Minilua

Rolling Stones completam meio século de história!

Em julho de 1962, os Rolling Stones subiam pela primeira vez no palco do Marquee Club, em Londres.

Em contraste com os Beatles, que pregavam a “paz e o amor”, surge uma banda épica exclamando “sexo, drogas e rock n’roll!”. Considerados rebeldes, fazendo tudo que era errado e proibido, numa década onde reinava a moral e os bons custumes, os garotos arrancavam gritos da multidão ao som de Satisfaction.

O logotipo que todos conhecem apareceu pela primeira vez no álbum Sticky Fingers e até agora faz o maior sucesso, seja estampado em camisetas ou em adesivos ou bottons.

Meio século depois, ainda são considerados referência para novas gerações de músicos e já venderam mais de duzentos milhões de discos. Não há dúvidas quanto ao sucesso e popularidade dos dinossauros do rock nos dias atuais, pois, havendo o menor sinal de que a banda inicie uma nova turnê, já existem fãs ao redor do mundo esperando a oportunidade de presenciar mais um show dos Stones.

E pra comemorar tanto sucesso, nesse mês, está sendo realizada uma exposição na Somerset House, em Londres, até 27 de agosto com o lançamento de um livro com o mesmo nome da mostra, Rolling Stones: 50, que documenta a trajetótia da banda em fotos, após o lançamento da biografia não autorizada de Mick Jagger, que relata os casos do cantor com Carla Bruni e David Bowie.

No decorrer de sete décadas, inúmeras bandas foram se formando, porém os Stones fazem parte dos poucos que envelheceram sem perder a qualidade e competência, sendo reconhecidos através das gerações que idolatram o rock.

Acompanhe alguns vídeos e descubra porque eles marcaram a vida de muita gente, tanto no modo de fazer música quanto na tecnologia utilizada nos shows:

1964:

 

1968

 

1981

 

1986

 

1991

 

1995

 

2008

 

Confira também algumas curiosidades sobre os efeitos tecnológicos utilizados na reprodução de suas músicas e apresentações:

1969: Os Stones também foram a primeira banda a fazer uma turnê com palco próprio, iluminação e telão (ainda em preto e branco) com um técnico especializado em cada área, levando toda a sua estrutura e equipamento por onde passavam, em sua turnê de 1969. “Esta turnê  praticamente definiu o estilo de show que vemos hoje, como o telão para que o público pudesse ver a banda de perto e palcos personalizados para cada série de shows”, afirma o especialista em som Flávio Tsutsumi.

 

1981: Para produzir Start Me Up, os Stones inovaram ao gravar a batida famosa do hit em um banheiro. Acredite se quiser: algumas das faixas de bateria foram captadas no banheiro do estúdio Power Station, em Nova York. 

 

1986: Neste ano, os Stones lançam o videoclipe de Harlem Shuffle, fazendo uma histórica combinação de live-action com animação.

 

1991: Flashpoint, álbum gravado ao vivo e lançado em 1991, também faz história ao ser o primeiro disco que usa a gravação “binaural”, uma técnica de captação de som que é capaz de reproduzir mais fielmente o som de um show. É essa tecnologia que faz com que você tenha a sensação que a multidão está atrás de você, recebendo sons diferentes através de fones ou alto-falantes da direita e da esquerda. 

 

1994: Os Stones transmitem 20 minutos de um show em Dallas pela internet, tornando-se a primeira banda grande a usar a rede para isso, através de uma tecnologia chamada MBone, que gravava 10 frames por segundo.

 

1995: Os Stones passam pela primeira vez no Brasil, com o tour Voodoo Lounge, usando, novamente, tecnologias pioneiras em seu show. Foi a primeira banda a usar o Jumbo Screen, uma tela gigante que toma conta de todo fundo do palco.

 

2008: É lançado o documentário sobre os Stones Shine a light dirigido por Martin Scorcese. Foi o primeiro contato do famoso mestre do cinema com o cinema digital – os frames foram capturados digitalmente, em vez de diretamente no filme.

 

 

Oremos para que posteriormente apareçam bandas tão boas quanto, pois do jeito que está (Restart, Cine, nem vou citar outros…), dá vontade de voltar no tempo e nunca mais voltar!

Espero que quem ainda não conhecia esses monstros da música, apreciem esse post.

 

Não deixe de recomendar e espalhar este post para seus amigos!

Para me adicionar no Facebook:

Aline Santos