A terrível realidade do tráfico de seres humanos

Nós temos a ideia de que, após o fim da escravidão na maior parte dos países, a venda de seres humanos foi extinta, mas existe uma verdade oculta que poucos conhecem:




Mercado de pessoas

slave punishment2

O tráfico de pessoas, no passado, era comum e usado por todo país importante para ganhar dinheiro, afinal vender seres humanos era extremamente lucrativo. Bastava capturar alguém e forçá-lo a fazer o trabalho, caso contrário o escravizado sofreria diversas penas ou seria morto.

Durante séculos isso funcionou “muito bem”, apoiado pela cultura dos povos como algo normal. Até que seres humanos decentes começaram a ver que isso era péssimo para os escravos, criando um sistema que não poderia se sustentar. A partir desse momento, vários países foram abandonando a escravidão e buscando um meio mais justo de tratar seus trabalhadores. Claro que essa mudança gerou guerras e diversos conflitos de interesse, porém, felizmente, a razão e o humanismo venceram.

Hoje em dia é até difícil imaginar uma pessoa escravizada, mas apesar de nós não as vermos mais, elas ainda existem.

Atualmente, o tráfico internacional de pessoas é um negócio gigantesco e lucrativo, onde um escravo pode ser facilmente comprado por algo em torno de 100 dólares. Na grande maioria dos casos, esses escravos são originários de países pobres.

Para piorar a situação, muitas vezes a própria família vende seus filhos aos traficantes, em troca de alguns dólares ou de uma promessa mentirosa de uma vida melhor para o bebê. Ainda existem outros que são sequestrados nas ruas de países onde a polícia é irrisória e incapaz de deter os bandidos. Outro meio usado para angariar escravos são os grupos de guerrilha. Esses exércitos rebeldes normalmente pegam crianças jovens e as treinam para lutarem por seus ideais estúpidos, só que, em alguns casos, essas crianças são vendidas como escravos para sustentar o exército e financiar mais guerras.




Treinamento de um escravo

guatemalan-girl

Em média, 70% dos escravos comercializados no mundo são mulheres. Normalmente elas são vendidas para fins sexuais (algo que constitui 80% da atividade atual de um escravo). Quando uma menina é vendida muito nova, seu valor é baixo, mas existem algumas pessoas especializadas em treinar garotas para que elas sejam valorizadas e vendidas por milhares de dólares.

Um vendedor de armas e escravos, chamado Ludwig Fainberg, revelou, após ser preso e condenado, que mulheres jovens são tiradas das famílias (ou mesmo vendidas por elas) e caem na mão de “adestradores de escravos”. Esses homens ensinam as garotas a transarem e como devem se comportar de maneira totalmente submissa. Obviamente, isso tudo é feito a base de castigos físicos e psicológicos. Quando a garota está com 13 ou 14 anos, ela pode ser vendida por algo em torno de 15 mil dólares e caso seja bonita o valor sobe para 25 mil dólares.

80% dos escravos atuais são usados para fins sexuais, mas outros 19% são trabalhadores forçados. Esse tipo de escravatura é comum em grandes fazendas, onde funcionários tem um salário, mas o valor que seu patrão cobra pela moradia e pelo alimento acaba sendo maior do que o ganho trabalhando. Assim, a pessoa, apesar de ter alguns direitos, trabalha em um regime de escravidão. Além disso, quem chega até essas fazendas normalmente fica preso ao local, devido a ameaças e dívidas que o patrão obriga os trabalhadores a terem.

O menor mercado de escravos, que fica abaixo do 1%, é o de venda de órgãos humanos. Ele é pequeno porque, além de todos os problemas legais que existem em transplantar um órgão, os vendedores não gostam desse tipo de negócio, pois inutiliza a “mercadoria” e não possibilita vendas posteriores.




A luta contra

amnesty-child-slavery-haiti

Atualmente, quase todos os países possuem leis rigorosas contra a venda de seres humanos e contra a escravatura. Mas a falta de fiscalização e dificuldade de encontrar os culpados torna o trabalho quase impossível.

A ONU possui um setor que investiga esses casos e busca prender as pessoas que fazem o tráfico internacional de escravos acontecer. Mas esse tipo de mercado negro cresce tanto, que está chegando perto de movimentar 33 bilhões de dólares por ano! Sendo tão lucrativo quanto a venda ilegal de armas e drogas.

Segundo dados da ONU, a estimativa é que mais de 30 milhões de pessoas estejam vivendo como escravas, o maior número de escravos na história da humanidade!

Infelizmente, o fim real da escravatura depende muito mais das pessoas do que dos governos. Por melhor que uma fiscalização seja feita, é impossível investigar a vida de todos para saber se alguém tem uma escrava sexual escondida em casa ou em uma fazenda longe da cidade.

Ou seja, assim como as drogas, enquanto houverem pessoas que sustentem esses mercados, vão haver pessoas suprindo as necessidades e nós ainda vamos ter que conviver com a venda de seres humanos…

  1. Vinod Ramgi

    20 de dezembro de 2015 em 15:50

    Essa é uma realidade terrível. As pessoas pensam que isso é coisa de países do 3º Mundo, pois quem assim pensa está enganado. Eu vi chantagens incríveis feitas com pessoas deslocadas que nunca conseguiram provar o que quer que fosse porque como primeiros interessados entravam indivíduos (homens e mulheres) ligados às polícias dos SEF. Mais não disse. Obrigado.

  2. Leizi Allegrini

    3 de junho de 2015 em 10:57

    “A ONU possui um setor que investiga esses casos e busca prender as pessoas que fazem o tráfico internacional de escravos acontecer.”

    http://www.midiaindependente.org/eo/red/2011/08/496176.shtml

  3. Mari

    17 de março de 2015 em 01:03

    Não somos números,somos seres humanos.

  4. Salvador junior Sitole

    12 de junho de 2014 em 12:20

    tristes imagens e por mim se fosse realmente Deus acabaria logo e de imediato com a escravidão pois por natureza podiam passar fome mas a viverem uma vida da paz

  5. Will Campos

    7 de junho de 2014 em 23:24

    Kathryn Bolkovac.

  6. Roy Mustang, Führer

    6 de junho de 2014 em 15:26

    Vivemos em uma matrix. Isso de humanos não existe, coisa que a mídia inventou na verdade não somos nada, somos seres taxados de ”humanos” e manipuladas por terceiros pra tentar satisfazer seus desejos.

  7. Adriano Saadeh

    6 de junho de 2014 em 11:13

    Exatamente como diz o fim do texto, enquanto houverem pessoas – se é que se pode chamá-las assim – que financiem esse tipo de “negócio” continuará eternamente existindo e se disseminando estas práticas, mesmo que não fiquem em evidência

    • Little Uchiha™

      6 de junho de 2014 em 12:34

      É você que financia essa porra.

      “Nascimento, Cpt.”

  8. Nameless

    5 de junho de 2014 em 19:24

    Puta que pariu! 30 milhões?! E eu achando que esse negócio estivesse em extinção!

  9. Jeff Dantas

    5 de junho de 2014 em 19:14

    Sério, eh tanta coisa errada, q eu não me surpreendo. Aliás, será mesmo que somos “humanos”? http://static.minilua.org/wp-content/uploads/2014/06/slave-punishment21.jpg

    • Andre Sousa

      8 de junho de 2014 em 01:41

      claro que somos, que tipo de outro ser vivo alem do ”humano” faria tal coisa ?

    • Repede

      5 de junho de 2014 em 19:41

      As vezes penso que os humanos são os “animais”….

      • TouhouNoLunático

        6 de junho de 2014 em 17:51

        Mas nós somos.
        http://pt.wikipedia.org/wiki/Homo_sapiens
        “[…] é a única espécie ANIMAL […]”

      • Jessica Alencar

        5 de junho de 2014 em 19:48

        De certa forma somos …

  10. Lucas Rodrigues

    5 de junho de 2014 em 19:02

    Me entristece o fato desta realidade estar tão longe de mudar e também não ter acabado ._.

  11. Emmanov Kozövisck

    5 de junho de 2014 em 18:45

    Uma música pertinente ao assunto: Eyes of Christ

    Demian poor child was raised in the gutter
    Digs in thrashcans to kill the hunger
    When your mouth is so full of promisse
    All i see is one empty hand

    The world may turn but
    some things never change

    Uptown princess a life inside cages
    Wearing diamonds around the neck
    I know Bibles are full of fair words
    But nothing’s worth more
    Than what to care

    The world keeps turning (and) still things
    stay the same
    You look away while i see the…

    Eyes of Christ on a devil’s face
    Eyes of Christ on a devil’s face
    Wait for your heart to show the way
    Turn your old mind from flesh to clay
    I beg for a Miracle

    We’ve made’em heroes
    We’ve made’em warriors
    We’ve made their mothers cry

    We’ve got our defence
    We’ve got our difference
    We’re playing different sides

    You’ll die someday and still
    the world will be the same
    Now you understand when i see the…

    Eyes of Christ on a devil’s face
    Eyes of Christ on the devil’s face
    Driving a knife in your despair
    May become blind the ones who stare
    Look to the
    Eyes of Christ on the devil’s face
    Eyes of Christ on a devil’s face
    Setting on fire those who pray
    Blinding the eyes of human race
    Please beg for a miracle

  12. Renato Russo

    5 de junho de 2014 em 18:19

    “Gostaria de não saber destes crimes atrozes
    É todo dia agora e o que vamos fazer?
    Quero voar pra bem longe mas hoje não dá
    Não sei o que pensar e nem o que dizer
    Só nos sobrou do amor
    A falta que ficou”

    • DCemblemático

      5 de junho de 2014 em 19:20

      Essa musica do Raul Seixas e muito massaveio he-he-he

      • Observando O Mundo

        5 de junho de 2014 em 22:55

        Tô observando essa zuera aí

  13. Forasteira

    5 de junho de 2014 em 17:51

    É realmente triste ver como o ser humano consegue ser tão desprezível…
    Uma espécie com potencial e qualidades suficientes para evoluir o mundo, só o destrói, quando poderia, na verdade, ajudá-lo. Tantas mortes e sofrimento desnecessários, tanto abandono e tortura sem motivos. Usando o próximo ao seu favor.
    Sempre foi e sempre será assim, motivados pelo dinheiro e pelo poder. Pisoteando a tudo e todos em nome dos mesmo sem olhar para trás e sem sentir um peso na consciência.

    • Emmanov Kozövisck

      5 de junho de 2014 em 18:35

      Ora, há um motivo óbvio para mortes, sofrimento e abandono: o lucro e o individualismo. Pessoas individualistas não são altruístas e ignoram o sofrimento alheio. Dinheiro, dinheiro, dinheiro…
      Remember the first time you’ve faced the dark
      Why were you so afraid?
      Hiding so many secrets inside
      When fears have got to be tamed

      I promise I’ll still be there
      To keep my promise
      I’ll still be there

      To watch over dreams at night
      And follow you through the day
      You shot the doors but I’m right behind
      Where shadows remain

      I promise I’ll still be there
      To say i promise
      I’ll still be there

      Don’t ask me why we’ll be like brothers
      Skating on the ice of mortall loneliness

      Live and learn with your mind
      Find a way out of madness
      You dream on (of) paradise
      Who’s gonna take you there?

    • Forasteira

      5 de junho de 2014 em 17:52

      E então depois, deitam-se em suas camas e agradecem a Deus.
      Cristãos, não é? “Amar ao próximo”, não é?
      Não é.

      • Emmanov Kozövisck

        5 de junho de 2014 em 18:29

        Agradecem a Deus? Isto foi uma generalização ou uma crítica direta generalizada? De qualquer forma, assim como existem cristãos extremamente pecaminoso, existem aqueles que são benevolentes. Sem generalizações, por obséquio (se isto foi uma generalização).

        • Forasteira

          5 de junho de 2014 em 18:31

          Não, não foi uma generalização, estou relatando o exemplo de muitas das pessoas que fazem muita merda por aí, e depois agradecem a Deus (não exclusivamente cristãos, como eu disse, só foi um exemplo) e muito menos uma crítica à religião ou generalizada.

          • Emmanov Kozövisck

            5 de junho de 2014 em 18:37

            “[…]não exclusivamente cristãos[…]” “Cristãos, não é? “Amar ao próximo, não é?”
            Decida-se, guria! Estou relativamente confuso.

          • Forasteira

            5 de junho de 2014 em 18:40

            “[…]como eu disse, só foi um exemplo[…]”
            Tenha certeza de ler uma frase por inteiro antes de se confundir.

          • Emmanov Kozövisck

            5 de junho de 2014 em 18:43

            Mas então por que você se justificou apenas depois de dizer a primeira frase? Estou LOUCO.

          • Forasteira

            5 de junho de 2014 em 18:46

            Porque, mesmo que quando mal interpretado (o que acontece muito por aqui, logo que quase todos do ML insistem em entender-me mal), eu quero dizer algo que é verdade para mim, e logo que eu já havia, a meu ver, deixado explícito o que queria dizer, não achei que deveria justificar-me antes.

          • Emmanov Kozövisck

            5 de junho de 2014 em 19:10

            Enfim, encerremos essa discussão aqui, pois não quero pelejar virtualmente. De qualquer forma, como tu és uma mulher, tu estás certa e eu, errado.

          • Emmanov Kozövisck

            5 de junho de 2014 em 19:07

            Ora, em minha opinião você não deixou claro. Ou então minha interpretação textual está um lixo hoje (e isso é contraditório, já que eu fui bem nas provas de português).

          • Lucas Rodrigues

            5 de junho de 2014 em 19:04

            Hey Forasteira, você tinha dito em um post que foi assistir X-Men: Dias de um futuro esquecido. Me conta aí o que cê achou do filme.

          • Forasteira

            5 de junho de 2014 em 19:13

            Bom, eu gostei bastante do enredo e da ambientação do filme, quem assistiu em 3D como eu aproveitou muito mais do ambiente, logo que este foi explorado muito bem tridimensionalmente. A movimentação estava muito boa e a história bem forte, devo admitir que até derramei uma lágrima no final.
            E quem se de o trabalho de ficar até os créditos acabarem, sentiu um cheiro de treta para o próximo filme.
            Isso é tudo que posso dizer sem spoilar. Mas, em resumo, acho que se você curte o gênero, vale à pena.
            Só acho uma coisa muito errada ter colocado a Elen Page depois da Anna Paquin nos créditos logo que a Elen apareceu muito mais no filme… Sacanagem issaê!

          • Lucas Rodrigues

            5 de junho de 2014 em 19:21

            Tô mais curioso pra ver como se desenvolve o enredo, até porque sendo viagem no tempo é algo até inédito para a franquia. E também curioso pra ver como ficou o CGI dos Sentinelas (tanto os do passado quanto os do futuro). Detalhe: só vi o Trailer 1.
            Interessante sua análise rápida e desprovida de spoilers. Tô pensando em até fazer uma crítica depois que eu ver o filme e postar no meu blog.
            Quanto à cena pós-crédito eu já sei do que se trata…
            Que venha o Apocalipse 🙂

          • Forasteira

            5 de junho de 2014 em 19:26

            Quanto ao enredo, ele alterna muito bem entre o passado e o futuro, e é de fácil entendimento para quem tem o mínimo conhecimento da franquia X-Men.

          • Forasteira

            5 de junho de 2014 em 19:23

            Concordo contigo, e que venha o Apocalipse!

          • Gato Endiabrado

            7 de junho de 2014 em 14:16

            Ainda tô triste com o negócio da Babs, 18:00 você entra no chat? Preciso conversar com você…

          • Forasteira

            7 de junho de 2014 em 15:25

            Vou tentar, mas não posso dar certeza. Meu dia está deveras corrido hoje…

          • Emmanov Kozövisck

            5 de junho de 2014 em 19:09

            X-Men? Filme? Não sou leigo em cinemas e não me interesso. Mas se a Forasteira viu o filme Getúlio, conte-me, pois este é um dos poucos que pretendo assistir.

          • Lucas Rodrigues

            5 de junho de 2014 em 19:12

            Pouco ouvi falar desse filme e também pouco me interessei em assistir. Já não gosto muito de coisas sobre política (coisas bem podres, por sinal), ainda mais um filme sobre um político…

          • Emmanov Kozövisck

            5 de junho de 2014 em 19:15

            Para mim, este filme é interessantíssimo, pois se trata de uma outra fonte histórica para o conhecimento de uma importante época da história do Brasil. Além disso, o elenco me parecesse respeitável e eu estudarei o governo de Getúlio em breve, então de nada tenho à perder ao assistir o filme em homenagem ao “presidente dos pobres”.

  14. Marvelunatico

    5 de junho de 2014 em 17:35

    [i]”Segundo dados da ONU, a estimativa é que mais de 30 milhões de pessoas estejam vivendo como escravas, o maior número de escravos na história da humanidade!”[/i]

    Eu tento não perder minha fé na humanidade, mas tá ficando difícil! ‘-‘

    • Emmanov Kozövisck

      5 de junho de 2014 em 18:28

      Sem clichês, por obséquio.

      • Marvelunatico

        5 de junho de 2014 em 18:30

        Clichê é o que há. he-he-he

        • Emmanov Kozövisck

          5 de junho de 2014 em 18:37

          CLICHÊS NÃO!!!

    • DCemblemático

      5 de junho de 2014 em 17:40

      Bom nem tudo ta perdido he-he-he

      • Renato Russo

        5 de junho de 2014 em 18:17

        “Consegui meu equilíbrio cortejando a insanidade,
        Tudo está perdido mas existem possibilidades.”

      • Forasteira

        5 de junho de 2014 em 17:46

        “TENTE OU-TRA VEEEEEEEEEZ”

  15. Near

    5 de junho de 2014 em 17:23

    tem um easter egg nesse post

  16. Misaki Psicotic

    5 de junho de 2014 em 17:19

    olá! só passei aqui pra dizer que sou uma ET e odeio seres humanos, tiau

    • Forasteira

      5 de junho de 2014 em 17:35

      Tá legal que seu nome é Misaki, mas manera nas dorgas, aê.
      De qualquer forma, ligue para casa, sua mãe está preocupada.

      • DCemblemático

        5 de junho de 2014 em 17:42

        Deixe ela acredita que e um ET, e o sonho de infancia dela he-he-he

        • Misaki Psicotic

          5 de junho de 2014 em 18:07

          o Oliver me deu umas pedrinhas, e ele me disse q se eu fumasse eu voltaria pra marte.

          • Forasteira

            5 de junho de 2014 em 18:14

            Ah, sim, agora está explicado. De qualquer forma, tome cuidado para não viciar…

          • Misaki Psicotic

            5 de junho de 2014 em 18:28

            he-he-he *u*

          • Forasteira

            5 de junho de 2014 em 18:30

            Ah, legal, aí o vizinho começa a tocar “♪Liberdade pra dentro da cabeçaaa♪”

          • Misaki Psicotic

            5 de junho de 2014 em 18:58

            B-)

          • Jumplunático de Afro

            6 de junho de 2014 em 00:26

            Eu acho que você tem problemas mentais, e aqueles dois ali encima do telhado também, os outros nas árvores são mais ou menos.

    • DCemblemático

      5 de junho de 2014 em 17:30

      Minha casa!! he-he-he

      • Misaki Psicotic

        5 de junho de 2014 em 17:32

        he-he-he

    • Marvelunatico

      5 de junho de 2014 em 17:25

      [img]http://2.bp.blogspot.com/-k3I2xNjBlNs/Tyn3Hx6oQ5I/AAAAAAAAAtk/4XXcAuDI5-E/s1600/Cl%C3%A1udio+Chirinian.png[/img]

      • Lucas D

        5 de junho de 2014 em 18:58

        Seria engraçado se ele não tivesse morto

        • Marvelunatico

          5 de junho de 2014 em 22:15

          Por isso que é engraçado.

  17. Dr.V

    5 de junho de 2014 em 17:17

    Ótima matéria 😛

  18. Zeref

    5 de junho de 2014 em 17:11

    Tanto dinheiro assim me deixa tentado

  19. Rafaela Deacon

    5 de junho de 2014 em 17:07

    Tenso , aqui em Joinville tem uma ong em uma igreja que ajuda a mulheres que foram levadas a outros países para fazerem programas. Nunca dei muita importância a isso até minha mãe ser voluntária lá, isso é MUITO mais comum que nós imaginamos …

  20. P Pierrot

    5 de junho de 2014 em 17:05

    Matéria conscientizadora. Esse detalhe dos “adestradores” por assim dizer me fizeram lembrar do projeto da CIA que , possivelmente, ainda é usado nos bastidores do mundo: O controle mental MK Ultra, que tem como finalidade através de métodos atrozes, a produção de um escravo de mente controlada.

    • TouhouNoLunático

      6 de junho de 2014 em 17:46

      Existem provas concretas ou é só mais uma teoria da conspiração retardada?

      • P Pierrot

        11 de junho de 2014 em 14:03

        Acredito que sim. Se vazaram documentos que eles faziam isso antigamente. Mesmo que isso tenha vido à público, você acha que alguém foi punido? acha que iriam parar? Obviamente que não.

    • Adriano Saadeh

      6 de junho de 2014 em 11:14

      Eles já estão desenvolvendo nanotecnologia capaz de mapear o cérebro humano!
      O_O

    • Lucas Rodrigues

      5 de junho de 2014 em 19:09

      Leitor do Knowledge Is Power?

      • P Pierrot

        6 de junho de 2014 em 08:38

        Leio sim Lucas. E vários outros que analisam a indústria cultural cheia de coisas estranhas.

    • Little Uchiha™

      5 de junho de 2014 em 18:47

      Outro danizudo da vida.

    • DCemblemático

      5 de junho de 2014 em 17:32

      What?? he-he-he

73 Comentários
mais Posts
Topo