Minilua

Os transportes do futuro

Nos vivemos a época de ouro da ciência. Somos capazes de enviar robôs a Marte, usamos satélites como se fossem brinquedos e possuímos uma grande estação espacial orbitando nosso planeta, mas apesar de toda essa evolução ocorrida no último século, nós ainda estamos andando em carros movidos a gasolina. Será que isso vai mudar?

Hyperloop

Você pode nunca ter ouvido falar de Elon Muks, mas ele é um dos homens mais inteligentes e visionários do mundo. Seu currículo conta com a criação do PayPal, uma espécie de banco na internet, utilizado em todo o planeta; criação da Tesla Motors, que está desenvolvendo um carro 100% elétrico; ele também trabalha com a SpaceX, uma empresa que deve levar o homem a lua nos próximos anos; e a conta desse homem tem alguns bilhões de dólares.

Mas ele não parou por aí, Elon também que ser o maior nome do mundo do transporte público. Para isso, ele abriu a Hyperloop Transportation, uma empresa visionária que pretende criar o transporte do futuro. Essa companhia pretende usar tubos com grandes canos de aço, onde capsulas de alumínio, suspensas poderiam levar pessoas e carros para diversos lugares a velocidades bem altas. É tão rápido que o Brasil poderia ser atravessado de ponta a ponta em menos de uma hora.

O grande problema é que o projeto pode custar até 100 bilhões de dólares, mas, ao mesmo tempo, que muitas pessoas não acreditam, muitas outras acham uma boa ideia e estão doando dinheiro para o projeto prosseguir.

Carro nuclear

Gasolina, álcool e outros combustíveis, além de poluírem o ar, são complicados de serem produzidos. Outro problema é que eles são pouco eficientes, o que obriga as pessoas a abastecerem com bastante frequência. Para solucionar todos esses problemas de uma vez, a LPS tem uma ideia: Energia nuclear.

Nós vivemos tempos onde todo mundo anda com medo da tal energia nuclear, devido aos acidentes recentes, mas a utilização do tório, um metal apenas levemente radioativo e altamente denso, pode ser a solução dos problemas.

Segundo a LPS, apenas 8 gramas desse material poderia gerar energia o bastante para que um automóvel andasse por 100 anos! Assim, o dono jamais teria que reabastecer, devido ao sistema que usaria o calor do material para ferver água e gerar energia elétrica, que depois seria usada para movimentar o veículo. 

Velo-city

Ir de bicicleta ao trabalho nem sempre é uma opção interessante, afinal isso requer esforço, as vezes existe um grande perigo de andar junto com os carros nas vias e ainda tem a chuva, que acaba com todos os planos do ciclista.

Chris Hardwice, um arquiteto canadense, criou uma simples solução capaz de vencer todos esses problemas de uma vez. A ideia dele era criar túneis suspensos, onde as bicicletas poderiam andar longe do trânsito normal, ficando acima das ruas. Além disso, os túneis seriam abastecidos com correntes de ar, o que diminuiria em até 90% o esforço do ciclista.

Infelizmente até hoje o projeto ainda não foi colocado em prática, mas se um dia for, pode ser uma das maiores revoluções no transporte dentro das cidades.