As últimas palavras antes da cadeira elétrica

Em diversos países, o governo tem o poder de matar criminosos perigosos, principalmente quando seus crimes envolvem assassinatos. Essas pessoas, após terem passado por diversas fases de recursos na justiça, são levadas para o corredor da morte, onde esperam sua vez de morrer.

Durante esse ritual macabro, o preso tem direito a sua última refeição com o que desejar e pode falar suas últimas palavras para quem estiver assistindo sua morte e muitas dessas frases ficaram marcadas na história:




George Appel

George-Appel

George Appel foi executado na cadeira elétrica em 1928, na cidade de Nova York, acusado de assassinato. Suas últimas palavras foram: “Well folks, you’ll soon see a baked apple.” ou “Bem amigos, em breve vocês vão ver uma maçã assada.”




David Castillo

1917-610x360

David Castillo foi executado com uma injeção em 1998, acusado de assassinato. Suas últimas palavras foram: “There is no man that is free from all evil, nor any man that is so evil to be worth nothing.” ou “Não há nenhum homem livre de todo o mal, nem qualquer homem que seja tão mal que não valha nada.”




Anna Antonio

Anna_Antonio

Anna Antonio foi executada na cadeira elétrica em 1934, acusada de ter matado seu marido. Suas últimas palavras foram: “I don’t care what you do to me. I am not afraid to die. I have nothing on my conscience. I never killed anyone.” ou “Eu não me importo com o que vocês vão fazer comigo. Eu não tenho medo de morrer. Eu não fiz nada em minha consciência. Eu nunca matei alguém.”




Thomas Arnold Kemp Jr.

executionwire26n-1-web

Thomas Arnold foi executado com uma injeção letal, em 2012. A acusação era de assassinato e suas últimas palavras foram: “I regret nothing.” ou “Não me arrependo de nada.”




George Engel

george_engel

George Engel foi executado na forca em 1887, acusado de um assassinato. Suas últimas palavras foram: “Hurrah for anarchy! This is the happiest moment of my life!” ou “Um viva para os anarquistas! Este é o momento mais feliz da minha vida!”




Peter Kürten

tumblr_nczi7krSOI1tma5c6o1_250

Peter Kürten foi executado em 1931, acusado de ter assassinado mais de 60 pessoas. Em sua época, ele era conhecido como “O vampiro de Dusseldorf”. Sua execução foi na guilhotina e suas últimas palavras foram: “Tell me. After my head has been chopped off, will I still be able to hear, at least for a moment, the sound of my own blood gushing from the stump of my neck? That would be a pleasure to end all pleasures.” ou “Diga-me. Depois da minha cabeça ser arrancada fora, eu ainda conseguirei ouvir, pelo menos por um momento, o som do meu próprio sangue jorrando do toco do meu pescoço? Isso seria o prazer para acabar com todos os prazeres.”

  1. Marcio Viana

    19 de dezembro de 2015 em 14:52

    O título da matéria deveria ser ”últimas palavras antes da execução” e não ”últimas palavras antes da cadeira elétrica.”

  2. Super Promoções

    16 de dezembro de 2015 em 03:28

    O prazer dele era sentir a morte tomar o corpo de suas vítimas quando ele as matavam, esse era o maior prazer que ele sentia por ser psicopata e os carrasco dariam isso a ele. Esse era o maior prazer de todos os prazeres que tivera quando matava.

  3. Lynn Rock

    15 de dezembro de 2015 em 19:07

    Será q ela era inocente?

    • Rei

      18 de dezembro de 2015 em 13:27

      ela matou o maido

  4. Greg

    15 de dezembro de 2015 em 19:05

    Será que alguem ja disse essa frase: Alguem sabe me dizer ja que vou morrer, é, no céu tem pão?

    • Douglas

      17 de dezembro de 2015 em 18:06

      E morreu.

  5. Giovany Dias

    15 de dezembro de 2015 em 17:42

    David Castillo mitou…

  6. Willyam Ricardo

    15 de dezembro de 2015 em 13:03

    QUI PICICOPATA o_O (que frase loka véio )
    [img]http://http://minilua.org/wp-content/uploads/2015/12/tumblr_nczi7krSOI1tma5c6o1_250.jpg[/img]

    • Caciano

      15 de dezembro de 2015 em 14:18

      acho que ele quiz dizer: minha morte brutal vai satisfazer voces de todo rancor que sentem por mim, minha morte vai trazer os mortos de volta?

      • Wyvern Björk

        15 de dezembro de 2015 em 17:37

        Acredito que o que ele quis dizer é que ia gostar dessa morte brutal, apenas isso.

        • Willyam Ricardo

          16 de dezembro de 2015 em 16:09

          Acho que ele quis dizer , morte aos nerds , perai eu sou nerd 😮

          • Rei

            18 de dezembro de 2015 em 13:27

            não é não

  7. Fabiano Lacerda

    15 de dezembro de 2015 em 00:31

    O Peter Kürten seria um excelente sócio ou parceiro pra zuar por aí..

13 Comentários
mais Posts
Topo