Violência contra as mulheres: Até quando?

violência contra as mulheres

Violência contra as mulheres. Sem dúvida alguma, um dos temas mais recorrentes dos últimos anos. Mais do que uma ato repulsivo, uma falta de amor ao próximo.

A situação, todavia, independe de faixa etária ou econômica, sendo disseminada de forma contínua. Entre os relatos, destaque para os de ordem emocional. Muitos dos quais, motivados pelo excesso de álcool, ciúmes ou intolerância.

Por aqui, a impunidade ainda se faz presente. Quantas mulheres, aliás, não acabam sofrendo nas mãos de seus parceiros?

violência contra a mulher

Buscando reverter o quadro, foi sancionada, no ano de 2006, a chamada Lei Maria da Penha. Entre seus pontos principais, destaque para os que preveem a prevenção, punição e erradicação da violência feminina.

Ainda sobre a lei, ela faz referência a Maria da Penha Maia Fernandes, espancada e violentada durante seis anos seguidos.

-

Em termos práticos, a medida oferece ao agressor, o equivalente a três anos de pena. A sentença, por sua vez, deverá ser cumprida em regime fechado.

-
  1. Fernanda Ribeiro

    20 de junho de 2013 em 21:22

    um ex meu já levantou a mão para mim, mas o que ele não sabia era que eu fazia karate e kung fu desde pequena, ai quem levou a surra foi ele. Bem feito

  2. Júlia Jaqueline

    20 de abril de 2013 em 17:08

    Espero que nós mulheres pensamos um pouco, já que eu vejo várias por aí que se juntam com qualquer um e mesmo apanhando continua com o cara.

  3. Sammy Dulley

    31 de dezembro de 2012 em 14:48

    Não que eu queira ser machista mas tem homem que apanha de suas esposas a violência entre o casa nunca vai acabar…

  4. Sammy Dulley

    31 de dezembro de 2012 em 14:48

    Não que eu queira ser machista mas tem homem que apanha de suas esposas a violência entre o casa nunca vai acabar…

  5. Kairos

    16 de julho de 2012 em 14:29

    *Violência contra as pessoas: Até quando?

  6. Psycho The Cat

    23 de maio de 2012 em 04:32

    Nunca levantei um dedo para uma mulher. Maria de Penha deve ser levada muito a serio, já vi muita impunidade mesmo depois desta lei.

  7. cinthia

    12 de abril de 2012 em 21:36

    Ainda bem que eu não sofro com isso ‘-‘ e provavelmente nunca vou sofrer, é difícil acontecer isso entre as lésbicas. xD

  8. Matt

    6 de março de 2012 em 16:46

    Duas coisas:
    1-A violencia contra mulheres tem que parar.

    2-Muitos homens tambem omitem que apanharam de uma mulher por vergonha.

  9. aquiles1984

    1 de fevereiro de 2012 em 02:13

    uns fuleiro desses são é covarde, isso sim, merece uns shoryuken bem no meio da fuça, não é por nd não, mas, ô mulherada, reagir quanto a isso, né? eu contra td que é covardia, nesses caso contra mulheres que não sabem se defender. queria ver fazer isso com uma campeã mundial de mhuay thay ou uma policial da choque por exemplo, o caramba que fazem

  10. Ligia Oliveira

    21 de novembro de 2011 em 13:43

    Muitas mulheres não denunciam por já terem uma relação de dependência com o agressor, seja achando que ele vai mudar, seja pq ele só é agressivo quando bebe, ou pq depois de cada agressão ele pede perdão… outras, por criação muito repressora ou uma cultura muito retrógrada, ficam com mais medo do julgamento das pessoas do que das surras. Minha mãe tem uma amiga que abandonou o marido depois de 20 anos de abuso, e até hoje a família do ex-marido fica julgando o que ela fez, achando que ela devia ter tolerado as surras!

    Outro amigo, que é policial, diz que cansou de atender ligações de mulheres agredidas. Quando ele avisa que haverá necessidade de lavrar BO, elas dizem que não, que elas só querem que a polícia dê um “susto”. Hoje esse meu conhecido responde pra elas que a viatura não é fantasma pra dar susto. E a história se repete todas as noites (ele faz plantão noturno)…

    Sobre a Mário do Penhasco, eu conheço homens que levam um pau da mulher tbm. Nesses casos, normalmente lavra-se um BO comum, mas um juiz do RS, se não me engano, já aplicou à lei a uma esposa agressora, reconhecendo que a lei versa sobre violência DOMÉSTICA, não necessariamente contra a mulher…

  11. Rôm

    30 de julho de 2011 em 20:34

    violencia contra HUMANOS,até quando

    pra mim
    se é homem,mulher,criança,bebe,adolecente,sei lá oq etc…….já é considerado errado,humanos q agridem humanos,não passam de covardes

  12. Igor Rodrigues

    19 de junho de 2011 em 22:44

    A violência contra as mulheres vai acabar no dia em que os homens pararem de bater nelas e pronto.

  13. Wadson Rafael

    19 de junho de 2011 em 14:32

    minha namorada apanhava de seu ex, e infelizmente ela se omitia com suas chantagens. Hoje em muitos momentos eu sinto que o trauma volta pra ela, e me sinto muito mal por isso.

  14. Sampaiodan Figueredo

    18 de junho de 2011 em 00:18

    Maria da Penha,Maria da Lapa,do Brás,da puta que pariu todos nós,que diferença ela fez?as leis brasileiras só existem no papél,essa não é exceção.Mas ao contrário do que muitos pensam,violência contra as mulheres não é esclusividade do brasil,Portugal fica na europa e lá ela é bem grande também.Outra coisa,as maiores vitimas da violência do homem,não é a mulher,e sim,o próprio homem.Tamanha estúpidez só poderia ser contida se as leis fossem aplicadas de forma séria e implacável,e isso tá longe de ser uma realidade.A sociedade criou as leis para coibir a maldade humana,e por um tempo isso funcionou.Agora,graças aos psicólogos e aos defensores dos direitos humanos,que fazem questão de passar as mãos nas cabeças dos bandidos,a aplicação dessas leis está cada vez mais frouxa,e consequentemente,os bichos estão cada vez mais soltos.A continuar assim,voltaremos a nos reunir num “coliseum” ou estádio,para assistir não a partidas de futebol,mas a seres humanos massacrando seres humanos,em uma bela tarde de domingo,até com transmissão ao vivo pela televisão.

    • (Alone) Leonardo Bellini

      20 de janeiro de 2012 em 14:48

      pior que é vdd, lembro que quando teve aquelas rebeliões aqui em SP nos presidios eu tive vontade de juntar uns nego ai, pega umas M60 (metranca do Rambo) e sair matando o primeiro marginal que encontrar pela frente.

      independente de quantas pessoas eu matasse eu poderia sair depois 5 cinco anos por bom comportamento.

      E sobre éssa coisa do coliseu, não seria má idéia pegar os manos que fizeram os crimes mais ediondos e botar eles pra lutarem pela vida. Direitos Humanos é o caralh.o

  15. Luan Carlos

    18 de junho de 2011 em 00:12

    da vontade de pegar um fdp desse e dalhe mt soco mesmo #revoltsmodeon

    • Alline Santos

      20 de abril de 2013 em 20:43

      eu admiro mt homens que defendem a mulher

  16. @Rebobine

    17 de junho de 2011 em 23:49

    Revoltante.

  17. PYRAMID HEAD

    17 de junho de 2011 em 23:16

    Concordo com  cara que falou da lei Mario do Penhasco SHIUASIUHASAISHA

    • Capivara Selestial

      17 de junho de 2011 em 23:51

      Valeu  🙂

  18. Lucas Toith

    17 de junho de 2011 em 23:07

    Por isso sempre falo para umas amigas minhas vo dizer aqui tambem:meninas/mulheres tomem cuidado com quem você se relaciona, não olhem só o lado físico e conheça mais a pessoa antes de morar junto ou até namorar… Esse aqui e o meu pensamento para todas as fêmeas que estão sempre ligadas aqui no mini-lua !

    • Alline Santos

      20 de abril de 2013 em 20:46

      own, vc ta certo, sabe meu namorado ja fez coisas ruins comigo como me prender, uma vez ele deu cabeçada na minha boca, e uma vez disse q tinha vontade de me bater só disse, so ele nao é mais assim, procuro nao lembrar do passado esquecer pois o q importa é o presente

  19. Isa

    17 de junho de 2011 em 23:05

    Eu já fui agredida… pelo meu ex namorado. Eu denunciei ele, mas vocês acham que a Justiça deu continuidade? Que nada… até agora nada! E já faz dois anos e oito meses que eu namoro.

    • Iron Man

      19 de junho de 2011 em 12:00

      Pow se o cara te bateu uma vez pode ser que ele faça de novo.
      É por isso que eu digo… tenha sempre um AK-47 por perto.

      • cinthia

        13 de abril de 2012 em 08:11

        KKKKKK

    • Jeff Dantas

      17 de junho de 2011 em 23:07

      Nossaaaaaa! E você continuou namorando com ele, Isadora?

      • cinthia

        12 de abril de 2012 em 21:34

        ela disse EX namorado… ‘-‘ 

      • julio bernard es

        18 de junho de 2011 em 22:58

        É por isso que eu digo… prefiro nem dizer nada.

  20. Oscarito

    17 de junho de 2011 em 22:43

    Meu pai bate na minha mãe 🙁   >:(  :'(  

    • (Alone) Leonardo Bellini

      20 de janeiro de 2012 em 14:41

      vish tiu, faz como eu, compra uma katana de madeira e não sai do lado da sua mãe

    • Maria Silva

      18 de junho de 2011 em 13:48

      coitado,cara.mas mesmo que a justiça não resolva,vc e sua mãe tem que ter coragem e denuciá-lo,ou vc prefere que ele continue agredindo sua mãe?ein?=/

  21. Emery

    17 de junho de 2011 em 22:21

    Sinceramente , eu tbm acho um absurdo essa triste realidade!Eu não sei o que é pior : O caso da mulher que por medo prefere ”ignorar” ou a mulher que toma a iniciativa de denunciar e como foi dito o agressor é preso por pouco tempo ou nem chega a receber uma intimação por isso.
    Enquanto não surguirem uma quantidade maior ainda de vítimas e de trajédias , o governo não irá se preocupar em deixar a lei um pouco mais rígida…

  22. Capivara Selestial

    17 de junho de 2011 em 22:08

    uma pergunta para os chefes do brasil mulheres tem direitos diferentes nessa base da lei mas elas não lutaram tanto para todos terem os mesmos direitos?

    não tem a lei mario do penhasco sei lah uma lei que protege o homem?
    ta bom um pokinho má a mulher pode ser ^.^ mas depende o ponto de maldade =/

    • Joel Alvarenga

      17 de junho de 2011 em 22:26

      Rafael essa lei serve para os dois.
      Cara mario do penhasco? Você fumo oque eu para falar isso XD.

      • Capivara Selestial

        17 de junho de 2011 em 22:39

        A maria da penha serve pros dois?

        maria hermafrodita xD

        • Noob Saibot

          18 de junho de 2011 em 19:14

          hasuhusahuashausha foda, ri muito

  23. Anônimo

    17 de junho de 2011 em 21:44

    Dizem que a mulher tem que denunciar, mas aí ela vai na delegacia, 1, 2, 3, 4 vezes. Aí um belo dia a polícia resolve ir e prender o agressor. Beleza, o que parece ter finalmente chegado ao fim é só um começo, o começo do inferno, pois o cara vai passar uma semana no máximo preso, ele vai sair e como ele é um covarde vai querer vingança, vai agredir mais  a mulher e talvez até matar em muitos casos. Então, até o governo tomar umas medidas bem serias, pessoas inocentes, sem possibilidade de se defender vão continuar apanhando covardemente e morrendo, infelizmente é a realidade da nossa “nação”.  

    • Jeff Dantas

      17 de junho de 2011 em 21:46

      Concordo contigo, Dyego. Por outro lado, existem aquelas que preferem se omitir, ou ainda, que “alteram” seu discurso com o passar dos dias ou semanas.. 🙂

      • Anônimo

        17 de junho de 2011 em 22:10

        Fazem isso por causa do medo de mais repressão.  A vida pra essas pessoas é bem injusta aqui no Brasil. =/

        • julio bernard es

          18 de junho de 2011 em 22:56

          Engraçado que essa semana presenciei um homem agredindo sua companheira em uma rua perto da minha casa, imediatamente chamei a polícia pelo celular, quando o policial chegou (foi rápido, gostei de ver) a moça começou a fazer cena ficou do lado do malucão como se nada tivesse acontecido como se nem tivesse visto o policial passando, e eu la do lado do policial passando maior vergonha com ele me explicando que não poderia fazer nada enquanto eles estivessem naquele love.

          • (Alone) Leonardo Bellini

            20 de janeiro de 2012 em 14:39

            faz como eu, se ver uma mulher apanhando no meio da rua chega por tras do cara (não é o que vc está pensando) da uns tapinha no ombro dele e quando ele virar vc grita: Showme your moves!! Ai se mete o falcon punch no queixo do maluco.
            Vc tbm pode Falar: Kiss this! Rising Dragon! e fazer o mesmo proceço do soco no queixo.
            vc pode até levar um tiro dependendo do cara, mas morre como heroi.

          • (Alone) Leonardo Bellini

            20 de janeiro de 2012 em 14:39

            Show me your moves*

  24. Iron

    17 de junho de 2011 em 21:32

    Um cara que bate em mulher não deve ser chamado de homem, se um cara deses quiser bater em alguem porque não procura um homem mais forte que ele pra ele ver o que é bom
     

  25. Marco Antonio

    17 de junho de 2011 em 21:22

    Vergonha brasileira!
    esse é outro ponto fragil do Brasil!  se fossemos rebentar o lado mais fraco da corda (Brasil) ñ ia sobrar um fio inteiro

  26. Rayane Natalia

    17 de junho de 2011 em 21:19

    eu ACHO que nunca passaria por isso, eu sou tão violenta é mais possível o meu companheiro me denunciar por agressão ^^

  27. Iron Man

    17 de junho de 2011 em 21:10

    Um tapinha não doi mas um tapão…

    • Capivara Selestial

      17 de junho de 2011 em 22:11

      um tapão doi pra caralh*

47 Comentários
mais Posts
Topo