Minilua

Você se lembra do Papa-Tudo?

Criado no começo da década de 90, o chamado “Papa- Tudo” era na verdade, uma tentativa da Rede Globo fazer frente a Tele-Sena de Silvio Santos. Seu formato era bastante semelhante a de um tele-bingo, e tinha sua apresentação centrada na figura do jornalista César Filho.

 

O começo

Além da Rede Globo, o projeto tinha o suporte de um dos banqueiros mais poderosos da época, Artur Falk. Seu sistema funcionava da seguinte forma: A pessoa interessada adquiria o título nos correios ou casas lotéricas, e caso não fosse contemplada, ela tinha a possibilidade, pelo menos em tese, de resgatar metade do valor pago após um ano, ou ainda, comprar um novo título pela metade do preço.

 

Divulgação

O projeto era divulgado nos intervalos da Rede Globo, tendo a frente figuras como os apresentadores Fausto Silva e Xuxa Meneghel. Já o sorteio era sempre realizado aos domingos. Ainda sobre o “Papa-Tudo”, diante de uma série de irregularidades, a premiação seria suspensa após em 1996. Dentro desse contexto, seu idealizador, o banqueiro Artur Falk seria preso.

 

Curiosidades

– Na época, o “Papa-Tudo”, chegou a ser conhecido como o “Baú da Felicidade” da Rede Globo. Durante os intervalos comercias da emissora, a apresentadora Xuxa Meneghel incentivava seu público alvo, as crianças, a pedirem a seus pais que adquirissem o título de capitalização.

– Diferente da propaganda, poucas foram as instituições beneficiadas com esse tipo de comércio. Além disso, diversos foram os consumidores lesados.