Videogames: o futuro da educação

Kid-video-gamingOs videogames já são o maior mercado de entretenimento do mundo, superando cinema e música, e cada vez mais o poder deles vai crescendo. E agora eles estão chegando à educação, onde os games podem desde ajudar no aprendizado até nos guiar na hora de escolhermos nossa profissão.

A Faculdade Pitágoras, de BH, está implementando um novo tipo de teste vocacional, onde ele é feito em forma de jogo, dando uma melhor dinâmica, o que faz com que a pessoa acabe se dedicando mais no teste, conseguindo sem esforço um melhor resultado: "Hoje, os jovens têm muita facilidade para lidar com tecnologia. Isso ajuda a trazer seus desejos mais profundos. No teste convencional, ele já vem meio viciado. No game, está se divertindo, não tem preocupação com as respostas".

Contudo o grande desejo dos educadores é fazer com que os jogos sejam usados na hora de ensinar, pois desde 1980 trabalhos e pesquisas que envolvem games na educação estão sendo desenvolvidos, contudo no passado os jogos eram limitados e acabavam não conseguindo dar aquele ânimo, pois eram toscos. Mas hoje em dia com todas as possibilidades existentes, os games podem se tornar uma ferramenta importante no ensino, pois seu grau de interatividade é incrível, o que tornaria o ensino mais prazeroso e eficiente.

videogames_escola_camiseta-p235418092845227621z7tqq_400

Felizmente essa onda de tornar os jogos partes do ensino vem crescendo no mundo todo e também no Brasil, como explica Lynn Alves, professor da Universidade do Estado da Bahia: "Na Bahia, já temos alguns jogos desenvolvidos com base em características mais comerciais. Desenvolvemos trabalhos para a área de história, matemática, biologia e empreendedorismo. Algumas experiências já vêm se distanciando do que não interessa os jovens.”

Então vamos torcer para que cada vez mais os jogos façam parte da educação, afinal assim será melhor estudar e também dará aos alunos mais um motivo para irem à escola! Quem diria? Videogames, o futuro da educação!

Pensem nisso! Divulgue a matéria, me siga no Twitter: @Diego_minilua ou me adicione no Face:http://www.facebook.com/diegominilua.

  1. Guilherme Lula

    10 de abril de 2012 em 19:04

    É claro que o julgamento imparcial das eventualidades estimula a
    padronização da gestão inovadora da qual fazemos parte. Todavia, a
    consolidação das estruturas representa uma abertura para a melhoria das
    regras de conduta normativas. Gostaria de enfatizar que a necessidade de
    renovação processual exige a precisão e a definição das posturas dos
    órgãos dirigentes com relação às suas atribuições. Nunca é demais
    lembrar o peso e o significado destes problemas, uma vez que a constante
    divulgação das informações agrega valor ao estabelecimento das
    diretrizes de desenvolvimento para o futuro.

              Podemos
    já vislumbrar o modo pelo qual a mobilidade dos capitais internacionais
    oferece uma interessante oportunidade para verificação do processo de
    comunicação como um todo. Do mesmo modo, a estrutura atual da
    organização deve passar por modificações independentemente do fluxo de
    informações. Assim mesmo, a hegemonia do ambiente político é uma das
    consequências dos índices pretendidos. Ainda assim, existem dúvidas a
    respeito de como a execução dos pontos do programa afeta positivamente a
    correta previsão do sistema de participação geral.

              Acima
    de tudo, é fundamental ressaltar que o fenômeno da Internet assume
    importantes posições no estabelecimento das direções preferenciais no
    sentido do progresso. Pensando mais a longo prazo, a adoção de políticas
    descentralizadoras pode nos levar a considerar a reestruturação do
    sistema de formação de quadros que corresponde às necessidades. Caros
    amigos, o comprometimento entre as equipes possibilita uma melhor visão
    global dos paradigmas corporativos. Desta maneira, a expansão dos
    mercados mundiais causa impacto indireto na reavaliação dos
    procedimentos normalmente adotados.

              Por outro lado, o
    surgimento do comércio virtual ainda não demonstrou convincentemente que
    vai participar na mudança do remanejamento dos quadros funcionais.
    Evidentemente, a competitividade nas transações comerciais estende o
    alcance e a importância dos métodos utilizados na avaliação de
    resultados. É importante questionar o quanto o entendimento das metas
    propostas maximiza as possibilidades por conta de todos os recursos
    funcionais envolvidos. O que temos que ter sempre em mente é que o
    desafiador cenário globalizado facilita a criação do orçamento setorial.
    No mundo atual, a contínua expansão de nossa atividade obstaculiza a
    apreciação da importância dos relacionamentos verticais entre as
    hierarquias.

              Percebemos, cada vez mais, que o novo
    modelo estrutural aqui preconizado nos obriga à análise das novas
    proposições. As experiências acumuladas demonstram que a valorização de
    fatores subjetivos aponta para a melhoria dos conhecimentos estratégicos
    para atingir a excelência. O empenho em analisar o consenso sobre a
    necessidade de qualificação promove a alavancagem das diversas correntes
    de pensamento. Não obstante, a revolução dos costumes prepara-nos para
    enfrentar situações atípicas decorrentes do investimento em reciclagem
    técnica.

              Neste sentido, a percepção das dificuldades
    auxilia a preparação e a composição dos modos de operação convencionais.
    No entanto, não podemos esquecer que a determinação clara de objetivos
    acarreta um processo de reformulação e modernização de alternativas às
    soluções ortodoxas. A certificação de metodologias que nos auxiliam a
    lidar com a complexidade dos estudos efetuados não pode mais se
    dissociar dos níveis de motivação departamental. Por conseguinte, a
    crescente influência da mídia faz parte de um processo de gerenciamento
    do levantamento das variáveis envolvidas.

              Todas estas
    questões, devidamente ponderadas, levantam dúvidas sobre se o aumento do
    diálogo entre os diferentes setores produtivos cumpre um papel
    essencial na formulação das formas de ação. A nível organizacional, o
    acompanhamento das preferências de consumo apresenta tendências no
    sentido de aprovar a manutenção das condições inegavelmente apropriadas.
    O cuidado em identificar pontos críticos na consulta aos diversos
    militantes talvez venha a ressaltar a relatividade do retorno esperado a
    longo prazo.

              A prática cotidiana prova que o início
    da atividade geral de formação de atitudes desafia a capacidade de
    equalização das condições financeiras e administrativas exigidas. O
    incentivo ao avanço tecnológico, assim como o desenvolvimento contínuo
    de distintas formas de atuação garante a contribuição de um grupo
    importante na determinação do impacto na agilidade decisória. No
    entanto, não podemos esquecer que o fenômeno da Internet ainda não
    demonstrou convincentemente que vai participar na mudança da gestão
    inovadora da qual fazemos parte.

              Nunca é demais
    lembrar o peso e o significado destes problemas, uma vez que a
    consolidação das estruturas apresenta tendências no sentido de aprovar a
    manutenção dos relacionamentos verticais entre as hierarquias. Assim
    mesmo, a necessidade de renovação processual exige a precisão e a
    definição dos conhecimentos estratégicos para atingir a excelência. O
    empenho em analisar a competitividade nas transações comerciais agrega
    valor ao estabelecimento dos níveis de motivação departamental. Gostaria
    de enfatizar que a mobilidade dos capitais internacionais oferece uma
    interessante oportunidade para verificação do sistema de participação
    geral.

              Não obstante, a percepção das dificuldades
    talvez venha a ressaltar a relatividade de alternativas às soluções
    ortodoxas. A certificação de metodologias que nos auxiliam a lidar com o
    surgimento do comércio virtual assume importantes posições no
    estabelecimento dos índices pretendidos. Todas estas questões,
    devidamente ponderadas, levantam dúvidas sobre se a execução dos pontos
    do programa afeta positivamente a correta previsão do processo de
    comunicação como um todo. Do mesmo modo, o acompanhamento das
    preferências de consumo representa uma abertura para a melhoria das
    condições financeiras e administrativas exigidas. A prática cotidiana
    prova que a determinação clara de objetivos estende o alcance e a
    importância do levantamento das variáveis envolvidas.

              Caros
    amigos, o comprometimento entre as equipes é uma das consequências dos
    paradigmas corporativos. As experiências acumuladas demonstram que a
    expansão dos mercados mundiais auxilia a preparação e a composição do
    remanejamento dos quadros funcionais. Por outro lado, a estrutura atual
    da organização maximiza as possibilidades por conta do fluxo de
    informações. Desta maneira, o desenvolvimento contínuo de distintas
    formas de atuação possibilita uma melhor visão global dos métodos
    utilizados na avaliação de resultados.

              Pensando mais a
    longo prazo, o entendimento das metas propostas faz parte de um
    processo de gerenciamento de todos os recursos funcionais envolvidos. O
    que temos que ter sempre em mente é que o julgamento imparcial das
    eventualidades facilita a criação das direções preferenciais no sentido
    do progresso. É importante questionar o quanto o início da atividade
    geral de formação de atitudes obstaculiza a apreciação da importância do
    retorno esperado a longo prazo. Percebemos, cada vez mais, que a
    crescente influência da mídia nos obriga à análise do impacto na
    agilidade decisória.

              Evidentemente, a valorização de
    fatores subjetivos prepara-nos para enfrentar situações atípicas
    decorrentes das diversas correntes de pensamento. O cuidado em
    identificar pontos críticos no consenso sobre a necessidade de
    qualificação promove a alavancagem do orçamento setorial. Por
    conseguinte, a revolução dos costumes aponta para a melhoria do sistema
    de formação de quadros que corresponde às necessidades. Ainda assim,
    existem dúvidas a respeito de como a contínua expansão de nossa
    atividade não pode mais se dissociar das diretrizes de desenvolvimento
    para o futuro.

              É claro que a constante divulgação das
    informações garante a contribuição de um grupo importante na
    determinação das formas de ação. Podemos já vislumbrar o modo pelo qual a
    adoção de políticas descentralizadoras acarreta um processo de
    reformulação e modernização dos modos de operação convencionais. Acima
    de tudo, é fundamental ressaltar que a hegemonia do ambiente político
    estimula a padronização das posturas dos órgãos dirigentes com relação
    às suas atribuições. No mundo atual, o aumento do diálogo entre os
    diferentes setores produtivos cumpre um papel essencial na formulação
    dos procedimentos normalmente adotados.

              A nível
    organizacional, o novo modelo estrutural aqui preconizado causa impacto
    indireto na reavaliação das condições inegavelmente apropriadas.
    Todavia, o desafiador cenário globalizado deve passar por modificações
    independentemente das regras de conduta normativas. Neste sentido, a
    complexidade dos estudos efetuados desafia a capacidade de equalização
    do investimento em reciclagem técnica.

              O incentivo ao
    avanço tecnológico, assim como a consulta aos diversos militantes pode
    nos levar a considerar a reestruturação das novas proposições. As
    experiências acumuladas demonstram que o surgimento do comércio virtual
    afeta positivamente a correta previsão do orçamento setorial. No
    entanto, não podemos esquecer que a hegemonia do ambiente político
    facilita a criação dos níveis de motivação departamental.

              Gostaria
    de enfatizar que a necessidade de renovação processual desafia a
    capacidade de equalização dos conhecimentos estratégicos para atingir a
    excelência. O cuidado em identificar pontos críticos na competitividade
    nas transações comerciais apresenta tendências no sentido de aprovar a
    manutenção do sistema de participação geral. Assim mesmo, a adoção de
    políticas descentralizadoras oferece uma interessante oportunidade para
    verificação dos modos de operação convencionais.

              Caros
    amigos, a consulta aos diversos militantes auxilia a preparação e a
    composição de alternativas às soluções ortodoxas. Por conseguinte, a
    consolidação das estruturas obstaculiza a apreciação da importância dos
    índices pretendidos. Desta maneira, o fenômeno da Internet ainda não
    demonstrou convincentemente que vai participar na mudança do processo de
    comunicação como um todo. Do mesmo modo, o acompanhamento das
    preferências de consumo representa uma abertura para a melhoria da
    gestão inovadora da qual fazemos parte.

              A prática
    cotidiana prova que a determinação clara de objetivos assume importantes
    posições no estabelecimento das condições financeiras e administrativas
    exigidas. A certificação de metodologias que nos auxiliam a lidar com o
    comprometimento entre as equipes possibilita uma melhor visão global do
    retorno esperado a longo prazo. Pensando mais a longo prazo, a expansão
    dos mercados mundiais não pode mais se dissociar do remanejamento dos
    quadros funcionais. O incentivo ao avanço tecnológico, assim como a
    mobilidade dos capitais internacionais talvez venha a ressaltar a
    relatividade dos relacionamentos verticais entre as hierarquias. O
    empenho em analisar o desenvolvimento contínuo de distintas formas de
    atuação faz parte de um processo de gerenciamento do sistema de formação
    de quadros que corresponde às necessidades.

              Neste
    sentido, a contínua expansão de nossa atividade acarreta um processo de
    reformulação e modernização de todos os recursos funcionais envolvidos.
    Acima de tudo, é fundamental ressaltar que a constante divulgação das
    informações causa impacto indireto na reavaliação do fluxo de
    informações. É importante questionar o quanto o início da atividade
    geral de formação de atitudes deve passar por modificações
    independentemente dos métodos utilizados na avaliação de resultados. Não
    obstante, a execução dos pontos do programa nos obriga à análise dos
    paradigmas corporativos.

              Evidentemente, a crescente
    influência da mídia aponta para a melhoria das diversas correntes de
    pensamento. Percebemos, cada vez mais, que a valorização de fatores
    subjetivos promove a alavancagem das novas proposições. Por outro lado, a
    revolução dos costumes estimula a padronização do investimento em
    reciclagem técnica. Ainda assim, existem dúvidas a respeito de como o
    novo modelo estrutural aqui preconizado é uma das consequências das
    diretrizes de desenvolvimento para o futuro.

              Todavia, a
    estrutura atual da organização garante a contribuição de um grupo
    importante na determinação das formas de ação. Podemos já vislumbrar o
    modo pelo qual o desafiador cenário globalizado maximiza as
    possibilidades por conta das direções preferenciais no sentido do
    progresso. Todas estas questões, devidamente ponderadas, levantam
    dúvidas sobre se o consenso sobre a necessidade de qualificação agrega
    valor ao estabelecimento das posturas dos órgãos dirigentes com relação
    às suas atribuições.

              No mundo atual, o aumento do
    diálogo entre os diferentes setores produtivos cumpre um papel essencial
    na formulação do levantamento das variáveis envolvidas. A nível
    organizacional, a percepção das dificuldades prepara-nos para enfrentar
    situações atípicas decorrentes das condições inegavelmente apropriadas. É
    claro que o julgamento imparcial das eventualidades estende o alcance e
    a importância dos procedimentos normalmente adotados.

              Nunca
    é demais lembrar o peso e o significado destes problemas, uma vez que a
    complexidade dos estudos efetuados exige a precisão e a definição do
    impacto na agilidade decisória. O que temos que ter sempre em mente é
    que o entendimento das metas propostas pode nos levar a considerar a
    reestruturação das regras de conduta normativas. As experiências
    acumuladas demonstram que a crescente influência da mídia afeta
    positivamente a correta previsão de todos os recursos funcionais
    envolvidos. Pensando mais a longo prazo, o início da atividade geral de
    formação de atitudes é uma das consequências dos níveis de motivação
    departamental.

              O cuidado em identificar pontos
    críticos na hegemonia do ambiente político desafia a capacidade de
    equalização dos paradigmas corporativos. Ainda assim, existem dúvidas a
    respeito de como o fenômeno da Internet talvez venha a ressaltar a
    relatividade do sistema de formação de quadros que corresponde às
    necessidades. Todas estas questões, devidamente ponderadas, levantam
    dúvidas sobre se a consolidação das estruturas oferece uma interessante
    oportunidade para verificação das posturas dos órgãos dirigentes com
    relação às suas atribuições. Por outro lado, o desenvolvimento contínuo
    de distintas formas de atuação auxilia a preparação e a composição do
    retorno esperado a longo prazo. Podemos já vislumbrar o modo pelo qual a
    complexidade dos estudos efetuados obstaculiza a apreciação da
    importância dos índices pretendidos.

              Neste sentido, o
    consenso sobre a necessidade de qualificação faz parte de um processo de
    gerenciamento das diversas correntes de pensamento. Do mesmo modo, o
    acompanhamento das preferências de consumo estimula a padronização dos
    relacionamentos verticais entre as hierarquias. A prática cotidiana
    prova que a mobilidade dos capitais internacionais nos obriga à análise
    do impacto na agilidade decisória.

    • TKD kyosanim

      10 de abril de 2012 em 20:00

      Kara … que drogas vc anda usando …. ? !  ….. vc eh mais drogado do que eu, nos fins de semana ! 

      Viva A erva Natural !
      Diga nao a descriminacao da maconha ! 
      Eh apenas uma plantinha ! 
      =)

  2. Guilherme De Santis Ongarelli

    10 de abril de 2012 em 10:42

    Só agora que eu sou adulto resolvem fazer dos video games instrumento de ensino? buaaaa amo video games kkkkkkkkk

  3. Edwon Nagoyn

    10 de abril de 2012 em 07:11

    Aquilo que todo mundo condena, que são os videogames são capazes mesmo de ensinarem diversas coisas, melhorar o inglês, aprimorar o raciocínio e ganhar coordenação motora, única desvantagem dos consoles é o excesso, jogar além da conta pode prejudicar, eu mesmo sou prova disso, perdi tempo demais jogando, o melhor mesmo é jogar no máximo umas 2 horas durante o dia.

    • KURIBOH Dourado

      10 de abril de 2012 em 09:17

      2 horas durante o dia, 
      6 horas durante a tarde e 
      12 horas durante a noite
      as outras 4 horas são para:
      ir ao banheiro, abastecer o quarto de lanche e dormir pra aguentar mais.

  4. Artur Allen

    9 de abril de 2012 em 21:52

    sumiram as os comentários anteriores!

    • Davis

      9 de abril de 2012 em 22:01

      cara o minilua tá todo bugado,eu pensava que era minha net(que nos ultimos dias está horrivel),mas é o site mesmo

  5. Corey Taylor

    9 de abril de 2012 em 19:04

    Meu futuro está garantido como assassino de deuses hehe

  6. Torterra Crash

    9 de abril de 2012 em 18:55

    Porque em algumas matérias aquela barrinha lá em cima fica rosa? Será que aas mulheres já tomaram o QG do Minilua?Será o real apocalypse? 

  7. Alex Taylor

    9 de abril de 2012 em 18:26

    Imagina uma entrevista de emprego no futuro… o cara pergunta o grau de escolaridade e o outro responde… ja zerei Mário e tenho 300 horas de gameplay de skyrim.

  8. Pietro Sgarbosa

    9 de abril de 2012 em 18:20

    So viciado em video game, to feito na vida.

  9. Lucas Nascimento

    9 de abril de 2012 em 18:00

    Isso aqui em BH! *-* Ano que vem eu vou para o PITÁGORAS! 

  10. yurimatsury

    9 de abril de 2012 em 16:49

    VISH, agora ferrou para mim, sou muito ruim em videogames, não sei jogar quase nada. E faz muito tempo que eu não jogo.

  11. KURIBOH Dourado

    9 de abril de 2012 em 15:59

    jogos ajudam a decidir qual profissão??
    EBA então agora vou finalmente poder ser um paladino.

  12. Jim The Pathfinder

    9 de abril de 2012 em 15:41

    Na verdade os videogames já ajudam no raciocínio lógico, também temos vários jogos que ensinam história…

  13. Izabela

    9 de abril de 2012 em 15:06

    meus filhos serão gênios !! *–*

  14. Laharl, the Lord of Terror

    9 de abril de 2012 em 14:21

    FPS ajuda em raciocinio rapido e visão periférica…
    RTS ajuda em cooperação com outas pessoas ( no caso de jogo online) e estimula o raciocínio utilizando  estratégias, e no caso de tipo o Age of Empires II, vc aprende sobre a história dos povos e das pessoas que estão presentes no jogo
    RPG ajuda a mente resolvendo enigmas e puzzles
    Sem contar que se aprende ingles muito mais fácil com jogos que na escola

  15. Leandro Fraga

    9 de abril de 2012 em 13:35

    Videogames estimulam muito o raciocínio e também é uma ótima maneira de aprender inglês.

  16. Derpino

    9 de abril de 2012 em 13:33

    aprendi ingles só jogando video game

  17. Cathe

    9 de abril de 2012 em 13:24

    Eu já imagino os jogos : O labirinto da Matemática, acerte as multiplicações e saia do labirinto ‘-‘ Pac Man do inglês : coma as palavras certas e passe de nível   ¬¬’  

  18. Super

    9 de abril de 2012 em 11:56

    qualquer coisa ensina mais que que a escola u.u 

  19. ultramen Tiga

    9 de abril de 2012 em 11:50

    quem está comemorando não sabe o quanto é difícil jogar jogos educativos mesmo de plataforma jogos educativos sempre te deixam frustrado.

  20. Paulo Henrique

    9 de abril de 2012 em 11:03

    videogames de Hentai…ORRA PIREI AKI

  21. From Hell

    9 de abril de 2012 em 10:08

    É vai ser mto legal msm eles colocarem jogos nas aulas…
    tipo Dora,Aventureira
    -Vamos contar as maçãs 1,2,3…

    • Um qualquer

      9 de abril de 2012 em 10:30

      Ah, e se bobear, vão criar joguinhos no estilo dos jogos do orkut, afinal , o governo não vai liberar verba pra criarem jogos educativos com gráficos de PS3 ou de XBOX 360

      • Wagner

        9 de abril de 2012 em 10:39

        Uma autoescola poderia usar jogos de Need for Speed para as pessoas tirarem carteira de motorista…

        • Laharl, the Lord of Terror

          9 de abril de 2012 em 14:17

          Cara, Gran Turismo ajuda bastante se vc for correr numa pista livre, tu aprende como fazer curvas mais rápidas e talz ^^

          • Wagner

            9 de abril de 2012 em 17:05

            Meu irmão jogava direto e eu nunca gostei, pois não gosto de jogos de corrida, exceto Need for Speed XD

          • Pietro Sgarbosa

            9 de abril de 2012 em 18:23

            Street fighter e tekken vão ajudar nas lutas caso, você seja ameaçado em algum lugar não é? eu ainda prefiro o estilo soul calibur.

          • Wagner

            9 de abril de 2012 em 18:26

            Auto-defesa sahushaus
            Mas pra colocar Soul Calibur em prática tem que ter no mínimo um bastão por perto rsrsrs

        • Iron Man

          9 de abril de 2012 em 12:59

          Os bandidos usam gta para aprender a roubar carros.
          -abre a porta do carro
          -soca a cara de quem tah dentro
          -puxa ele para fora
          -Entra no carro e sai vuado

          Eu ainda vou utilizar essa técnica¬¬

      • From Hell

        9 de abril de 2012 em 10:35

        a escola vai ser mais entediante do que já é
        jogos educativos são muito chatos
        eu aprendo muitas coisas com Silent Hill,Assassins creed,God of war isso sim é educativo

        • Wagner

          9 de abril de 2012 em 10:38

          Bastante… Ensina novos jeitos de matar pessoas… Isso pode ser muito útil caso tenha muita raiva de alguém
          Assim como SoulCalibur te ajuda a manusear armas de diferentes tipos…

          • Pietro Sgarbosa

            9 de abril de 2012 em 18:22

            Cara so viciado em Soul Calibur, só jogando com o nightmare eu ja aprendi o estilo dele, smepre ao lado da soul edge dominar o mundo ahehaehhehhHAHAHAH!

          • Wagner

            9 de abril de 2012 em 18:23

            Qual Soul Calibur que você joga? Sou muito viciado também XD

          • Pietro Sgarbosa

            9 de abril de 2012 em 18:27

            1,2,3,4 e 5, só não jogo o bronken destyne e o legends.

          • Wagner

            9 de abril de 2012 em 18:31

            O 3 era muito viciado, cheguei a comprar todas as armas (se é que era possível)
            Atualmente jogo o 5 e o mais massa é Ezio, mas a que uso pra lutar na moral mesmo é a Natsu XD

          • Pietro Sgarbosa

            9 de abril de 2012 em 18:33

            Eu so parça da soul edge, sempre luto com o nightmare, mesmo sendo outro agora que o original morrendo enfrentando o siegfried, mas o 3 foi o melhor, sabia que a natsu tem um demonio aprisionado dentro dela?
            Da onde você acha que ela tira aqueles poderes tudo.

          • Wagner

            9 de abril de 2012 em 18:35

            Por isso mesmo que eu escolho ela shauhsuashau Brink’s… Sempre suspeitei daquela marca quando solta o especial
            Eu gostava muito do Kilik… Agora ele tá como mímico e o Xiba nem é tão bom quanto ele 🙁

          • Pietro Sgarbosa

            9 de abril de 2012 em 18:37

            Xiba é um estupido na moral, nunca sera como o kilik, o demonio que vive dentro da natsu é uma cobra de umas 6 cabeças eu acho, o nome era parecido com abarakhi, alguma coisa assim, iria ser legal se libertassemos ele em um dos golpes imagina.

          • Wagner

            9 de abril de 2012 em 18:39

            Como você sabe dessas coisas?

          • Pietro Sgarbosa

            9 de abril de 2012 em 18:42

            Meu caro Wagneeeeeer,                                                         EU SO VICIADO EU SEI TUDO!

          • Wagner

            9 de abril de 2012 em 18:45

            Eu preciso saber de onde você tira essas fontes Sr Pietro sahushausaus

          • Pietro Sgarbosa

            9 de abril de 2012 em 18:52

            Agora eu to querendo saber da hitória da narsu,mitsurugi,yoshimitsu,taki e gakki e makki.

          • Pietro Sgarbosa

            9 de abril de 2012 em 18:51

            A fonte és Soul Wiki.

          • Wagner

            9 de abril de 2012 em 18:53

            Valeu XD

          • Pietro Sgarbosa

            9 de abril de 2012 em 18:50

            Hum….Eu sei que ares quer a soul ege para matar zeus e pra isso ele mandou 24 sacerdotes para pegar a soul edge, e la era Aeon Calcos e Sopithia, aeon se perdeu num deserto e foi resgatado e sopitiha sumiu, astaroth foi criado por um sacerdote que era contratado por hefestos, irmao de ares, para que pegasse a soul edge para seu irmao, mas ele queria o bem, aeon foi encontrado por kumpataku depois da semente do mal ser libertada, o sacerdote transformou aeon em lizardman, que jurou se vingar de hefestos, e depois dos deuses, astaroth acabou morrendo pois traiu nightmare e o matou, depois de enfrentar inferno, dai maxi matou kumpaetaku pra que nao houvese mais problemas com astaroth pois ele matou seu irmao, mas o sacerdote sobreviveu e agora em sc5 esta criando um excercito de astaroths para que pegue a soul edge para si mesmo.
            Isso é uma pequena parte da história.

          • From Hell

            9 de abril de 2012 em 10:41

            to falando de ensinamentos verdadeiros u.u
            God of War ensina que deuses matam sua família
            e que a Vingança é a melhor escolha,por isso vc deve destroçar seus inimigos,e a vingança nos leva muito longe,Silent Hill tem muitos enigmas,o que faz o nosso cérebro trabalhar,e tbm nos ensina a nunca desistir u.u e que nada é impossível,afinal é possível derrotar o medo e fugir de Silent Hill u.u

          • Wagner

            9 de abril de 2012 em 10:47

            E Assassins Creed mostra como aprender Parkour (facilmente por sinal), ou seja, a fazer exercícios ao invés de só ficar jogando u.u

          • From Hell

            9 de abril de 2012 em 10:50

            exatamente u.u

          • Milo - I'm back

            9 de abril de 2012 em 10:55

            ‘-‘ podiam bota um cs pelo menos e.e e uma dica parkour se vc começa treina no minimo vai quebra uma perna ‘-‘

          • From Hell

            9 de abril de 2012 em 10:59

            ah sério mesmo?

            axei que eu iria quebrar só minha língua  pulando de um muro alto

          • Wagner

            9 de abril de 2012 em 11:17

            KKKKKKKKK’

          • From Hell

            9 de abril de 2012 em 11:20

            a informação dele foi desprovida de informação…
            será que fui muito grossa?

          • Wagner

            9 de abril de 2012 em 11:23

            Não achei… Foi do tipo “A vá, é mesmo?”

          • From Hell

            9 de abril de 2012 em 11:25

            ah sei lá,vai que ele ficou ofendido .-.
            MENINO UCHIHA,EU TE OFENDIIII?

          • Um qualquer

            9 de abril de 2012 em 12:01

            Tarde demais, acho que ele já pulou de um edifício de 15 andares por causa da sua resposta ‘-‘

          • From Hell

            9 de abril de 2012 em 12:35

            axo que ele só vai quebrar a perna…

          • Lucas Menchone

            9 de abril de 2012 em 13:31

            O negócio é jogar Manhunt 2 e aprender a matar alguém com o que tiver em mãos

    • Um qualquer

      9 de abril de 2012 em 10:29

      É daí pra baixo….

  22. Hibari Kyoya

    9 de abril de 2012 em 09:54

    Video Games tão se saindo melhor que escolas mesmo,meu irmão que se formou na faculdade de Linguas,aprendeu inglês jogando playstation,vlw hein escola!!!

  23. Wagner

    9 de abril de 2012 em 09:16

    Desde que realmente mude o comportamento educacional dos indivíduos (para melhor), não vejo nenhum problema nisso…

  24. Connor

    9 de abril de 2012 em 09:13

    Essa dai o Ezio aprova.

  25. Kurono Kei

    9 de abril de 2012 em 08:59

    Acho que é unânime, videogames me ensinaram mais que a escola. Melhoro meu inglês a cada jogo, os FPS ajudam com reflexos, tem muitos que ajudam na concentração pela dificuldade e nível dos desafios. Os jogos antigos realmente eram muito bons, e eram mais difíceis, mas acho que poucos tinham algum quebra-cabeças elaborado.

  26. Chapola

    9 de abril de 2012 em 08:52

    voces gostam de videogame, visitem meu canal de Let’s Play e jogos classicos, fará vc querer jogar de novo esses jogos que marcaram época, só clicar no link e de uma força:  http://www.youtube.com/user/chapola123456?feature=mhee

  27. Lucas Pereira

    9 de abril de 2012 em 08:41

    Ai sim eu ia pra escola todo dia e sem faltar 

  28. João Mello

    9 de abril de 2012 em 04:49

    Video Games, desde 1980, ensinando o Inglês melhor que as escolas Brasileiras .

    (Fato consumado)

  29. TKD kyosanim

    9 de abril de 2012 em 03:43

    Ae galera !…. quem curte videogames ?! … vejam minha colecao de retrogames tenho mais de 1500 games originais … da uma olhada, quem, se interessar …. link do blog : http://nandohaquimcollection.blogspot.co.uk/ *enjoy guys ! Greetings from London.

    • Davis

      9 de abril de 2012 em 03:50

      legal tu tem o dos simpsons,já joguei uma vez é bem legal xD

      • TKD kyosanim

        9 de abril de 2012 em 04:19

        oi Davis, nao entendi sua pergunta ? .. eu tenho varios jogos dos Simpsons,… mas para qual console vc se refere ? … da uma olhada la no Blog … que tem muita coisa legal ! … 🙂
         

  30. Z Ero

    9 de abril de 2012 em 03:36

    So aqui que o minilua ta rosa? 

    • Davis

      9 de abril de 2012 em 03:38

      aqui também .-.

      • Diego Martins

        9 de abril de 2012 em 03:39

        Ele fica dessa cor na categoria games.

  31. Diego Oliveira

    9 de abril de 2012 em 03:34


    contudo no passado os jogos eram limitados e acabavam não conseguindo dar aquele ânimo, pois eram toscos.”

    “…pois eram toscos”
    “toscos”
    COMO ASSIM MEU NES É TOSCO, TA LOKO? QUER MORRER???GRRRR
    isso é um absurdo!.. onde que esses jogos bestas lineares de hoje em dia são menos “toscos” que os antigos? ah vai te catar! não quero aprender mais nada com vocês também! RUM

    • Davis

      9 de abril de 2012 em 03:40

      nes é bem legal mesmo,faz mó tempão que não jogo,não consegui passar de uma fase

      • Diego Oliveira

        9 de abril de 2012 em 16:21

        de qual jogo? xD

    • Diego Martins

      9 de abril de 2012 em 03:39

      Tu sabe o que significa tosco? 
      Mal-feito, estranho, esquisito. Usado tanto para pessoas como objetos.

      Ninguém disse que os jogos daquela época eram ruins, ao contrário eram ótimos, mas eu tô falando de jogos educacionais. Então assim, lê o texto e interpretar sobre o que eu falo antes de criticar.

      • Diego Oliveira

        9 de abril de 2012 em 16:21

        não te perguntei nada o.õ

        • Diego Martins

          9 de abril de 2012 em 16:24

          Não perguntou nada?

          Então o que é isso: “COMO ASSIM MEU NES É TOSCO, TA LOKO? QUER MORRER???GRRRR”

          • Diego Oliveira

            9 de abril de 2012 em 22:37

            Não TE perguntei nada…

            eu por acaso disse: “como assim DIEGO MARTINS??? MEU NES É TOSCO” ?
            não que eu saiba o.õ

            mas não vou brigar contigo, só porque chama Diego

          • Diego Martins

            10 de abril de 2012 em 07:00

            Como não perguntou para mim, se foi eu quem escrevi o texto…

          • Diego Oliveira

            10 de abril de 2012 em 12:52

            oooo meu saco…

            Pergunta Retórica, é uma linguagem nova pra você né? o.õ

          • Diego Martins

            10 de abril de 2012 em 12:53

            Você cita o que eu escrevi, faz uma pergunta e que que adivinhe que é retórica…

          • Diego Oliveira

            10 de abril de 2012 em 12:58

            eeeita nóiz viu…

  32. Venom day

    9 de abril de 2012 em 00:45

    legal lol…                                                           o minilua fico  rosa aki o.o

  33. Pedro

    9 de abril de 2012 em 00:29

    vou continuar no clickjogos jogando joguinhos de servir fast-food e entregar pizza..

    terei uma carreira brilhante no subway

    :okay

    • Davis

      9 de abril de 2012 em 00:47

      falando em entregar pizza,eu lembro de um jogo que tu tinha que servir comida e um monte de coisa,era um tal de café mania,era um jogo tão escroto mais tão escroto que era legal *__*

      • Venom day

        9 de abril de 2012 em 00:53

        Esse jogo e do orkut lol

        • Davis

          9 de abril de 2012 em 00:54

          pior que é,mas eu jogava(também era só pra isso que servia meu orkut ;D)

  34. Luciano Lobato

    9 de abril de 2012 em 00:23

    pra quem estava lendo no outro post e parou: 

    meu pai quando tinha 16 anos era jogador de futebol com 18 anos entrou para o quartel e conseguiu uma vaga que ele concorreu com 3 mil e poucos em uma prova onde só 2 passarão para entrar para os aranhas negras agulhas negras sei lá eu nesse mesmo período minha vó ficou mt doente e ela precisava de dinheiro para comprar remédios que naquela época era muito caro e meu pai não tinha como comprar pq o dinheiro que ele ganhava não conseguia cobrir tudo então meu pai tinha um amigo que conhecia alguém que pagava para levarem drogas de caminhão de não sei onde até não sei onde e ganhava 12 ou 13 mil por encomenda uma coisa assim e meu pai precisava mt de dinheiro e fez isso e ganhou o dinheiro….ai vc já viu neh uma vez nesse mundo sempre nesse mundo ele começou a ganhar dinheiro fácil e não parou mais até que um dia minha vó descobriu e se recusou a tomar os remédios que ele trazia para casa e assim ela morreu… (meu tio disse que tudo isso foi por desgosto pq ele era muito inteligente e largou tudo por causa dela e ela não queria viver sabendo que o filho dela fazia aquilo para ela continuar viva) 

    então com a morte da minha avó mu pai começou a ficar cada vez mais envolvido com isto e nesse período meu avo ficou doente pq começou a fumar quando descobriu o que meu pai fazia então mas antes de morrer ele disse para meu pai apostar em um jogo de cavalo o dinheiro que ele tinha na época uns 50 ou 70 mil em tal cavalo pq ele já sabia qual iria ganhar… então meu pai fez isto e ganhou na época 150 ou 200 mil n sei direito e comprou este terreno onde eu moro e construiu 10 casas e logo depois meu avo faleceu deixando 5 casa para meu pai e 5 para meu tio… eu havia nascido nesse meio tempo e não pude conhecer nenhum dos meu avós mas mesmo assim encontrei fotos deles em alguns albuns velhos que achei na cs dos meus tios… quando eu era pequeno ninguem queria ficar perto de mim todo mundo me odiava mas não pq eu fosse ruim ou coisa do tipo mas por causa do meu pai pq ele fazia aquilo e as pessoas viam em mim uma imagem dele as pessoas achavam que eu iria ser uma espécie de sucessor dele 

    então durante minha 5 e 6 série eu ficava isolado de todo mundo voltava pr casa e ficava triste pensando pq ninguem gostava de mim no colégio e pq eu era sempre tido como uma espécie de monstro dentro e fora o colégio chegava ao ponto de pais de colegas meus pedirem para não falarem cmg achando que eu fosse fazer algo pra eles e assim eu acabei ficando isolado de todos e cada vez mais depressivo… naquele tempo eu desejava ter nascido em outro lugar ter nascido bem longe de onde eu nasci e cheguei a ponto de discutir com meu pai mts vzs embora eu fosse pequeno discutir pq ele fazia aquilo ele já tinha tudo o que ele queria mais mas ele não me escutava e me dizia que fazia aquilo pra esquecer o que ele passou… assim quando terminei minha 6 série minha mãe me levou para outra cidade onde morava minha vó e lá eu fiquei morando com eles porem meus tios por parte de mãe tbm me odiavam por causa do meu pai eles eram uma espécie de “crentes” que posso dizer entre ” ” pq eles eram as pessoas mais fofoqueiras do mundo nunca conheci pessoas tão arrogantes e mesquinhas quanto eles e eles tinham um ódio do meu pai e descontavam em mim nunca falei um palavrão nunca desobedeci ninguem nunca dei 1 motivo para eles e mesmo assim eles me odiavam…chegava ao ponto de um dos meus tios me deixarem sem poder mecher no unico computador que tinha naquela casa e meu irmão por parte de mãe que mora com eles podia … eu era totalmente humilhado naquela casa como se eu fosse uma pessoa horrivel sinceramente nunca desejei tanto ficar com meu pai quanto nos tempos eu que eu morava lá pq embora meu pai fosse o que fosse ele sempre continuara sendo meu pai e eu sempre vou continuar amando ele do jeito que ele for pq assim que ele fazia cmg nunca me deixou faltar nada e sempre dizia pra mim – nunca deixa ninguem te dizer que você e menor do que alguem se alguem consegue fazer alguma coisa você consegue fazer melhor pq vc é meu filho ! sempre seja o melhor !aquilo me marcou quando eu era pequeno e eu carego isso até hj…quando terminei a 7 série meu pai que havia prometido pra minha mãe que iria parar com aquilo disse para ela que quria ela devolta e que não conseguia mais dormir nem fazer nada pensando no que acontecia conosco lá (embora eu sofresse bastante minha mãe tambem sofria pq minhas tias jogvam na cara da minha mãe que ela era uma pessoa inutil e que eu não seria ninguem na vida… alias um diretor da escola antiga onde eu morava disse exatamente isso para mim olhano no meus olhos ele não gostava do meu pai e disse isso pra mim eu tinha 10, 9 anos) então meu pai não conseguiu minha mãe devolta mas eu fui com ele pq não aguentava mais aquilo que eu vivia lá e tbm pq quando eu estava na 6 série eu gostava de uma garota e eu não conseguia tirar ela da cabeça eu era gordinho naquele tempo e isso me deixava pior ainda mas quando eu voltei de lá com a depressão que eu entrei eu estava magro e totalmnte diferente do que eu era antes… chegou ao ponto dos meus tios por parte de pai não me reconhecerem  

    então eu voltei a estudar naquela escola onde o próprio diretor disse que eu não iria ser ninguem e olha que coincidência a garota que eu gostav era minha colega e sentava do meu lado… sabe quantos dias eu pensava naquilo quando eu estava morando em outra idade o tempo qu eu ficava imaginando omo as coisas seriam se eu voltasse… bem eu já nõ era mais tão pequeno assim embora estivesse na 8 série as pessoas começaram a me ver diferente elas começaram a olhar pra mim de um jeito estranho como elas não olhavam antes eu comecei a fazer amigos na escola coisa que eu não tinha até então para ter uma noção de como era minha vida té então eu nunca tinha ido uma vez se quer na praia nunca havia ido uma vez se quer no cinema nunca tinha ido em um teatro  minha vida começou a mudar na 8 série eu comecei a ganhar amigos coisa que para todos deve ser algo normal e sem valor mas que para mim valiam mt e ainda valem naqule tempo…  então um dia essa garota que eu gostava falou para um amigo meu que queria ficar cmg… olha só quem diria aquilo para mim foi uma coisa incrivel pq quem poderia imaginar que isto aconteceria eu até aquele tempo era mt timido e podemos dizer que minhas conversas com garotas não eram das melhores e ai então eu fiz uma escolha ruim… ela havia me chamado para conversar com ela e nisso o ex dela apareceu e disse que queria ficar com ela na minha frente e ela olhou pra mim e olhou pra ele e disse que não… aquilo me deixou com um sentimento que eu não consigo explicar eu gostava mt dela e ela parecia gostar de mim tbm…porem… 

    eu acabei não ficando com ela por uma infantilidade da minha parte eu tinha medo de ficar com ela eu era muito timido e ela digamos totalmente o meu oposto…foi assim que eu deixei ela escapar de mim na 8 série e outras garotas da minha sala tbm tentaram ficar cmg naquele tempo e eu tbm n fiquei pq gostava mt dela mas se não gostasse eu teria o mesmo motivo ( depois me arrependi hsjahsjaahjsh )assim na metade da minha 8 série minha mãe voltou para cuidar do meu pai que havia ficado mt doente por causa das dorrrrrrrrrgaaaaassssss e minha mãe ficou gravida do meu irmão menor que hoje tem 7 anos e mora com meus avós pq eu não tenho idade suficiente para cuidar dele …. ainda …e meu pai ficou mt doente e minha mãe gostava mt dele pq ela conheceu ele quando ele não era o que ele era e embora ele fosse não sei se deixei ele com a impressão de vilão aqui mais ele não era nada disso…mts pessoas que me julgavam por eu ser isso e aquilo coisas que eu nunca fui e nunca vou ser quando precisavam de dinheiro ou alguma oisa assim meu pai ajudava embora ele vende-se e fizesse tudo aquilo ele sempre foi uma pessoa boa de coração até um amigo meu que um tempo os parente dele se separaram e deixaram ele a ver navios com as irmãs deles em uma casa digamos lamentavel e todas elas irresponsaveis meu pai foi la pegou ele e cuidou dele e até hj ele lembra o meu pai como se fosse o pai dele…e nisso eu terminei minha 8 série…

    quando eu terminei minha 8 série um sentimento de angustia tomou conta de mim pq as pessoas que diziam que eu não ia ser nada na vida quando eu er pequeno me viam na rua e diziam como eu estava diferente e como eu estava bonito ( mentira delas mas tudo bem ajshajhsajsh )  assim eu via as pessoas que fizeram minha infancia ser uma perfeita mer## me bajularem como se do nada estivessem notando que eu fosse o oposto do meu pai uma vizinha minha ainda um dia me parou n rua e disse que eu seria o oposto do meu pai e que as pessoas que um dia falaram alguma coisa de mim iriam quimar a lingua ( ela que disse isso ) e se arrepender de ter me tratado mal quando criança  (tem mais coisas alem do que eu contei ali encima porem esqueci de comentar  agora que eu lembrei não quero voltar) ntão eu cheguei no 1 ano do ensino médio (sem rodar o//) porem descobri que o diretor do colégio que eu estava indo era uma espécie de amigo do diretor da escola antiga e ele deu um geito de me jogar para noite e eu sem mt escolha tive que estudar no noturno em uma escola onde a média é 7 ( o que me deixava mais empolgado pq significava que teria que me esforçar mais mas no fim nem me esforcei e passei de ano com a nota mais alta dos 1 anos ( nesse mesmo ano comecei a estudar html xhtml php mysql e linguagem c ) porem nesse mesmo ano meu pai acabou indo para o hospital e eu fui visita-lo sabe eu amava mt meu pai e ir no hospital ver ele no estado qu ele estava era uma coisa horrivel ele parecia uma outra pessoa estava respirano com dificuldade e não abria os olhos por um momento pensei em chorar e senti que ele não iria mt longe talvez não passase daquele dia ou daquela hora ou quem sabe minuto meu tio estava cmg e me ajudou  acordar ele e ele olhou pra mim e tentou dar um sorriso embora estivesse mt mal ajudamos a coloca-lo sentado na cama e eu dei um abraço nele … eu senti mt vontade de chorar mais ao mesmo tempo eu lembrava de tudo o que eu havia passado quando criança de tudo que eu vivi por culpa dele mas o que importava naquela hora afinal ele era o meu pai e me amava e eu tbm amava ele independente de tudo o que eu sofri quando criança… assim ele mt fraco foi fechando os olhos como se fosse dormir denovo e me perguntou: -você esta bem??? aquela pergunta me deixou nervoso pq parecia que ele havia voltado ao nomal (esqueci de falar que alguns meses atras ele havia entrado em uma espécie de choque sei lá o que e confundia tudo chegava ao ponto de falar sozinho e de não reconhecer ninguém estava totalmente diferente como eu havia dito  então segurando o que poderia ser um possível choro meu eu disse que sim e ele sorriu denovo e disse: -me desculpa  e eu sorri pra ele e abracei denovo ( meu tio estavaquanse chorando tbm pq afinal era o irmão dele lá e aposto que ninguem queria ver um final desses para nenhum parente seu…) e ele dormiu denovo e não acordou mais assim passou 3 dias e os medicos ligaram para casa do meu tio dizendo para ir lá visita-lo pq talvez ele não fosse aguentar e assim meu tio foi lá e me perguntou se eu queria ir junto e eu disse que não… meu tio me olhou com uma cara como se fosse me matar quase mas entendeu mu lado e foi sem mim ver meu pai e assim ele faleceu sem eu poder dar um adeus para ele sem eu ter visto ele pela ultima vez com vida…

    então no funeral do meu pai minha mãe que já a algum tempo havia abandonado meu pai e deixando apenas eu cuidando dele apareceu e começou a horar mt e eu não derramei uma unica lagrima se quer durante o funeral dele porem eu estava triste demais e parecia que eu não acreditava que aquilo realmente tivesse acontecido com ele (ele tinha a fama de imortal pq os medicos haviam dado um ano de vida e ele viveu 5 ) e assim foi até que 1 ano depois minha mãe faleceu na casa do meus avós po estar muito fraca com uma espécie de gripe virus não sei direito o que era deixando meu irmão menor com minhas avós e meu irmão ( unica pessoa que eu me dou daquela familia e mais recentemente minha avó ) desde então eu fiquei morando sozinho estava no 2 segundo ano do ensino médio e assim foi embora eu pareça muito triste minha vida aqui não quero que pensem que sempre foi assim mts vzs foi alegre e divertida porem nada me marcou tanto quanto as vzs em que eu sofri por coisas que talvez eu nem merecesse … então no 2 ano do enino médio eu conheci minha atual namorada e estou com ela a 7 meses e neste ano vou terminar o ensino médio e estudar no exterior ano que vem junto com meu amigo que tem uma mãe que mora lá no alabama vou para a universidade saint leon estudar ciencia da computação e concluir meu sonho… ah e meu irmão que mora com minha avó vai vim morar cmg pq não aguenta mais eles e meu irmão menor vai vir junto quem sabeh até ano que vem ou quando meu irmão mais velho se tornar mais responsavel^^ 

    • Homem Aranha

      9 de abril de 2012 em 16:07

      vc é um vencedor kra

    • Weon Kenedi

      9 de abril de 2012 em 13:36

      *Lendo história ao som de “No Love – Eminem”*

      Que história, hem?
      Vc é um vencedor!

    • Matt

      9 de abril de 2012 em 12:34

      Boa sorte!

    • Lyn ( Forever Alone )

      9 de abril de 2012 em 11:05

      Véi…  Na boa.. Só loguei por que li a sua história. E quis comentar….

      Não te conheço… Mas desejo paz pro seu futuro !!   

      • Luciano Lobato

        9 de abril de 2012 em 11:06

        vlw velho ^^

        • Lyn ( Forever Alone )

          9 de abril de 2012 em 11:10

          ¬¬’    Sou mulher….    

    • Renata

      9 de abril de 2012 em 00:41

      nossa que historia em!!
      vc deve ser uma pessoa muito forte pq eu acho que não aguentaria passar por tudo isso.

      • Luciano Lobato

        9 de abril de 2012 em 00:46

        as pessoas aprendem com o tempo embora eu seja digamos mt novo ainda acredito qu eu diria o mesmo se eu estivesse no seu lugar lendo e você postando isto aqui ^^

  35. David FJR

    9 de abril de 2012 em 00:18

    só porque eu tow no 3º ano eles começaram a usar video game pra educar!! falta de respeito deles kkk

  36. Philip Fry

    9 de abril de 2012 em 00:17

    ensina inglês melhor que as escolas.

  37. GD

    9 de abril de 2012 em 00:14

    Funciona mesmo, eu jogo um joguinho de celular que eu tenho que minerar ouro, alem de “divertido” o número de dinheiro que consigo no jogo vai habilitando por partes a história da corrida do ouro nos EUA, como da trabalho pra conseguir 3 estrelas ( numa escala de 1 a 3 ), ao terminar eu acabo lendo a história da corrida do ouro é como se eu estivesse assistindo ao zeramento do game. games educativos são uma ótima idéia…

  38. Joey Jordison

    9 de abril de 2012 em 00:12

    GTA não é um bom exemplo da veracidade dessa pesquisa ^^

    • Pietro Sgarbosa

      9 de abril de 2012 em 18:18

      Tem um lado bom, de qualquer jeito você aprende a vivier nesse jogo, de um modo erradomas que pode ajudar a ser bom, tipo:É claro que você não vai sair matando gente por ai né.

  39. Rodnei Neves

    9 de abril de 2012 em 00:12

    kkkkkkkkkkkkkkkk

  40. Guuiga XD

    9 de abril de 2012 em 00:10

    Se passarem a decorar a matéria como decoram os códigos dos jogos !!!

  41. Vinicius Batista Nunes

    9 de abril de 2012 em 00:08

    eu quero

  42. Kouta H!'

    9 de abril de 2012 em 00:07

    Acho que não dá certo.
    Os dois são totalmente opostos não tem porque juntá-los.

    [I know os opostos se atraem]

    • Willian Morel

      25 de novembro de 2012 em 17:37

      claro que da certo, imagina vc iria aprender muito mais com um jogo do que com livro, tipo se lançarem um jogo contando as histórias de césar, leonidas, alexandre o grande e outros, teriam muito mais graça com os gráficos de um bom console na verdade nem presisaria ser de graça se o game fosse bom as pessoas pagariam para jogar

  43. Renata

    9 de abril de 2012 em 00:05

    começando a gostar da escola

  44. Iron Man

    9 de abril de 2012 em 00:04

    “os jogos eram limitados e acabavam não conseguindo dar aquele ânimo, pois eram toscos.”
    Imagino…¬¬

  45. Davis

    9 de abril de 2012 em 00:01

    to feito

  46. Iron Man

    9 de abril de 2012 em 00:01

    Horra, nem fala eu aprendi mais inglês jogando vídeo game do que em todos os meus anos na escola.
    AFF!

    • Karen Rodrigues

      9 de abril de 2012 em 05:04

      Também aprendi mais inglês jogando do que na escola…Agora sim vou ter ânimo pra ir pra escola,não vou mais precisar fazer aquela encenação de “AAAI QUE DOOOR DE CABEEEÇA!!”.Uso muito isso,preciso de outra tática! hahaha

    • Iron Man

      9 de abril de 2012 em 00:02

      Eu aprendi mais cair na porrada na escola do que matemática por exemplo.

      • Seth .

        9 de abril de 2012 em 00:18

        eu prendi a cair na porrada,pular muros 3 veses mais altos q eu,faser as pessoas comprarem lanches pra mim, encher a cara de cachaça no banheiro tudo isso na escola
        ja nos jogos aprendi ingles espanhol to começando  a aprender françes , aprendi q nunca ir pelo caminho mais escuro entre outras paradas ai

  47. Artur Allen

    9 de abril de 2012 em 00:00

    To garantido

    • Letícia Santos

      10 de abril de 2012 em 19:01

      To garantido²

131 Comentários
mais Posts
Topo