11:54

      Claro, você leu a parte: “trouxas mariquinhas eram deixados para morrer”

    • Mutley

      12 de agosto de 2014 em 22:04

      Só eu que nunca assisti o filme ”300” ? O.o

      • Marvelunatico

        12 de agosto de 2014 em 22:37

        [img]http://ligadastartarugas.com.br/wp-content/uploads/2014/03/1551776_10151961610797989_947063845_n.jpg[/img]

      • bais ou benos

        12 de agosto de 2014 em 22:18

        Nunca assistiu velho? A atuação do Gerard Buttler ficou foda…

68 Comentários
mais Posts
Topo