Por trás da música: A polêmica “E Por Que Não?” #11

Este é um dos casos, se não for “o caso”, mais recente de censura na música brasileira. “Se Sexo é o que Importa só o Rock é Sobre Amor!”, este foi o nome do álbum de estreia da banda “Bidê ou Balde”, deste CD é a música “Melissa”, cujo clipe rendeu à banda o prêmio de revelação no VMB 2001 da MTV brasileira.

Bide-ou-Balde_site

Do mesmo CD vem a música “E por que não?”, a qual fez grande sucesso aqui no cenário do rock gaúcho. Alguns anos depois, em 2005, a MTV lançou o Acústico MTV: Bandas Gaúchas, um projeto que reuniu as bandas Bidê ou Balde, Cachorro Grande, Ultramen e o cantor Wander Wildner (ex-líder dos Replicantes) em um único show, transmitido pela TV e lançado em CD e DVD em 2005. Foi um projeto inovador, pois juntou 4 artistas em um só acústico e, pela primeira vez, utilizou um tema pré-definido: o rock gaúcho.

Entretanto, a música “E por que não?”, que fez parte do acústico sofreu fortes penalidades por parte do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) e acabou sendo removida do acústico. O motivo? Bem, confira a letra da música:




E Porque Não?

Eu estou amando
A minha menina
E como eu adoro
Suas pernas fininhas
Eu estou cantando
Pra minha menina
Pra ver se eu convenço
Ela entrar na minha
E por que não?
Teu sangue é igual ao meu
Teu nome fui eu quem deu
Te conheço desde que nasceu
E por que não?

Eu estou adorando
Ver a minha menina
Com algumas colegas
Dela da escolinha
Eu estou apaixonado
Pela minha menina
Ouve o jeito que ela fala
Olha o jeito que ela caminha.
E por que não?
Teu sangue é igual ao meu
Teu nome fui eu quem deu
Te conheço desde que nasceu
E por que não?

Bem, se você tentou interpretar a letra acima certamente viu como uma grave apologia à pedofilia, correto? Foi a mesma conclusão a qual o TJ-RS chegou. Confira abaixo alguns trechos do acórdão:

É inegável que a letra da música “E por que não?”, da banda “Bidê ou Balde”, materializa apologia ao incesto e à pedofilia. O entendimento é da 7ª Câmara Cível do TJ/RS […] o Agravo de Instrumento foi interposto pelo Ministério Público que requereu a proibição da divulgação do CD “Acústico MTV Bandas Gaúchas” e a execução do CD “Se Sexo é o Que Importa, só o Rock é sobre Amor” e DVD, na faixa “E por que não?” […].

Como solução […] a Câmara impôs que os meios de comunicação e divulgação registrem, expressa e antecipadamente, toda vez que a composição for veiculada, que a mesma tem conteúdo que estimula e banaliza a violência sexual contra crianças, ao incesto e à pedofilia, assim reconhecida judicialmente. A mesma ressalva deverá constar na capa de novas produções que a contenham.

Em relação à comercialização do CD produzido no ano de 2000 (“Se Sexo é o que importa, só Rock é sobre Amor”), bem como do DVD da Banda Bidê ou Balde, que contenha a composição, impõe a multa de 10% de sua comercialização/faturamento […].

No que diz respeito ao CD “Acústico MTV Banda Gaúchas”, a multa fica estipulada em 20% sobre o faturamento da banda […].

Em shows onde estiver inserida a música deve ser recolhida a multa de 10% do total da arrecadação […].

Tenso, não?! Mas vamos procurar o outro lado da história, o que diz o grupo sobre o caso?

“[…] solicitações como essas provam que o pensamento, conseqüência da interpretação pessoal de cada ouvinte, é mais vil do que se costuma achar.”

Como assim? Confuso? Eu lhe explico. No Brasil costumamos lidar sempre com músicas erotizadas no topo das paradas, funks cariocas, “o jeito é dar uma fugidinha com você”, “foge mulher maravilha”, “quero ver mexer kuduro”, entre muitas outras “musiquinhas para fazer neném”, como diria o Miranda. Dessa forma, ao vermos a letra acima, logo assimilamos a alguma sacanagem.

Agora vamos fazer um exercício, esqueça que você já leu a letra e imagine que você possui uma filha pequena, a qual você se orgulha e ama muito, um puro e legítimo sentimento paterno. Leia a letra abaixo dedicando esta letra a ela (e no “ela entrar na minha”, entenda como conquistar o amor de sua filha, claro):




E Porque Não?

Eu estou amando
A minha menina
E como eu adoro
Suas pernas fininhas
Eu estou cantando
Pra minha menina
Pra ver se eu convenço
Ela entrar na minha
E por que não?
Teu sangue é igual ao meu
Teu nome fui eu quem deu
Te conheço desde que nasceu
E por que não?

Eu estou adorando
Ver a minha menina
Com algumas colegas
Dela da escolinha
Eu estou apaixonado
Pela minha menina
Ouve o jeito que ela fala
Olha o jeito que ela caminha.
E por que não?
Teu sangue é igual ao meu
Teu nome fui eu quem deu
Te conheço desde que nasceu
E por que não?

Se você seguiu a risca o exercício, percebeu que na verdade a letra trata do amor de um pai por sua filha, sem qualquer maldade ou malícia. Esta é a idéia da música, ela é interpretada de acordo com a tendência de sua mente, assim como uma pintura ou qualquer outra obra de arte. Faz sentido agora?

“[…] solicitações como essas provam que o pensamento, conseqüência da interpretação pessoal de cada ouvinte, é mais vil do que se costuma achar. […] A banda acredita que os questionamentos infundados, a ameaça de apreensão de CDs e de impedimento de veiculação da música restringem a liberdade de expressão e podem ser classificados como uma tentativa de censura, um dos maiores temores da imprensa e dos artistas desde os tempos da ditadura […] e não quer voltar a ver artistas enviando letras e músicas para prévia aprovação governamental.”

Como dito no início desta postagem, a música fez muito sucesso aqui no cenário gaúcho, desde 2000, entretanto, foi somente em 2005, quando a música teria uma exposição em todo o Brasil, e consequentemente uma maior arrecadação, é que a música foi fortemente penalizada, tendo a pior interpretação possível por parte dos magistrados da Justiça.

“[…] mostra o sentimento de um pedófilo e de um pai que nutre uma atração doentia pela filha […] quando sabemos todos que se trata de uma manifestação doentia de personalidade (tecnicamente uma ‘perversão’), que causa em suas vítimas profundos e indeléveis traumas, que carregarão por toda a vida.”.

E agora? O que vale? A pior interpretação possível? Todas as interpretações possíveis, mesmo sem haver uma clara menção? Sabemos que seguindo essa linha teríamos de censurar muita coisa por aí, músicas, filmes, obras de arte, quadrinhos, etc… O que você acha? Comente!

3838650-lg




Compartilhe no Facebook para chamar seus amigos para a discussão.

  1. Everton fante

    25 de dezembro de 2015 em 22:35

    e o baile de favela ninguém censura

  2. Alexandre de Carvalho Cavalcante

    1 de dezembro de 2015 em 12:28

    Eu sempre vi com bons olhos essa música, só quando apareceu essa polemica que me veio a mente essa possível interpretação da letra. Então comecei a pesquisar. Mas acho que não é maldosa não. Não duvidaria se fosse, tem tanta coisa hoje que não dá pra duvidar. Mas, nesse caso acho que não tem um sentido incestopedofilico.

  3. Sandro Lopes

    18 de novembro de 2015 em 22:20

    Sempre gostei muito desta musica, talvez por não prestar atenção na letra… Acho que a grande “pisada na bola” é o título, pois é claro que um amor de um pai pela filha é uma coisa natural e bela, mas quando o autor pergunta “e por que não” sugere uma dúvida descabi, já que o amor entre pais e filhos é natural e esperado e a música não deixa claro uma possivel relação conturbada entre os dois… ou seja se voce deixa duvidas corre o risco de ser mal interpretado…

  4. Davi Eloy

    3 de novembro de 2015 em 09:51

    Algumas pessoas são acostumadas a fazer interpretações de mal gosto , mas isso é doença.
    Eu estou amando
    A minha FILHINHA
    E como eu adoro
    Suas pernas fininhas
    Eu estou cantando
    Pra minha FILHINHA
    Pra ver se eu convenço
    Ela entrar na minha
    E por que não?
    Teu sangue é igual ao meu
    Teu nome fui eu quem deu
    Te conheço desde que nasceu
    E por que não?

    Eu estou adorando
    Ver a minha FILHINHA
    Com algumas colegas
    Dela da escolinha
    Eu estou apaixonado
    Pela minha FILHINHA
    Ouve o jeito que ela fala
    Olha o jeito que ela caminha.
    E por que não?
    Teu sangue é igual ao meu
    Teu nome fui eu quem deu
    Te conheço desde que nasceu
    E por que não? !!

    E por que não ? Gente é necessário parar e pensar em todas as possibilidades antes de achar que a primeira é a correta e sair por ai divulgando e defendendo de todas as formas teses incorretas.

  5. ?ward B.

    1 de junho de 2015 em 10:12

    até onde sei, tem um pequeno erro aí, se não me engano a versão original da música no primeiro disco do bidê é “teu sangue não é igual ao meu/ teu nome não fui eu quem deu”. E das entrevistas que vi os membros da banda defenderem,, apenas negaram ser sobre pedofilia e que era uma poesia.

  6. Ester Andrade

    11 de outubro de 2014 em 10:56

    Sempre achei mesmo que era um pai atraz do amor da filha, de forma paterna

  7. Vilma Souza

    3 de outubro de 2014 em 10:11

    gente essa musica é um absurdo….estão querendo sodomizar tudo…precisamos privar nossas crianças..ridículo esse povo..falta de Deus…malditos querendo a própria filha…

    • Ester Andrade

      11 de outubro de 2014 em 10:58

      Sua mente que é suja, vc que tem falta de Deus e.e

  8. Thiago Bordignon

    4 de março de 2014 em 14:15

    Musica bela !
    Realmente a pessoa interpreta de acordo suas influencias / mentes !!
    a letra e suave , discreta , e bela! depende seu ponto de vista!
    alem de visao pedofila ou amor paterno, ha uma 3º visao: eu a interpreto como um
    sentimento de afeto puro de um jovem/adolescente por uma
    adolescente nao desenvolvida ou pre purbere.
    Nao sei pq a censura, se nao fala nenhum palavrão besteira.
    aqueles funks que diz “vem novinha..”, ” vem sentar..”,” esfregar no pau..”, “quero te dar..” isso nao e censurado ne?! !

  9. Suelen Correa

    12 de outubro de 2013 em 10:25

    A minha interpretação: Pense que você tem uma filhinha, que por algum motivo você tenha perdido o contato ou se afastado dela. Você quer se reaproximar, mas ela já é uma “menininha”, vc não sabe os gostos dela, não sabe nem o tipo de música que ela gosta (sabemos que isso acontece muito)… Você observa ela de longe, e quer encontrar uma maneira que faça ela gostar de vc.. nada melhor que com sua música (já que você canta rock), mas será que ela gosta de rock? Será que vai gostar de você? E porque não?? Porque ela não pode gostar de você e da sua música? (A minha interpretação de “entrar na minha”) já que apesar da distância ela é sua filha (seu sangue é igual ao meu, seu nome fui eu quem deu, te conheço desde que nasceu)?
    Essa é a minha interpretação, e acho que cada parte da música tem esse mesmo sentido.

  10. google_user_64b81f7483ef5365773415e747c79aa7

    19 de setembro de 2013 em 10:19

    acho a melodia ótima, mas para inocentar a letra ela tem que ser interpretada como um pai que quer conquistar o amor de sua filha que não o conhece como pai ou tem uma relação conturbada com ele…e isso não acontece a primeira vez que vc ouve a música….

  11. Phantom Lord / Hyoga

    26 de agosto de 2013 em 18:11

    Admito q no primeiro momento eu pensei merda sobre isso mas depois do outro sentido ser esclarecido eu consegui entender melhor u.u
    Mas eu nao entendo pra q censurar jah ouvi musicas piores por ae e nenhuma delas foi nem sequer questionada .-.

  12. Roberta Machado

    9 de agosto de 2013 em 17:21

    Acho totalmente imbecil essa censura! Eu adoro essa música desde seu lançamento, e sempre pensei numa canção de pai apaixonado, como o Humberto quando compôs a Parabólica, sendo a última mais subjetiva.
    Aí vai o tal Nego do Borel e faz uma música chamada “Eu gasto mesmo”, marginalizando a imagem da mulher, e aí tá tudo em casa? Absurdo.

  13. Anderson Silva

    13 de maio de 2013 em 11:56

    acredito q se tivesse q haver algum tipo de açao tomada por parte do t.j deveria ser obrigar a se colocar algum tipo de emblema explicando q o album continha musicas com letras ambiguas e ai ficaria a criterio de quem quisesse ouvir ,mas restringir eu acho um absurdo .eita brasil hipocrita e falso moralista!

  14. Keryn Hapuk

    28 de abril de 2013 em 01:21

    Pela teoria desses magistrados, teriam que ser banalizadas milhares de musicas, desde os funks cariocas atuais, com suas famosas novinhas, ou a Nosso Sonho do Claudinho e Buchecha em que eles dizem com todas as letras a relação com uma garota de 12 anos. Hipocresia pura…

    • Thiago Bordignon

      4 de março de 2014 em 15:00

      cara essa musica Nosso Sonho sim e explicita !! ele fala mesmo que tem desejos por uma garota de 12 anos !!

    • Roberta Machado

      9 de agosto de 2013 em 17:22

      Chamam uma menina de doze anos de musa do verão e tudo bem, tá tudo certo?

  15. Kamy Stanley

    16 de fevereiro de 2013 em 01:41

    Por favor, ta implícito que é uma declaração paterna desde a primeira vez que se ouve. “Teu sangue é igual ao meu, teu nome fui eu quem deu, te conheço desde que nasceu…” O que mais precisa dizer? “O pai dessa menina sou eu”? As pessoas têm por hábito por maldade em tudo. -.-

  16. Evan Moura

    28 de janeiro de 2013 em 22:14

    Com todo respeito! Eu acho uma sacanagem da parte do cara fazer uma música assim. Tudo bem que ele pode não ter expressado o que se passa na mente de muita gente, mas ele poderia ter um pouco mais de bom, senso ao escrever a letra esclarecendo o ‘fundo’ da letra. Agora, não é porque o cara faz uma música assim, dando a impressão, ou não, de que se faz apologia a algo ruim, que significa que devemos tolerar o que os outros gravam e tocam por aí. O brasileiro é 100% hipócrita!!! em todos os sentidos… Faz questão da falta de moral na cultura (TV, Rádio, Internet) Mas ninguém tem, coragem de tirar a bunda do lugar e peitar o governo para acabar com essa PUTARIA que é este país. Mas não, o brasileiro  com seu famoso jeito de ser… RELAXADO E CONFORMISTA… se acostuma de ver uma criança de 9 anos com um celular tocando funk alto na rua. Os pais são uns cretinos que invés de ensinar o filho a viver como gente, deixa o filho aprender o que quiser na rua, ou na ‘mídia’. A cultura do país, que invés de promover o que é certo e banalizar a imoralidade explícita que se encontra em TODA FORMA DE COMUNICAÇÃO, adere músicas (nada contra o gênero funk, mas as letras) que falam todo tipo de coisa pervertida como se fosse algo tão natural quanto respirar. 
    Essa mesma porcaria de país, onde o ‘povinho’, invés de ir atrás de seus direitos, não liga pra nada porque são manipulados pela merda da mídia!!! Afinal, já que o povo gosta de ver merda na TV e dá audiência, é isso que as emissoras vão passar, duma forma que ‘moldam’ os padrões de moral da sociedade de forma a aceitar gradativamente tudo que é ilícito. Depois, quer parecer bonito, fazendo copa do mundo, olimpíadas…
    Mesmo com uma porrada de gente morrendo nos hospitais por falta de tratamento médico adequado, com polícia mal paga que acaba cedendo ao crime para ter ‘vantagem’ na vida, com a mais podre educação do mundo onde qualquer um passa na prova. Esse país tem muito que SE FERRAR AINDA PORQUE BRASILEIRO SE CONTENTA COM A MERDA QUE O PAÍS ESTÁ, POIS TANTO FAZ CONTANTO QUE TENHA FUTEBOL, NOVELA E CARNAVAL. Jamais defendo políticos corruptos, mas se o povo quer fazer questão de seus direitos, precisa mudar de atitude. O país PRECISA DE UMA REFORMA NA CULTURA E NOS PADRÕES DE MORAL DA SOCIEDADE. Mas para isso, tem  que partir DE DENTRO DE CADA UM DE NÓS!!! E não ser um vagabundo conformado esperando o governo fazer a parte dele, porque o governo quer mais que TODOS NÓS, SEM EXCEÇÃO, NOS FODEMOS!!! Eu tenho nojo e vergonha de pertencer a essa raça mais atrasada que os primatas… ¬¬’

  17. Paula Cristina

    20 de outubro de 2012 em 01:17

    Pelo amor de Deus, a pedofilia nessa música é quase explicita! É muito mais digno fazer um funk falando de pornografia entre adultos do que essa pedofilia subliminar! E o integrante ainda tem coragem de dizer que a maldade tá na interpretação das pessoas?! Tem que ser censurada mesmo!!

  18. Yuri Schulz

    18 de outubro de 2012 em 07:57

    Atah … Intão uma música assim é censurada e um funk qe só fala putaria e só cantam para as “novinhas” o governo não faz porcaria nenhuma??  

  19. Samanta Oliveira

    17 de outubro de 2012 em 11:21

    Vou lhes dizer que adoro essa música, e nunca tinha pensado por esse lado “sacana”, porém agora… É de ficar com a pulguinha atrás da orelha.

  20. Bruno Leonardo

    16 de outubro de 2012 em 12:23

    E do ‘novinha safada…relaxa na pica 50x’ ninguem fala nada neh? Tah certo…

  21. Ljane Albuqrq

    16 de outubro de 2012 em 03:54

    pior q eu já tinha pensado nisso…

    mas é a unica musica q eu gosto deles!
    ah, é legal! kkk
  22. Manee

    15 de outubro de 2012 em 18:16

    Pra mim parece que o cara é pai da menina e quer convencer ela a dar pra ele. Desculpa, mas foi o que eu entendi. 

  23. Milla Prado

    15 de outubro de 2012 em 15:35

    Então qual é o porque de “Porque não?” ?

    Não entendi…
    • Shun

      15 de outubro de 2012 em 15:37

      Ele pergunta “por que não”, ou seja, porque a filha dele não quer dar pra ele

      • Milla Prado

        15 de outubro de 2012 em 15:41

        Dar o que?

        • Shun

          15 de outubro de 2012 em 15:46

          Se vc for criança eu não posso falar, mas se vc não for, vai entender

          O Cara quer pegar a filha dele, e por isso ele pergunta “E Por que não”, ou seja, ele quer saber o que tem de errado em sentir atração pela própria filha, tendeu? 😀

          • Phantom Lord / Hyoga

            26 de agosto de 2013 em 18:13

            Vc eh mais doente q eu…

  24. victor hugo

    14 de outubro de 2012 em 22:15

    vcs podiam faser sobre a música do latino: despedida de solteiro q é uma “homenagem ás pessoas q irão se casar no dia seguinte” num sei não mas tem algo errado nessa letra pra ser uma homenagem as pessoas q se casaram!” “/  

    • Shun

      15 de outubro de 2012 em 15:38

      kkkkkkkkkkkkkkkk tão falando toda hora, e essa música é horrível, por isso chama ele de plagino kkkk plágio

  25. John Lennon

    14 de outubro de 2012 em 13:05

    Pra mim isso é hipocrisia! Porra, tanta música por aí dizendo cada coisa e ninguém faz nada, você não vê essa gente ter suas “músicas” censuradas, serem processados e nem nada disso. Agora, só porque uma banda de rock criou uma música ambígua eles já são censurados, processados e o escambau a 4?! Ah, por favor, né?

    • Yasmin

      17 de outubro de 2012 em 01:06

      gostei!

  26. Psycho The Cat

    14 de outubro de 2012 em 12:18

  27. Psycho The Cat

    14 de outubro de 2012 em 12:17

  28. Creeping Death

    14 de outubro de 2012 em 10:43

    E as musicas do latino?????

  29. Filipe ZS

    13 de outubro de 2012 em 22:53

     Achei essa musica muito foda, a própria banda é foda. Mas tenho que admitir, a letra é apelativa.: E como eu adoro suas pernas fininhas?? eu estou cantando pra minha menina pra ver se eu convenço ela entrar na minha???? tão zuando néh, se isso não tem apelo sexual porque diabo um pai vai dizer que adora as pernas fininhas da filha????? putaquepariuporradocaralho…..

    • John Lennon

      14 de outubro de 2012 em 00:53

      O problema não é a música, e sim a sua mente que está cheia de malícia.

    • Yasmin

      14 de outubro de 2012 em 00:32

      ficar se prendendo em detalhes da letra, pra que? cada um interpreta da maneira que lhe convém, é como eu citei no meu comentário logo acima, a letra dessa música é vaga dms, pode gerar vários tipos de interpretação.Sendo estranho ou não, ainda sim é uma polêmica e tanto.

  30. Yasmin

    13 de outubro de 2012 em 22:45

    sério mesmo, estou conhecendo a música agora, e ao ler a letra não tive malícia alguma.Só depois qndo fui lendo o resto do post que vi o que ela poderia nos “sugerir”, digamos assim.Minha opinião é o que TJ-RS foi muito crítico, deveriam ter relevado.Quando li de novo, pensando como um pai cantando isso pra sua filha, até que me fez mais sentido, o que concordo nesse caso, é a que letra é vaga, ou seja, é cabível a ela várias formas de interpretação.Parece que não nos deixa claro a mensagem que quer se passar.O grande problema, que aliás, é uma constante aqui no Brasil, são as letras de funk, que pra mim são MUITO piores do que essa aí.Fazem apologia ao crime, letras explícitas, vazias de conteúdo, e tem muita criança cantando esse tipo de coisa por aí, achando que ta bonito.Nesse caso, tem pessoas que apenas criticam, mas sinceramente, não ouvi falar até hoje de algum cantor ou grupo de funk que foi processado por essas letras.Pra mim isso tudo é hipocrisia, sem mais palavras.

    • Thiago Bordignon

      4 de março de 2014 em 14:29

      disse tudo Yasmim !

    • Yasmin

      14 de outubro de 2012 em 00:29

      sim, vejo por esse lado tbm, mas só expus a minha opinião aqui… isso foi apenas uma observação que fiz.Mas sabemos que eles não tem nada mesmo, a maioria depende bastante do tipo de público que vão atrair.Aí a justiça prefere não perder tempo mesmo.

    • Filipe ZS

      13 de outubro de 2012 em 22:57

       sabe pq nenhum grupo ou cantor de funk foi processado?? pq geralmente eles não tem nada, nada mesmo, nada alem de burrice e mediocridade. A justiça sabe que eles não tem nada de valor pra dar em troca do lixo que eles fazem..

  31. Nameless

    13 de outubro de 2012 em 22:31

    Aff… Eu gostava dessa música. Nunca tinha pensado nesse lado “sujo” da canção. Não vou mais conseguir ouvir ela sem lembrar disso…

  32. Diego Luis

    13 de outubro de 2012 em 22:10

    Lamento, mas apesar de ser uma musica ambígua o ritmo, figurino, o cara enchendo a cara, as garotas de colegial tudo isso não dá uma sensação paternal e sim sexual ‘-‘

    • Filipe ZS

      13 de outubro de 2012 em 22:45

      Concordo com voce, mas isso não deixa de ser censura, se é proibido então tem que ser pra todos

  33. Diego Sousa

    13 de outubro de 2012 em 22:05

    Não tem muito sentido a explicação. Primeiro por que no clipe tem um cara bebado com cara de pedofilo. E oq siginifica então a parte que dis: “E porque não?”. Sinceramente, não colou.

  34. guardianlord

    13 de outubro de 2012 em 20:24

    Humm… Dependendo de quem ouve é apologia ao crime, etc… bom funk é o que então??? Por que não proibem o funk tambem? Ou seja, rock não pode, funk é normal? No rock isso depende de quem escuta.. no funk isso é explicito….

    Putz, estamos perdido….
  35. Anônimo

    13 de outubro de 2012 em 20:23

    ?V?o?l?t?e?i? 

  36. Darkside

    13 de outubro de 2012 em 20:04

    a musica é uma merda de qualquer jeito….

    • jeff zika Mc

      13 de outubro de 2012 em 20:15

      Que belo resultado, fico realmente impressionado
      O jeito que o sujeito tem de fazer tudo errado
      Sabe muito bem que não entende, erra, também não aprende
      Vai ficando diferente porque fez o dito “X”
      Fez o que bem quiz, menos o combinado, e não quer que eu fique irritado

      Sabe que ta fazendo errado e vai fazendo mesmo assim
      Sabe que ta ficando torto e que vai ficar ruim
      Sabe que vai ficar por isso e todo compromisso pode deixar de lado
      É mesmo um desafortunado, quem acha muito engraçado fazer tudo errado

      Junto com o dinheiro posto fora, foi-se a paciencia embora
      Já passou da sua hora de sumir daqui
      Eu não quero mais que fique, não quero que se explique
      Quero ver se me entende e saia já da minha frente
      Porque não existe coisa mais nociva que o idiota de iniciativa

      Sabe que ta fazendo errado, e vai fazendo mesmo assim
      Sabe que ta ficando torto e que vai ficar ruim
      Sabe que vai ficar por isso e todo compromisso pode deixar de lado
      É mesmo um desafortunado, quem acha muito engraçado fazer tudo errado

      Sabe que ta fazendo errado e vai fazendo mesmo assim
      Sabe que ta ficando torto e que vai ficar ruim
      Sabe que vai ficar por isso e todo compromisso pode deixar de lado
      É mesmo um desafortunado, quem acha muito engraçado fazer tudo errado

  37. Nathan Lemos

    13 de outubro de 2012 em 19:25

    PUT A KEEP A REAL… Essa foi a melhor forma que esses caras escolheram pra “protestar” ???? Só conseguiram se comparar a Michel teló e qualquer banda de axé…. Que deselegante

  38. Pedro Xavier

    13 de outubro de 2012 em 18:38

    Acredito que a única medida cabível neste caso, é um alerta gravado na capa do CD/DVD para avisar as pessoas que o material contém arte possivelmente ofensiva. Nada mais. Nada de multa ou restrições para ouvir a música. Sou a favor de um mundo com TOTAL liberdade de expressão, ainda que esta seja ofensiva aos costumes de uma época ou povo. Tá cheio de funk por aí incentivando o sexo, a traição, denegrindo a imagem das mulheres e ninguém faz nada, pelo contrário, são essas que mais fazem sucesso. Tá na hora da sociedade abrir os olhos e deixar de ser hipócrita.

  39. Douglas Da Silva

    13 de outubro de 2012 em 18:34

    É o que eu digo… Quase sempre o preconceito, malicia e afins está nos ouvidos de quem escuta, não nas palavras 🙂

  40. Neji Hyuuga

    13 de outubro de 2012 em 18:28

    E o proximo post….sai quando!!!!!!!!!!

  41. Super

    13 de outubro de 2012 em 18:08

    tamo chapado! 

    tamo chapadão!
    tamo chapado chapado!
    tira o pé do chão! então
    pula! pula! fia da.. Pula! pula! fia da.. pula.. 
  42. Leandro De Oliveira

    13 de outubro de 2012 em 18:06

    as mentes são sujas, e sugestivas a porcaria imunda… a musica n tem culpa e sim as pessoas

    • Super

      13 de outubro de 2012 em 18:30

      de acordo, suponho que esta seria minha opinião.. 

  43. Fernanda

    13 de outubro de 2012 em 17:24

    Na primeira é realmente tensa,mais depois de se imaginar sendo um homem que é pai ameniza bastante,só não entendi o “Por que não?”(Já ouvi muita musica mais tensa que essa também 🙂

    • Shun

      13 de outubro de 2012 em 17:31

      MC Catra broxa, por exemplo

  44. Nate Kyohei

    13 de outubro de 2012 em 17:21

    WOW, realmente tudo depende da sua interpretação … e como disse aí na matéria, já estamos acostumados a ouvir lixos com temas eróticos, então logo pensamos besteira quando ouvimos essa música, mas ao ler de novo realmente da pra sentir a fundo o que o autor quiz dizer!!
    Agora Rock é processado pelos juízes terem o cérebro corrompido pelo funk carioca … agora graças a esse lixo a gente vê criancinhas falando palavrão e fazendo coisas piores … pq ninguém nunca processou um funkeiro? pensem ….

    • Yasmin

      13 de outubro de 2012 em 22:32

      gostei da sua resposta Gabriel 😉

    • Altair Ibn-La'Ahad

      13 de outubro de 2012 em 17:28

      UAAAAH!! falou mto bem cumpádi! to cansado de passar na frente dos colegios publicos e ver a gurizada de dez anos cantando “ela dá pa nois q nois é patrao”

    • Neji Hyuuga

      13 de outubro de 2012 em 17:24

      Falo e disse, excelente post!

  45. Islan Oliveira

    13 de outubro de 2012 em 17:20

    Motivo: Pedo Bear e Slender acharam que o cara tava querendo entrar no negócio deles, deu nisso. e por que não?

  46. Travis Bickle

    13 de outubro de 2012 em 17:16

    O Brasil devia parar de produzir 2 coisas, músicas e políticos.

  47. Shun

    13 de outubro de 2012 em 16:52

    Se ele só gosta dela como filha, por que não usou outra palavras pra expressar isso? Ele quis provocar outro sentido sim, foi de propósito.

    • Duda !

      13 de outubro de 2012 em 17:55

      Também acho.Ele podia usar outras palavras mesmo,concerteza fizeram isso pra provocar polemica,está na cara.

    • Nate Kyohei

      13 de outubro de 2012 em 17:23

      pq vc não usa o cérebro de vez em quando??

      • Shun

        13 de outubro de 2012 em 17:29

        Eu uso sempre, é meu cérebro que permite que eu me mexa, que eu fale, que eu leia, etc.

        • Altair Ibn-La'Ahad

          13 de outubro de 2012 em 17:32

          kkkkkkkk piorex

    • Altair Ibn-La'Ahad

      13 de outubro de 2012 em 16:56

      pior, percebi isso tbem.. assassinarei a banda inteira por tal INFÂMIA!!

      • Neji Hyuuga

        13 de outubro de 2012 em 16:58

        Altair,se fizerem um filme do assassins creed,quem vc iria escolher pra fazer o seu papel

        • Altair Ibn-La'Ahad

          13 de outubro de 2012 em 17:09

          Matthew Fox tambem é um bom ator q parece um pouquiiiin comigo. Mas só um pouquim

          • Neji Hyuuga

            13 de outubro de 2012 em 17:13

            ahh entendi,,,

        • Altair Ibn-La'Ahad

          13 de outubro de 2012 em 17:06

          esse tal de Michael Fassbender parece comigo um pouquinho.. claro q eu sou + bonito, masss.. é só ele deixar a barba crescer um pouquin e caprichar na maquiagem q vai ficar bacana..

  48. Shun

    13 de outubro de 2012 em 16:46

    E Por que não? porque ela não quer dar pro próprio pai

  49. Alex Macêdo

    13 de outubro de 2012 em 16:38

    Essa parte é que mata! 

    “Eu estou cantando 
    Pra minha menina 
    Pra ver se eu convenço 
    Ela entrar na minha 
    E por que não? ‘

    Se realmente é amor paterno, para que ele está cantando para convencer ela entrar na dele.
    • Thomas Henrique

      14 de outubro de 2012 em 14:06

      realmente se levarmos tudo a malicia muito lixo por ai ta ferrado,e essa musica e o caso so que e interpretei o seguinte o amor entre pai e filha obviamente e uma coisa normal ja vi o titulo esquecito e por que nao? isso ja da a ideia que ele tem alguma coisa em mente,o fato dele elogiar o seu corpo a como as pernas ,dela entrar na dele,como assim se fosse um relacionamento paterno o amor com o pai tinha que ser deus do começo,a musica podia falar um caso de separaçao mais nao e o caso,ou seja amor paterno e uma ova.

    • Shun

      13 de outubro de 2012 em 16:41

      Só se for pra ela aprender a gostar dele tbm como filha

  50. Shun

    13 de outubro de 2012 em 16:37

    O cara que traçar a própria filha, sem mais

    • Neji Hyuuga

      13 de outubro de 2012 em 16:42

      • Shun

        13 de outubro de 2012 em 17:10

        Ó céus… o que eu fiz pra merecer?

        • Altair Ibn-La'Ahad

          13 de outubro de 2012 em 17:15

          kkkkkk se deitou em cima dele… foi mal parceiro, mas q é esquisito é

          • Shun

            13 de outubro de 2012 em 17:49

            Eh… eu sei..

          • Killbill Amatsuokami Oobito, "Let's do the Harlem Shake!"

            13 de outubro de 2012 em 17:57

            E eu pensando que vc nao era gay……

          • Neji Hyuuga

            13 de outubro de 2012 em 18:05

            Olha como vc fala com ele,ele e do grupo maneiro,ou seja e da familia!

            mais respeito com o shun
            #eusomaneiro
          • Shun

            13 de outubro de 2012 em 18:10

            Os maneiros estão sempre prontos a defender os seus integrantes
            #eusoumaneiro

          • Killbill Amatsuokami Oobito, "Let's do the Harlem Shake!"

            13 de outubro de 2012 em 18:35

            Aham sei…..

          • Shun

            13 de outubro de 2012 em 18:04

            Eu não sou gay, é que os cara do anime quiseram me ferrar. Mas no anime eu tive até peguete e ela chamava June, não sei se vc lembra…

          • Anônimo

            13 de outubro de 2012 em 20:30

            “Esquentar o Hyoga com o calor do meu corpo e da minha energia…” 
            Tem certeza q nao eh gay, Shun?
          • Neji Hyuuga

            13 de outubro de 2012 em 17:16

            desulpa shun..mas foi muito engraçado..

          • Shun

            13 de outubro de 2012 em 17:49

            Tá de boa…

      • Altair Ibn-La'Ahad

        13 de outubro de 2012 em 17:08

        huhuhuháháhá! inegavelmente, essa cena foi mto GAAAY!! fiquei sentido frios na barriga pq eu botava fé no yoga.. mass cisney tbem é de se desconfiar….

  51. kurama youko

    13 de outubro de 2012 em 16:35

    Oi, como vão vocês todos?

    • Anônimo

      13 de outubro de 2012 em 20:16

      Bem, na medida do possivel…

    • Shun

      13 de outubro de 2012 em 16:41

      Bem…

    • Neji Hyuuga

      13 de outubro de 2012 em 16:37

      eu vou bem…e voce..

  52. Little Uchiha™

    13 de outubro de 2012 em 16:33

    Tenso demais, de primeira é assustador, hmm.

  53. Chapolin Colorado

    13 de outubro de 2012 em 16:33

    Amadores … 

    • Kurono Kei

      13 de outubro de 2012 em 20:55

      Isso aí….
      =D

  54. Iron Man

    13 de outubro de 2012 em 16:25

    Deu até medo da musica kkkkkkkk

  55. Jabison Rafael

    13 de outubro de 2012 em 16:23

    20° yess

    • Altair Ibn-La'Ahad

      13 de outubro de 2012 em 16:25

      Failzim

      • Jabison Rafael

        13 de outubro de 2012 em 16:35

        fail mesmo

  56. Neji Hyuuga

    13 de outubro de 2012 em 16:22

    Isso prova que o ser humano e muito malicioso!!

    por mim a musica poderia ser aprovada!
  57. Marcelo Machado

    13 de outubro de 2012 em 16:18

    Quando ouvi ela da 1ª vez, fiquei com uma pulga atras da orelha por causa da letra, mas depois foi essa mesmo a conclusão que tive, “amor paterno”, e sinceramente, eles deviam era acabar com essas porcarias de funk, sertanejo universitario, pagode etc. ou o que acham que a frase “assim voce mata o papai” quer expressar?

    • Shun

      13 de outubro de 2012 em 16:39

      Que a mina é gostosa, só isso

      • Marcelo Machado

        13 de outubro de 2012 em 16:42

        Sai shun, voce é só poser de homem, nem gosta de mulher

        • Shun

          13 de outubro de 2012 em 16:55

          Lógico que gosto, eu já peguei mulher até no anime

  58. Fernanda Baptista

    13 de outubro de 2012 em 16:16

     Nossa, realmente dá para interpretar essa música de duas formas completamente diferentes…

  59. Altair Ibn-La'Ahad

    13 de outubro de 2012 em 16:14

    NUSS!! eu interpretei como vil pedofilia e incesto!! 

    • Altair Ibn-La'Ahad

      13 de outubro de 2012 em 16:30

      reconsiderando, a letra fica bem esquisita sim. Mas só pq foi implantada na nossa mente a malicia nas letras musicais.. alem do q pedofilia se tornou uma atrocidade tao comum q eu acabei interpretando erroneamente o sentido da musica, considerando q a maldade estivesse presente, ainda nao tenho plena certeza de q nao esteja, mas sinceramente espero q nao.

      #Odeiopedofiliaeincesto
      #assassinareitodososdestruidoresdeinfancia
      • Kurono Kei

        13 de outubro de 2012 em 20:52

        Eu também interpretei desse modo, mesmo depois de ler a “explicação” (que para mim soou mais como justificativa). Mas, sério, a letra poderia ser menos subjetiva. Tem alguns elementos da letra que dão margem à essa interpretação indepedente do ponto de vista.

  60. The Dead

    13 de outubro de 2012 em 16:12

    …Prefiro Necrofilia -n

  61. Felipe Langame

    13 de outubro de 2012 em 16:10

    gostei da música, se ñ ouvesse tanto lixo musical, essa musica seria valorizada como deveria

    vou começar a escutar a banda
  62. Chapolin Colorado

    13 de outubro de 2012 em 16:08

    Pq o Minilua não aprova as ibagens ? 

    • Chapolin Colorado

      13 de outubro de 2012 em 18:05

      AEEE agora carregou … Milagre 

    • DeadPool

      13 de outubro de 2012 em 16:43

      BugLua

    • Shun

      13 de outubro de 2012 em 16:38

      kkkkkkkkkk isso tbm acontece comigo

120 Comentários
mais Posts
Topo