Minilua

O triste efeito das drogas

E não é de hoje, que as drogas têm destruído famílias. No meio artístico, por exemplo, inúmeros são os músicos viciados. De cantores e cantoras, a atores e atrizes. Em comum, um triste quadro de dependência e sofrimento.

A droga no meio artístico

Como dito acima, as drogas não escolhem clientes. Muito pelo contrário. Que o diga, aliás, o ator Macaulay Culkin. Viciado, ele deixaria tudo de lado. Fama, dinheiro, mulheres… Sua atual condição, bem atípica, por sinal.

Amy Whinehouse: E ao longo da carreira, inúmeras foram as drogas consumidas. Do conhecido êxtase, passando por cocaína e heroína. Nesse ínterim, um dos relacionamentos mais conturbados da história: Amy e Blake Fielder.

Rafael Ilha: Já na TV, o cantor seria tratado da pior maneira possível. Entre vídeos e reportagens, a imagem de um antigo ídolo infantil.

Kurt Cobain: E não é segredo para ninguém, que o ex-vocalista do Nirvana se drogava. Por sinal, não apenas ele, como também, a sua então namorada, Courtney Love.

Lindsay Lohan: Bem sucedida na carreira, passaria a consumir maconha e a fumar demasiadamente. No auge do desespero, por sinal, o consumo de cocaína.

A droga no meio familiar

No Brasil, infelizmente, diversos são os jovens viciados. Entre eles, as mais diferentes drogas, como, por exemplo: o êxtase, a maconha e o lança perfume.

Ilícitas, são consumidas em raves e baladas especificas. Para os pais, duas preocupações principais: a necessidade de internação, ou ainda, um eventual tratamento. 

Entre os especialistas, o assunto segue dividindo opiniões. Em sua defesa, a necessidade de diálogo, e de um bom relacionamento familiar.

Em outra vertente, a mídia, abordando o tema, e levantando este em programas de auditório e em telejornais.

Por fim, a dúvida que não quer cessar: Até quando, amigos, até quando?