Minilua

Você já teve “paralisia do sono”?

O termo parece novo, mas diversas pessoas têm relatado há certo tempo que, após dormirem sentem perda brusca dos movimentos do corpo, como se de repente seu corpo pesasse toneladas, dando a impressão de que seu corpo está preso em cima da cama, além de relatarem perda da fala. Em alguns casos as pessoas também escutam vozes, ou passos dentro de seu quarto, como se alguém estivesse se aproximando, por vezes veem pessoas e/ou cenas e se desesperam.

Ainda não há uma explicação conclusiva, de acordo com alguns estudiosos, por isso quando situações como esta acontecem as pessoas ficam sem saber o que pensar ou a forma como devem agir.

Quem passa por este tipo de situação descreve-a como “um momento terror”, como se estivesse morrendo ou quase. Muitos atribuem estas sensações ao “diabo”, pois sentem-se perseguidas e até sufocadas.

Este fenômeno consite em uma “paralisia temporária do corpo”, após a pessoa acordar ou, muitas vezes antes de adormecer, estando diretamente ligado ao REM (a fase natural do sono na qual ocorrem os sonhos mais vívidos). Esta paralisia ocorre quando o cérebro desperta do REM, o que faz com que a pessoa fique consciente, mas imóvel. Este fenômeno, em muitos casos, são acompanhados por “alucinações hipnagógicas”.

Muitas pessoas afirmam se verem totalmente imóveis deitadas na cama, porém pela grande possibilidade de surgir objetos “fantasiosos” no quarto, muitas acreditam que tudo foi somente um sonho.

Alguns especialistas acreditam que esta paralisia também esteja por trás de “casos de abduções e encontros com fantasmas”.

Os sintomas mais relatados por pessoas que sofrem desta condição são: paralisia total, perda total da voz, pouco controle da respiração e dos olhos. A pessoa também pode “ouvir vozes” e sentir que há mais alguém ali, em alguns casos pessoas têm relatado que sentem um peso sobre seu corpo.

“O cérebro paralisa os músculos para prevenir possíveis lesões, já que algumas partes do corpo podem se mover durante o sonho. Se uma pessoa acorda repentinamente, o cérebro pode pensar que ela ainda está dormindo, e manter a paralisia”, afirmam alguns especialistas.

A paralisia do sono pode variar, de poucos segundos à minutos e, normalmente são descritos como “momentos assustadores”.

Outros estudiosos porém, acreditam que possa estar diretamente relacionada à “inibição pós Sináptica de neurônios motores na ponte do tronco cerebral”.

Acredita-se que a maior parte da população tende a sentir esta paralisia uma ou duas vezes em sua vida.

Um sintoma comum entre quem sofre com este tipo de situação é a narcolepsia. Através de estudos foi possível verificar algumas causas que podem aumentar consideravelmente as chances da ocorrência de alucionações e paralisia do sono, confira alguns:

Dormir de barriga para cima; – Agenda de sono irregular; cochilos; privação de sono; – Estresse elevado; – Mudanças súbitas no ambiente ou na vida de alguém; – Um sonho lúcido que imediatamente precede o episódio; – Sono induzido através de medicamentos, como anti-histaminas.E você, já sofreu alguma vez com os sintomas das “paralisia do sono”?

Adaptado de docepsicose