Minilua

Uma questão de sobrevivência

Já se perguntaram o porquê da existência de comidas nada comuns e, para muitos, repulsivas na China? Pois bem, no post de hoje mostraremos como e porque esse estranho cardápio apareceu na comunidade chinesa.

Tudo começou na Era Mao, quando Mao Tsé-Tung estava à frente da China e queria transforma-la em um país industrializado. Por defender as ideias socialistas, Mao se aproximou da extinta União Soviética e ainda com intuito de mudar a China tentou estabelecer o socialismo em um tempo recorde. Para colocar o seu plano em prática, ele aumentou a produção agrícola, para alimentar a população, já que o comércio deixaria de existir.

Com o tempo Mao percebeu que, para conseguir industrializar a China, ele precisaria de aço e não de comida. Sendo assim, fez com que os camponeses abandonassem a produção de alimentos para desenvolver o que ele queria. Ele proibiu o cultivo privado e deixou milhares de plantações apodrecerem no campo. 

O abandono das plantações e a obrigatoriedade de produzir apenas aço levou a China a uma tremenda escassez de alimentos, tão devastadora que matou cerca de 40 milhões de habitantes. 

Se você pensa que os hábitos alimentares dos chineses são explicados apenas pela cultura, está enganado, tudo isso foi uma questão de sobrevivência. Essa crise alimentícia foi o fator que desencadeou os pratos exóticos que vemos por lá. Sem ter o que comer, naquela época, os habitantes começaram a comer o que encontravam pela frente: escorpião, gafanhoto, barata, grilo… 

Depois da crise, os chineses continuaram se alimentando dessa forma um tanto quanto inusitada. E todos esses alimentos passaram a fazer parte da cultura chinesa.

Assista ao vídeo e conheça alguns dos pratos mais exóticos da China:

 

Me adicione no Facebook: Nandy Martins